Adoráveis Alunos

Aluna do 5º ano no Sarau do livro Às Margens do Quebar ocorrido na escola

Wilma Rejane

Todos sabem que ser professor no Brasil, e de escola pública , é uma missão quase que heróica: Baixos salários, condições precárias de trabalho, excesso de horas aulas e outras tantas coisas que “se arrastam” governo após governo. Vivo tudo isso, mas quando olho para o rostinho de cada um de meus alunos, é como se um universo de sonhos estivesse bem ali, na minha frente à espera de oportunidades para prosperarem. E eles falam e fazem cada uma, que dá mil! Selecionei algumas falas e acontecimentos na escola que me fizeram sorrir e até chorar. Espero que gostem:

Lucas- 6ºano
-Professora, eu e a mamãe lhe procuramos em todos os estandes da feira do livro e não a vimos.
- Lucas, eu não participei do Salipi (Salão de Livros do Piauí)
-Ah bom professora, pensei que a senhora tava famosa.


Leonildes- 7º ano
- Professora, sabia que a senhora é mais bonita que a Anna Rickman?
 Acho que o Léo precisa urgentemente de exame de vista (risos).

Assíra- 5º ano
- Tia, por quê ao invés de escrever livro pra gente grande, a senhora não escreve para nós?
-Quem sabe eu escreva alguma história para crianças.
-Pensa nisso tia Wilma, senão vão dizer que a senhora não gosta de crianças.
Chantagista,  essa Assíra.




Jaciara-6º Ano
-Professora, preciso ter uma conversa séria com a senhora (e já me atraindo para um cantinho)
-Pois não, Jaciara.
-Mas antes preciso saber: A senhora tem filhos?
-Sim tenho dois.
-Quantos anos eles têm?
-Filipi tem 22 e Joyce 23.
-Oxente fessora, que negócio é esse, pensei que a senhora tinha 30 anos!
 E eu toda feliz porque a idade dita por Jaciara está bem abaixo de minha idade real, emendei:
-Trinta não tenho, me diz outra idade.
- É sessenta fessora!
Também não precisava exagerar, né?! Ô Jaciara maluquete! E o assunto que ela queria falar era: Conselho sobre namorado, eita!

Recebi esse bilhetinho ontem, da Jaciara. A família vai mudar de bairro e ela de escola. Esse foi de marejar os olhos.

Para ampliar é só clicar.

Esse é o Denílson, ele ganhou meu livro em um sorteio realizado na escola. Na dedicatória, pus um versículo Bíblico e uma recomendação: "Denílson, este livro tem que durar até quando você estiver rapaz, ok? Cuida bem."

Denilson de 12 anos , 7º ano

E esses dias tive uma conversa com o garoto que me deixou boquiaberta de felicidade.

-E ai Denílson, tá cuidando bem do livro?
-Mandei encapar professora.
-Ah, que bom! Já leste alguma coisa?
-Estou na página 87. Toda noite antes de dormir leio um pouco. Pedi uma Bíblia a minha mãe para entender melhor, daí leio e vou consultar na Bíblia.

Iupi!  Deus trabalhando na vida do guri! Tão jovem e já Bereano! De tão animada comecei a falar de Jesus, quando ouvi a suave voz do Espírito Santo: deixa comigo, não atrapalha a obra, calma.

Parei de tagarelar e deixei-o falar, afinal tudo tem o seu tempo e não convém "botar o carro adiante dos bois", não é mesmo?

- Gostei da história de Jó professora.
-A senhora sabia que faço aula de bateria?
-Não sabia. Quem sabe serás um levita, já ouviste falar em levita?
-Não ouvi, o que é?
-São as pessoas que fazem parte do ministério de música, tocam e cantam para Deus.
- Ah professora, eu gosto de ouvir músicas que falam de Deus!

Nossa conversa foi interrompida e nos despedimos. Ficou a certeza de que a sementinha do Evangelho irá florescer na vida de Denílson.

Olha a criançada lendo o livro Às Margens do Quebar !


É isso, amados leitores. Quis compartilhar um pouco de minhas experiências na escola com esses adoráveis alunos.

4 comentários:

Blog Desafiando Limites disse...

lindas histórias, amiga.

pena q sua fala da [triste] realidade do magistério no Brasil apenas arranha a superfície e, em vários lugares, o retrato do magistério mais parece com o de Dorian Gray: um defunto ambulante, maquiado e que se recusa a morrer...

triste, enqto os de-puta-dos ficam aumentando seus $$ para não fazerem quase nada de útil à nação.

#euficoindignado

abs, apz.

wally.

Wilma Rejane disse...

Wally !

Não pode xingar na frente de crianças, "homi"! rsrs

Essa de comparar a situação da educação com Dorian Gray foi demais! É uma verdade cruel.

Obrigada pelo feedback (tô te plagiando rsrs).

Deus o abençoe, amigo-irmão.

Fratermaurício disse...

Caríssima, saudações!
Fiquei feliz ao ler as histórias aqui contadas. Sou Orientador Disciplinar de Alunos e também trabalho com essas crianças maravilhosas. Aprendo muito com elas. Realmente, ouve-se cada uma! Às vezes frases sábias, outras, de dar risada. Também tenho alguns bilhetes de agradecimento e de carinho para recordação, guardados no meu baú. Parabéns!

Wilma Rejane disse...

Saudações Fratermauricio!

Na simplicidade das crianças reside muitas lições e Jesus falou sobre isso:

"Da boca das crianças sai o perfeito louvor" Mt 21:16.

Também dizem coisas sem sentido que nos faz sorrir, não é?

E sobre os bilhetinhos, são troféus, merecem ser guardados com carinho.

Obrigada, Deus o abençoe em sua missão com os pequeninos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...