Salmo 23 em Fotos


" Unges-me a cabeça com oléo, meu cálice transborda..."


Uma rara coleção de 100 anos, recém descoberta a partir de fotos da palestina antiga, retrata pastores e suas ovelhas em uma região da terra de Israel a poucos quilômetros de Jerusalém e Belém .As fotos, de um estado de conservação incrível, mostram como era o cotidiano de um pastor de ovelhas no inicio de 1900.

A faixa de terras, onde as fotos foram originalmente feitas, foi a mesma onde o rei David atuou como jovem pastor. Percebe-se que a rotina do pastor fotografado, é muito semelhante a descrita por Davi no Salmo 23: o pastor sentado contemplando águas tranquilas, orientando o rebanho com vara em lugares rochosos, e mesmo tocando flauta.


Em uma das fotos, é derramando óleo de um chifre de carneiro sobre a cabeça das ovelhas. Isso era feito especialmente no calor do verão para  afastar insetos e parasitas e diminuir a irritabilidade das ovelhas. Após serem ungidas com óleo, as ovelhas se  deitavam cheias de contentamento. Através da descoberta compreende-se com mais profundidade o que David tinha em mente quando escreveu o Salmo 23.

As fotos dessa rara coleção foram publicadas originalmente em uma edição limitada de um livro produzido a partir de um curtume de couro genuíno palestino, com pele de ovelha. O livro tem um prefácio interessante:

"A vida pastoral nos fluxos de canais da Palestina é hoje, semelhante ao tempo de David. Na região aberta ao nordeste de Jerusalém, os rebanhos ainda são tomados por caminhos ásperos e sinuosos, em desfiladeiros pitorescos, no fluxo prateado de Ain farah. Este ainda é o popular ponto de encontro dos pastores da região montanhosa da Judéia, e é geralmente aceito como palco das experiências de Davi na infância como pastor e em sua idade madura ao entoar o Salmo 23".




O Senhor é o meu pastor, nada me faltará
Ele me faz repousar em pastos verdejantes
Leva-me para junto das águas de descanso
Refrigera-me a alma.
Guia-me pelas veredas da justiça
Por amor do seu nome.
Ainda que eu ande pelo vale, da sombra da morte,
Não temerei mal nenhum,
Porque tu estás comigo;
O teu bordão e o teu cajado me consolam.
Preparas-me uma mesa na presença de meus adversários
unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda
Bondade e misericórdia certamente me seguirão
Todos os dias de minha vida, e habitarei na Casa do Senhor
para todo o sempre. Salmo 23.


e

2 comentários:

Pr.Vanelli disse...

Muito linda coleção das fotos sobre o Salmo 23. Preciosidade. Parabéns. Abraço.

Erinete Teodoro disse...

Suas tem edificado minha vida. Deus te abençoe cada vez mais.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...