Rigoberta Menchú

Na Guatemala, pequeno país da América Central, houve uma guerra civil que durou 36 anos. Essa guerra, entre os próprios cidadãos do país, ocorria por haver uma sangrenta ditadura e as pessoas se rebelaram contra isso.

Entre os indígenas, que foram contrários ao sistema ditatorial, estava Vicente Menchú, pai de Rigoberta. Com outros 39 companheiros, Vicente foi queimado vivo na cidade da Guatemala, quando ocupavam em protesto a embaixada da Espanha,A mãe e os irmãos de Rigoberta também foram mortos, além de torturados, e ela teve de se exilar no México.

Desde 1980, Rigoberta trabalha pela cultura indígena pela paz e pelas mulheres indígenas.

Em 1992 Rigoberta ganhou o prêmio Nobel da Paz.

Fonte Bibliografica: Inconti, Dora: Bigheto, Alessandro Todos os Jeitos de Crer, Ensino Inter-religioso.Ed Ática

Um comentário:

FRANCISCO MIGUEL DE MOURA disse...

Wilma, muito bom e oportuno o texto sobre a Rigoberta Menchu,agora que está tão próximo do dia da Mulher. De modo geral o blog está espetacular, chamativo, gostoso.
Chico Miguel

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...