Sinais, Marcos e Regresso



“Levanta para ti sinais, faze para ti marcos, aplica o teu coração à vereda, ao caminho por onde andaste; volta, pois ó virgem de Israel, regressa a estas tuas cidades” Jr 31:21

Essa palavra que Deus enviou a Israel, através do profeta Jeremias me chamou a atenção. Sabe quando algo te faz parar, ler e reler, e em fração de segundos te conduz a uma série de acontecimentos de sua vida? Assim foi quando li esse verso: “Levanta sinais, faze marcos...”

Lembrei-me de Abraão, construindo altares para registrar as vitórias dadas por Deus Gn 12:8.  De Josué: “Então Josué levantou um altar ao Senhor Deus de Israel, no Monte Ebal” Js 8:30. Recordei-me dos regressos dos Israelitas rodeando a cidade de Jericó, até fazer cair os muros e conquistarem o lugar: “Assim rodearam outra vez a cidade no segundo dia e voltaram para o arraial; e assim fizeram seis dias” Js 6:14. Regressos que aniquilam inimigos, fazendo soar buzinas!

Essa palavra de Jeremias é magnífica! Deus aponta para um converter de situação de tal modo que o dia, a hora, o momento fique registrado na história como vitória, milagre!

Deus é um Deus de memorial. Ele nomeia dias, meses, anos, imprimindo Sua marca, Seu nome.  Foi assim com Noé, ao término do dilúvio. Um sinal no céu firmaria para sempre a promessa de não mais destruir a terra com água: “Eis que estabeleço minha aliança convosco e com vossa descendência depois de vós... o meu arco tenho posto nas nuvens; este será por sinal da aliança entre mim e a terra” Gn 9: 9-17.


 
Assim, todas as vezes que um Arco-iris surge no céu é como se Deus nos trouxesse a memória Sua aliança conosco. E que memorial! Lindo em cores e forma! O fim de uma época de destruição e o ressurgir de dias ensolarados. Assim é conosco. Deus quer que através da fé em Seu nome, alcancemos “dias de sol”, marcados como sinal em nossa vida: “Levanta para ti sinais, faze para ti marcos...”

Marco: Sinal de limites territoriais, demarcação.


Um Marco em Sicar

A mulher samaritana ia até o poço de Jacó apanhar água. Sempre ao meio dia: “... era quase à hora sexta. Veio uma mulher de Samaria tirar água: Disse-lhe Jesus dá-me de beber”. Jo 4:6,7.  Era uma hora em que poucas pessoas podiam vê-la, apontar o dedo e criticá-la por seu modo de viver. A samaritana tinha uma vida intranqüila, buscava saciar seu vazio interior através dos relacionamentos que só a deixavam mais deprimida. Jesus conhecia toda a vida daquela mulher, as lágrimas derramadas na solidão, os conflitos sentimentais por envolvimentos ilícitos com homens casados: “Tiveste cinco maridos e o que agora tens não é teu marido” Jo 4:18.

Mas, aquele dia seria um marco na vida da samaritana. No apanhar água no poço de Jacó, ela tem um encontro com o Senhor da vida, a Fonte de Água Viva que saciaria para sempre seu íntimo em um relacionamento de amor eterno, verdadeiro, tal qual ela nunca havia experimentado. Jesus preencheu os anseios da mulher de tal forma, que após o inesquecível encontro, ela parte e deixa o seu cântaro aos pés do Mestre: “Deixou, pois a mulher o seu cântaro, e foi à cidade”. Ela levantou sinal, fez marco, e regressou a cidade com um testemunho de vitória.


“Levanta para ti sinais, faze marco, regressa a estas tuas cidades” Jr 31:21


Saulo, Paulo e o Marco Na Estrada de Damasco

Saulo estava acostumado a seguir para Damasco a fim de pedir cartas às sinagogas para aprisionar cristãos At. 9: 1-3. Mas, algo de diferente aconteceria naquele dia: “E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?” At. 9:4

A partir dali Saulo passaria a ser Paulo. Na estrada de Damasco, um sinal, um marco. Em Damasco, um regresso. Naquela cidade o apóstolo inicia seu ministério: “E logo nas sinagogas (de Damasco) pregava a Cristo, que este é o filho de Deus” At. 9:20. Os regressos, sempre implicam em “derrubada de muros”, tal qual em Jericó. É Deus renovando os caminhos e nos fazendo testemunhar a “glória da segunda casa” Ag 2:3

Sinais, Marcos e Regressos

O historiador Mircéa Eliade, em seu livro “O simbolismo das conchas” observa que Jesus foi crucificado em Jerusalém, centro da terra, como um marco, uma Pedra fundamental para a humanidade. O Sacrifício do Cordeiro de Deus no Gólgota é: sinal, marco e regresso. Ao olharmos para Ele entregando-lhe vida e coração, tudo muda. O arrependimento nos faz regressar a casa do Pai, lugar de repouso. Recostamos nosso rosto no colo do Altíssimo e Ele nos acaricia com amor inigualável. Somos gerados de novo, pelo poder da Palavra! A mesma que transformou a Saulo e a samaritana.


Levanta, faze, aplica, volta, regressa

Não importa quão longe estejamos. Caminhos tortuosos, enganosos, espinhosos, sofridos, Deus nos concede força através de Sua Palavra para estabelecermos limites: O depois já não será como o antes, o amanhã será assim como o sinal no céu dado a Noé: rompendo em luz, traspassando os limites do imaginável. Você já viu o final de um arco-íris? Nem eu. Somente Deus conhece sua dimensão. Pois bem, o que Ele tem preparado para os que regressam a casa do Pai é parecido: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.” I Coríntios 2:9.

Nada muda o que está escrito na Palavra. Mas tudo muda quando aceitamos e aplicamos o que está escrito , em nossas vidas. Deus jamais se esquece de nós e nos gerou para uma viva esperança. Com Cristo Jesus, somos marco.  Sinais e marcos pedem regresso. Convido-te a regressar para que sua história fique como memorial, sinal e marco por muitas gerações.

Em Cristo, com amor.

Wilma Rejane

4 comentários:

Fratermaurício disse...

Caríssima, Graça e Paz!
O toque de Jesus em minha vida é como um marco...inesquecível. É, não foi!
Quero lembrar-lhe que postei a capa de seu livro em meu blog, fazendo uma boa e clara referência. Uma obra maravilhosa, certamente gerada às "margens do Quebar". Saudações fraternas.

Wilma Rejane disse...

Graça e paz Fratermaurício!

Comentei em seu blog e o faço por aqui novamente. Muito obrigada irmão. Ès grande em coração, sentimentos e favores.

Deus o abençoe em paz e saúde.

Com carinho.

Fratermaurício disse...

Caríssima, é uma honra, é um prazer!
Quero parabenizá-la pelo novo visual. Fico mais jovem! E os óculos? Deus abençoe grandemente.

Wilma Rejane disse...

Ô Fratermauricio,

Os óculos continuam sendo indispensáveis para mim, sem eles corro sérios perigos (risos). Deixei-os de lado só para a pose.

Obrigada irmão.

Deus o guarde, por onde fores.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...