Decifrando a Estrela da Manhã




Wilma Rejane

Um de meus professores do curso de Filosofia adquiriu meu livro “Às Margens do Quebar”, tão logo segurou o livro nas mãos, com curiosidade, começou a folheá-lo. Parou no capitulo sobre “o Complexo de Jó” e em silêncio “devorou” rapidamente as linhas. Depois me olhou e perguntou algo que não estava no texto, mas que era pertinente ao tema Bíblico:

 - Wilma, por que Satanás se chama Lúcifer? Ele não é trevas? Como pode um ser maligno ser chamado de luz, você já escreveu sobre isso?
- Ainda não professor, mas isso também me intriga. Prometo que vou pesquisar sobre o assunto, quem sabe esse tema entre em um próximo livro.

E Lá Fui Eu Pesquisar

Sei que o artigo a seguir não conclui o tema, contudo trago o que reuni em pouco tempo de pesquisa sobre o significado do nome Lúcifer. Bem, não vou deixar meu professor sem resposta, né?


Estrela da Manhã Traduzida Como Lucifer

Isaías 14:12, 13 “Como caíste desde o céu, o estrela da manhã, filha da alva! Como foste cortado por terra tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei dos lados do norte”.

No texto original hebraico, o décimo quarto capítulo de Isaías fala de um rei babilônico caído, que durante sua vida perseguiu os filhos de Israel. O original hebraico não menciona o nome "Lúcifer", porém uma tradução feita no século IV por Jerônimo traduziu "Estrela da manhã, filho da Aurora, Estrela do dia" como "Lúcifer" e ao longo dos séculos a igreja foi interpretando que essa estrela da manhã, era um anjo rebelde, expulso do céu para governar o inferno, chamado Lúcifer.

Na astronomia romana, Lúcifer era o nome dado a estrela matutina, a estrela da manhã que aparece no céu pouco antes do amanhecer, anunciando o nascer do sol. O nome deriva do termo latino "Lucem Ferre", ou portador de luz. No texto original hebraico a expressão descreve o rei da Babilônia Helal, filho de Shahar, ao traduzir esses termos tem-se "estrela do dia, filho da aurora" transmitindo o brilho dourado das vestes do orgulhoso rei. Assim "Lúcifer" é um antigo nome latino que traduz os termos hebraicos: "estrela da manhã, portador de luz". Portanto, em nenhum momento o capitulo 14 de Isaías, em seu original cita Satanás ou Lúcifer.

Em seu comentário Bíblico Em Zerr, observou que tais termos foram usados em sentido figurado para simbolizar o orgulho e o esplendor do monarca Babilônico, sua queda teria sido comparada a queda de uma estrela. O desaparecimento de poderes corruptos aparece algumas vezes na Bíblia retratados sob imagens de queda de astros celestes (Ez 32:7 Is 13:10) Jackson 1987, 23,15.

Burton Coffman sobre isso escreveu: A palavra Lúcifer está fora de Isaias 14. Satanás não é identificado com unanimidade entre os estudiosos da escritura nessa parte da Bíblia. O capitulo diz que o rei da Babilônia morreria e seria enterrado, seu corpo seria comido pelos vermes, mas Satanás não tem corpo físico e o destino dele está descrito como sendo no lago de fogo Ap 21:8. O rei Babilônico viveu seu esplendor sobre uma cidade de ouro, mas Satanás é o monarca da escuridão.

O Teólogo  Delitzch disse que o nome Lúcifer foi dado corretamente ao Rei da Babilônia, em razão da data do inicio da cultura babilônica que ascendeu como fenômeno se distanciando da penumbra cinzenta de tempos primevos e também devido ao caráter predominantemente astrológico do lugar (1982. pag. 312)

Delitzch diz ainda que o nome Lúcifer foi atribuído ao diabo a partir dessa passagem de Isaías.

Reino humano ou Espiritual?

O capitulo 28 do Livro de Ezequiel é descrito pelos teólogos como sendo uma descrição de Satanás, contudo é dirigido ao rei de Tiro:

"Filho do homem, levanta uma lamentação sobre o rei de Tiro, e dize-lhe: Assim diz o Senhor Deus: Tu eras o selo da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estiveste no Edén, jardim de Deus... tu eras o querubim, ungido para cobrir e te estabeleci..."

Como pode o rei de tiro ter estado no Éden e ser Querubim ungido?

Eu Wilma, Concluo que os termos: "Rei de Tiro e Rei da Babilônia", podem e devem estar nos textos em sentido figurado, referindo-se sim a Satanás e que essa figura de linguagem dos reis foram usadas porque traduzem bem o governo do mal, revestido de orgulho, ganância, mentiras, corrupção e todos os atributos do inferno.

Vejo ainda que apesar de Satanás ser representante do reino das trevas, sendo ele mesmo trevas, é possível que se revista de luz. Não que esta seja uma propriedade sua, mas ele usa a luz como disfarce, mentira. Não é uma luz própria, mas roubada. É fugaz e está sempre em queda, assim como as estrelas cadentes:

"E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em anjos de justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras" II Cor 11:14, 15.

O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir.João 10:10a

“Eu via Satanás a cair do céu como um raio.” Lc 10:17, 18



Jesus é a Verdadeira Estrela da Manhã:


22:16 Apocalipse: "Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas Eu sou a Raiz e a geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã."


Jesus como resplandecente "estrela da manhã" significa que a sua vinda é o cumprimento de uma promessa. Deus falou, pela boca do profeta estrangeiro Balaão, as seguintes palavras: "Eu o vejo, mas não agora; eu o avisto, mas não de perto. Uma estrela surgirá de Jacó; um cetro se levantará de Israel" (Números 24.17).

O profeta Malaquias retomou a mesma promessa, falando dAquele que seria uma estrela (ou sol) de justiça:

"Para vocês que reverenciam o meu nome, o sol da justiça se levantará trazendo cura em suas asas. E vocês sairão e saltarão como bezerros soltos do curral. Depois esmagarão os ímpios, que serão como pó sob as solas dos seus pés, no dia em que eu agir, diz o Senhor dos Exércitos.Lembrem-se da Lei do meu servo Moisés, dos decretos e das ordenanças que lhe dei em Horebe para todo o povo de Israel."

"Vejam, eu enviarei a vocês o profeta Elias antes do grande e temível dia do Senhor" (Malaquias 4.2-5). Jesus veio como uma estrela. Não por acaso, uma estrela é o símbolo do caminho até a manjedoura onde nasceu.

Satanás era dotado de luz e glória, mas ao cair, ao ser expulso do céu, perde toda sua majestade. Jesus Cristo, É o Único Rei, revestido de poder e glória que ilumina os caminhos tortuosos, libertando o homem da escuridão: "O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do Seu amor" Cl 1:13.

Assim, espero que esse estudo tenha nos dado um entendimento maior sobre o significado de estrela da manhã, que veio a ser traduzida como Lucifer em representação a uma estrela em queda.

Que Deus em Cristo nos abençoe porque somente Nele há salvação.

Fontes como links no artigo.

9 comentários:

Nayara disse...

♥ Ah, mana que bom! Valeu a pergunta do teu professor.
Agora vou fazer uma e tomara fique encasquetando tua cabecinha.
A bíblia diz: "CRÊ NO SENHOR JESUS, E SERÁ TU E A TUA CASA". Pronto, as manas sempre dizem que é CERTO que todos da sua casa se converterão:marido, filhos.
Mas a bíblia também diz: 'FILHOS ENTREGARÃO PAI,MÃE ENTREGARÁ FILHO..." isso por causa do Evangelho. Como um filho entregará um pai se ele se converterá?????????
E outra, meu Deus, eu quando na igreja da mamãe, e não era de Jesus soube de um rapaz filho de um casal EXEMPLAR e DE DEUS, da igreja que o filho morreu assassinado em casa por causa de dívidas de drogas. DR. Augusto Pinto era um servo de Deus e D. Eloisa tambem, mas o filho nunca quis Jesus.
Tu sabes explicar?
Beijos, lindo domingo maninha

Wilma Rejane disse...

Oi Mana Nayara!

Explicar eu sei, agora vamos ver se a resposta satisfaz (risos).

Olha só, nunca busco respostas em versículos isolados, mas procuro ver o contexto, relacionando os fatos. O primeiro caso:

"E eles disseram, crê no Senhor Jesus e será salvo tu e a tua casa" At 16:31.

Paulo estava na casa do carcereiro, aquela promessa foi para ele e toda sua família que converteu-se após ouvir a Palavra de Deus a respeito da salvação: "...E na sua crença em Deus, alegrou-se com toda a sua casa" At 16:34.

Maninha, quem sou eu para dizer que essa promessa, dada ao cárcereiro não está disponivel aos que creem? A Bíblia está repleta de promessas e os que creem não serão envergonhados. Quantas vezes Deus já não falou comigo através de promessas dadas a Israel? E se cumpriu. Quem é filho de Deus sabe que isso é possível e que nisso consiste o mistério e a virtude do Reino, que Ele não se resume a pessoa, tempo ou circunstância.

A segunda parte da pergunta:" E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai, o filho; e levantar-se-ão os filhos contra os pais e os farão morrer" Mc 13:12.

Lembra da casa de Jacó? Quanta desgraça! Os filhos mais velhos jogam José em uma cova, mentem para o pai, e quem era Jacó? Jacó quase morre de desgosto.

E Judas? Era um dos doze e mesmo assim entregou o Mestre para ser crucificado.

Isso pra não falar de Caim e Abel.

Essas coisas acontecem desde que o mundo é mundo, mas tudo é possível ao que crê e o que hoje é motivo de morte, amanhã pode ser de vida, porque a promessa maior é a de que: "Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho Unigênito para que TODO aquele que Nele crê não pereça mas tenha a vida eterna" Jo 3:16.

E é "só".

Espero ter respondido nessas "poucas" linhas rsrs.

Obrigada maninha. Deus abençoe sua semana.

Bjs!

Fratermaurício disse...

Caríssima irmã Wilma, quero informar-lhe que já tenho o livro "As margens do Quebar" em mãos. Alegrei-me quando o carteiro chegou e me passou o embrulho. Logo mais, poderei fazer observações quanto as reflexões, coisa que gosto muito. Agradeço fraternalmente e em nome de Cristo!
Deus abençoe grandemente e a toda a sua família! Oh sim, não esqueço também de todos aqueles que colaboraram para que esta obra chegasse até a nós. Paz!

Eduardo Medeiros disse...

wilma, concordo com muito do que você disse antes da conclusão mas discordo da sua conclusão.

o oráculo de ezequiel para o rei de tiro não deve ser interpretado como simbólico, visto que descreve fatos históricos(é claro que interpretados de acordo com sua teologia, mas mesmo assim, o fundo é histórico).

ele não quis ali falar do diabo ou de lúcifer(que aliás, o satã hebraico recebeu esse nome de lúcifer de forma equivocada).

o único problema exegético do texto é por que o autor chama o rei de tiro de "querubim ungido", fato que não é consenso entre os exegetas.

mas sabemos que em israel, os reis eram chamados de ungidos, já que o ritual de despejar óleo sobre sua cabeça era a unção; talvez ezequiel quisesse fazer um paralelo com "rei ungido"? não sei...ainda ficaria sobrando um explicação plausível para o "querubim".

talvez devéssemos ir na cultura da pérsia de onde de fato, israle importou a ideia de um satã?"diabo"/adversário de deus.

e tem mais, uma rebelião no céu de um querubim (ainda mais ungido)contra deus é mitológico demais para se levar ao pé da letra.

beijinhos e adorei você ter comentado lá no caminhos da teologia. fiquei todo bobo...rs

Wilma Rejane disse...

Ô irmão Fratermauricio...

Sou grata ao meu bom Deus por sua vida. Muito obrigada pela força!

Papai do céu abençoou essa obra. A primeira edição esgotou e tem novidades tão tremendas sob esse trabalho que nem sabes. Na hora certa contarei.

Deus o abençoe com toda sua família.

Wilma Rejane disse...

Oi Eduardo!

Como vês, sua conclusão não conclui o significado rsrsr. O que para ti é motivo de dúvida "querubim ungido", para mim é de certeza. Os reis até poderiam ser chamados de "ungidos", mas de querubim, jamais. Tão pouco teriam estado no Èden.

Certamente há um eqívoco na tradução de "estrela da manhã, estrela da alva" para Lùcifer, e falo sobre isso.

Edu, a cultura da Persia não sabe mais que o Espírito Santo, Ele revela coisas ocultas e escondidas nas linhas e entrelinhas da Bíblia.

Obrigada amigo! E ô "Caminhos da Teologia" está demais! E filosofia me empolga, por isso falei horrores por lá (risos).

Deus o abençoe.

Alfran dos Santos disse...

Gostei divinamente da resposta "A cultura da Pérsia não sabe mais do que o Espírito Santo" NÃO MESMO!!!
Pr. Alfran.

Real Nobre disse...

queridos nao importa quem e Lúcifer e quem e Satanás o
que importa e que Deus nus deu a solução sobre o pecado original. através de Jesus .Jesus e Deus e o mesmo . e Satanás e apenas um pau mandado .e ai gostarão dessa verdade que falei forte abraço .

Manoel Bastos Ribeiro disse...

Quando o Profeta Isaías diz no versículo 12 Como caíste do céu, filho da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitava as nações!o Profeta estava na verdade debochando do Rei Nabucodonosor Rei da Babilônia opressor dos Povos que morreu foi sepultado e os bichos e vermes o comeram por acaso o diabo vai pra sepultura, homem que se achava um DEUS de verdade em nenhum lugar da Bíblia diz que satanás debilitava as nações , tinha um coração que é orgão humano , no versículo 4 DEUS manda o profeta dizer um aí para o Rei,na realidade começa no capitulo 13 depois DEUS prediz a queda no capitulo 14:4 não exite nada nos dois capítulos 13 ou 14 do livro de Isaías que de credito ou exalte ou mencione o nome de satanás.Irmãos que entender pergunte aos versiculos eles te darão as resposta e ore peça a Deus mais entendimento.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...