Diga Aos Mórmons Que Eu Os Amo - Resenha


No ano de 1830, mais precisamente no dia 6 de Abril, surge nos Estados Unidos, o Mormismo. Religião que viria a se espalhar por demais países sob a denominação de SUD ou Santos dos Últimos Dias. O líder máximo da religião, chamado de profeta maior, é Joseph Smith. Ele tinha apenas 14 anos quando, revoltado com algumas alas do protestantismo, resolve fazer um passeio no bosque e orar a Deus para que lhe responda qual a religião verdadeira. As revelações de Deus para Smith teriam começado nessa época, aproximadamente dez anos antes do surgimento oficial do Mormismo.

O ápice das revelações acontece em um desses passeios do jovem Smith ao bosque. Elevado ao êxtase, enquanto orava, luzes pairaram sobre sua cabeça e uma voz revelou-lhe um livro em forma de placas de ouro enterrado no solo. A voz seria de um anjo chamado Morôni e a missão atribuída a Smith seria a de propagar a restauração e plenitude do evangelho conhecido como O Livro de Mórmon.

As contradições de Smith, contudo tornam-se mais evidentes, quando este se envolve na Maçonaria. Por trás da estrutura organizacional e do luxuoso patrimônio Mórmon, estaria uma inspiração maçônica, adquirida no 
âmago do comprometimento de Smith com o ocultismo. Como poderia o “evangelho restaurado” oferecer plenitude estando imbricado de ensinamentos diabólicos, derivados do politeísmo, do culto dedicado aos deuses hermafroditas e bissexuais da maçonaria?

Se Smith apregoava o Mormismo como religião única e verdadeira sob a face da terra, por que esta necessidade de apoiar-se na maçonaria desenvolvendo profunda afeição aos componentes do culto maçônico a ponto de incorporá-lo aos SUD? Esta não seria uma prova de que Smith não era profeta e de que o Mormismo se constituía em farsa?

O livro Diga Aos Mórmons que Eu Os Amo, revela com profundidade e embasamento cientifico as doutrinas Mórmons e Maçônica, fazendo uma “prova dos nove” destas com o cristianismo. A autora descerra o véu que encobre os redutos maçônicos infiltrados na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em uma saga, que pode ser comparada ao melhores estilos dos livros de suspense.

A obra de 294 páginas também trata de polêmicos assuntos SUD como: A Queda do diabo, os graus de glória, racismo, batismo pelos mortos, Jesus, irmão de Lúcifer? Poligamia, as 3.193 correções feitas nos escritos Mórmons e a “infalibilidade” do profeta Joseph Smith.


 
Recomendo este lapidado trabalho da Rosaine Scruff, para quem pretende descobrir o que está por trás das aparências dos simpáticos Elderes e Sisteres que a qualquer momento podem cumprimentá-lo no cruzamento da rua ou quem sabe entregando folhetos no sinal. O livro é interessante também para estudantes, teólogos e todos os que não se conformam com a superficialidade das coisas.

Lançamento da Editora Oxigênio

Por: Wilma Rejane

6 comentários:

disse...

Isto que eu chamo de seita. Paz mana!

israel batista disse...

deve ser muito bom esse livro eu conheço o mormonismo postarei no meu blog amanhã irmã fique com Deus

Blog do Dumane - Duarte Rego disse...

Graça&Paz!!
Sem duvida mais um contributo para convencer os contradizentes.

Muito obrigada.

http://oblogdodumane.blogspot.com/

loro disse...

vcx não tem o que fazer? fala da religião das pessoas, e ainda mentira, não sabe nem o que estar dizendo. Vaa estuda um pouco mais, vai saber, conhecer, ai vc poderia falar... ou não!
se vc acha que a igreja que vc estar é verdadeira então estuda ela, pq esse é o problema dos evangelicos esquece da sua propria religião, pra fala das outras que nem sabe nem um pouco.

Tatiana disse...

Eu sou mormon e afirmo que não é melhor lugar na terra p estar do que no Templo. Não julgo religião alguma mas eu nunca precisei fazer sacrificios com o meu dinheiro p igrejaaa..nem jamais falar mal das outras religioes. A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ultimos dia é verdadeira e Jesus a ama. Eu sei disso pq orei ..e nao pq vi um artigo na internet. Se quiserem conhecer a igreja façam nos uma visita ,nao fiquem lendo coisas de pessoas q nao sabemmm..tenham opiniao propria e realmente conheçam a igreja. O Errado é nos julgar pela opiniao de pessoas q vcs nem sabem a respeito.

Tatiana disse...

Eu sou mormon e afirmo que não é melhor lugar na terra p estar do que no Templo. Não julgo religião alguma mas eu nunca precisei fazer sacrificios com o meu dinheiro p igrejaaa..nem jamais falar mal das outras religioes. A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ultimos dia é verdadeira e Jesus a ama. Eu sei disso pq orei ..e nao pq vi um artigo na internet. Se quiserem conhecer a igreja façam nos uma visita ,nao fiquem lendo coisas de pessoas q nao sabemmm..tenham opiniao propria e realmente conheçam a igreja. O Errado é nos julgar pela opiniao de pessoas q vcs nem sabem a respeito.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...