Joio ou Trigo?

Joio-Gênero de plantas pertencente à família Gramíneas.Exige condições particulares de solo e não suporta climas de montanhas. O joio que se mistura nas plantações de trigo do mundo inteiro, tem os grãos invadidos por um cogumelo parasito o "choetomium Kunzeanum", que os torna venenosos.Os métodos antigos não facilitavam a separação do joio do trigo. A farinha que contém muito joio fornece um pão com efeito tóxico.O joio cizânia(do grego zizanion, má erva) também é chamado de joio-embriagante.

Trigo- Planta herbácea, do gênero Triticum, da família Gramíneas. Em botânica, o trigo é distinto em três categorias: minococcum(espiga miúda), dicoccum(um pouco maior) sativum(espécie mais comum, comprimento variáveis).

A composição do grão de trigo é tal, que a planta pode ser considerada, com justiça, o protótipo das plantas alimentícias: contém proteínas, sais minerais e vitaminas. As modernas técnicas de preparação da farinha branca privam os grãos do germe e do farelo eliminando assim, parte das vitaminas.

É costume, portanto, enriquecer novamente as farinhas com as substâncias que lhes foram retiradas. O cultivo do trigo exige terra móvel na superfície, bem arejada e abundantemente adubada.

"Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se"Mt:13-25.

Sendo Joio
A intenção do joio é confundir.Entre milhares de plantações existentes para o seu desenvolvimento ele prefere a de seu parente, muito parecido, o trigo.

As semelhanças externas contudo não confirmam a essência: O joio é muito inferior ao trigo. Cuidado com as aparências!
A natureza do joio é má e o parasita hospedeiro, natural a espécie, o torna muito pior, seu efeito tóxico pode até mesmo matar.O joio é o protótipo do homem maligno que hospeda Satanás e seus demônios.

Joio não tolera montanhas, lugares altos. Gosta de comodidade, lugares comuns, portas largas de fácil acessibilidade.

Sendo Trigo
" O Reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo" Mt 13:24

A primeira ressalva é de que do trigo, se obtém o alimento base de grande parte da população mundial: "O Pão". Jesus se nomeou "O Pão da vida" (Jo 6:48). Ele é o alimento principal da humanidade.

A natureza do trigo é benéfica, como a dos homens nascidos de Deus. Assim como a botânica divide as categorias de trigo pode-se também atribuir características aos cristãos,como as partes do corpo: diferentes, porém, importantes para o conjunto (I cor 12:11-31).

A boa terra em que cresce o trigo pode ser comparada ao bom terreno do coração. A Palavra plantada frutifica (Mt 13:7,8).

O processo de industrialização (grão de trigo-farinha) elimina grande parte das vitaminas necessitando ser enriquecida(a farinha) novamente, com as substâncias que lhe foram retiradas.

A industrialização é consequência da modernidade. Antigamente, na Palestina, cada família tinha a sua própria maquinagem de fazer pão. A recomendação de Deus era para que os pães ofertados nas solenidades festivas fossem ázimos, ou seja, sem fermento (Lv 23:6). Jesus também advertiu seus discípulos sobre o perigo do fermento (Mt 16:6).

Essa industrialização do trigo, pode ser comparada à vida de muitos cristãos: Alguns inicialmente são genuínos, sóbrios, agradáveis a Deus, depois perdem a identidade, não suportam a sã doutrina(sem fermento) e se voltam às fábulas, desviando-se da Verdade (IITm 4:3,4).

O fermento, porém, independente da modernidade(assim como o joio) sempre existiu no seio da igreja e sempre existirá. Em pequena ou grande proporções, porém, cabe a cada um ouvir e obedecer as recomendações de Jesus sobre ambos: "Acautelai-vos do fermento"(Mt 16:6) e "sede prudente com o joio" (Mt 13: 28-30).

Sempre, também, haverá tempo para recompor as "vitaminas perdidas", "arrepender-se e voltar ao primeiro amor" (Ap 2:4,5).

O Agricultor

"Senhor,não semeaste tu, no teu campo, boa semente?Por que tem então joio? E Ele lhes disse: O inimigo é quem fez isso" Mt13:27,28.

Deus criou o homem com a natureza boa, assim como o trigo, só que "ao dormir o homem", e esse homem foi Adão, o inimigo, a serpente enganadora, semeou também o joio, a natureza maligna e pecaminosa de Satanás. A mesma natureza que ainda habita nos que ainda não nasceram de novo em Cristo Jesus.

Deus É o Agricultor (Jo 15:1). Somente Ele com propriedade, pode distinguir sem dificuldade quem é joio e quem é trigo. Ele também é quem ordena o destino da plantação: "Deixai crescer ambos até a ceifa : e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio e atai-o em molhos para o queimar; mas o trigo, ajuntai-o no meu celeiro" Mt 13:30."Meu celeiro" é a glória celeste, a fogueira é no inferno.

Embora na agricultura tenha-se uma visão muito clara do que seja joio e trigo, na vida pessoal isso se torna muito difícil. Os frutos podres nem sempre estão à mostra (podem se esconder em folhagens) e alguns podem estar à mostra e serem totalmente insípidos. Um agricultor saberá avaliar tudo muito bem, assim como Deus, pois, só Ele sabe a qualidade dos frutos de cada cristão.

Fica aqui as indagações: Estamos sendo joio ou trigo? Estamos sendo prudentes ou precipitados? Nossa vida Cristã é com fermento ou sem fermento? Estamos aguardando o agricultor para a colheita e separação do joio e do trigo ou estamos arrancando os dois juntos? ou melhor, estamos preparados para a grande colheita?

Bíblia Sagrada, Almeida J. F., SBTB, Revista e corrigida.
Enciclopédia Universo.

2 comentários:

Fabio disse...

muito legal essa reflexão sobre o Joio e o Trigo, gostei.

rosideth disse...

Muito bom

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...