Separando Ovelhas de Bodes - Hospitalidade

Nos tempos bíblicos, o pão era mais fino do que o nosso pão de hoje. O termo "partir o pão." Significou comunhão na partilha de uma refeição, ou como era chamado, o pão da comunhão. Era um dever sagrado de hospitalidade (o chamado direito sagrado de hospitalidade) para oferecer o pão, dar alojamento, e proteger a qualquer viajante que chegasse a sua porta, tratando-o como um convidado.Se o proprietário e os clientes partiram o pão juntos, isso uniu-os pelos mais fortes laços de amizade. Foi uma aliança confirmada ocasionalmente, pela doação de presentes.

Essa era uma promessa de reconciliação e de paz que descia a seus herdeiros, pois era para sempre. Se o cliente se recusou a oferta, significou, em essência, que o pão do anfitrião era imprópria para o uso, o ato violava a lei sagrada da hospitalidade e continha severas penalidades.

Os Discipulos Dependiam de Hospitalidade

Quando Jesus enviou os discípulos a evangelizar, Ele lhes ordenou que não carregassem consigo pão ou dinheiro, eles dependeriam exclusivamente da hospitalidade e dos atos de bondade dos outros. Se os discípulos rejeitassem a hospitalidade oferecida pelos  outros, seriam considerados rudes, ofensaivos o que dificultaria os esforços para propagar o Evangelho.Mt 10:9-15.

Além disso, Jesus deu-lhes instruções sobre como responder às cidades que não os recebessem em hospitalidade, "Quando você sair daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés.   Em verdade vos digo que serei mais tolerável para a terra de Sodoma e Gomorra no dia do juízo, do que para aquela cidade "(Mateus 10:14-15. Se as pessoas  recusassem os discípulos, parceiros de Jesus, por conseguinte, eles recusariam Jesus.  Este foi um assunto sério!

Separando Ovelhas de Bodes

Quanto a esse mesmo senso de hospitalidade, Jesus falou aos discípulos desse dia futuro em que iria separar as ovelhas dos cabritos:"Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: 'Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo: Porque tive fome e me destes de comer, tive sede e me deu Me de beber; eu era estrangeiro e me recebestes, estava nu e me vestistes; eu estava doente e visitastes-me, eu estava na prisão e fostes ver-Me; Então os justos lhe responderão, dizendo: 'Senhor, quando Te vimos com fome e comer, ou com sede e Te demos de beber? E o Rei responderá:Em verdade vos digo que, na medida em que você fez isso com um dos menores dos meus irmãos, você fez isso comigo." (Matt. 25:34-40.

Jesus continuou: "Porque tive fome e você me deu nada para comer, tive sede e não me destes de beber, era peregrino e não me convidou, eu precisava de roupas e não me vestistes, eu estava enfermo e encarcerado, e você não cuidar de mim "(Mateus 25: 42-43) .Hospitalidade é mais do que participar de uma ceia para o nosso grupo de estudo bíblico. Paulo nos exorta: " Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade".(Rm. 12:13, ). Que você possa receber outros para partir o pão no espírito de hospitalidade.

2 comentários:

Luciana disse...

Oi querida amiga! Já estou participando da promoção e já coloquei o selinho da UBE.
Um grande beijo, Lú.

Viva Com Saúde disse...

Adorei!
Confesso que fiquei boquiaberto quanto ao termo hospitalidade, nunca tinha parado pra meditar sobre isso, mesmo que minhas atitudes tenham sido favoráveis no decorrer dos anos.
Um forte abraço, que o Senhor continue te usando.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...