Ai Que Saudade!


Wilma Rejane

Saudade é um sentimento comum em nossas vidas. Quem algum dia, nunca sentiu saudade?  Cientistas relacionam o fato ao cérebro, por ser ele capaz de imprimir imagens familiares, sons, cheiros... Tudo isto é reunido em uma espécie de “caderno mental”. Estas informações circulam em nossa mente, provocando sensações que chamamos de saudade que é biológica e também emocional. Acontece quando estamos distantes de casa, de pessoas que amamos, quando por algum motivo apenas nos é permitido recordar.

Distante de casa, na  Babilônia, um exilado, entoou  saudoso Salmo em memória de Sião.

"Junto dos rios de Babilônia, ali nos assentamos e choramos, quando nos lembramos de Sião. Sobre os salgueiros que há no meio dela penduramos nossas harpas. Pois lá aqueles que nos levaram cativos nos pediram uma canção; e os que nos destruíram , que os alegrássemos, dizendo: Cantai-nos uma das canções de Sião. Como cantaremos a canção do Senhor em terra estranha? Se eu me esquecer de ti ó Jerusalém, esqueça-se a minha direita da sua destreza." Sl 137:1-5.

O imigrante não tinha forças sequer para cantar, tamanha era a tristeza provocada pela saudade. As lembranças de Sião estavam “circulando” em sua memória.   Perdi meu pai há oito anos, mas todas as vezes que sinto o cheiro de sua comida preferida, ou vejo minha mãe preparando-a, fico pensativa a lembrar-me de sua alegria e disposição em sentar-se a mesa. Sinto falta de sua presença conosco também nestes momentos.

Nenhuma ciência ainda foi capaz de medir nossas emoções, mas Deus em sua eterna sabedoria nos dotou de vínculos e laços de amor que perduram uma vida, e mesmo quando chega à morte. É quando percebemos intensamente o significado que pessoas têm para nós. É quando chega um tipo de saudade que não pode ser saciada, deixando marcas que somente o tempo é capaz de amenizar.

Chorar de Saudade

E mais uma vez no relato bíblico, Davi nos dá uma demonstração da dor da saudade: “Absalão fugiu, e foi para Gesur; e ali esteve por três anos. Então tinha o rei Davi, saudades de Absalão. E Davi pranteava por seu filho todos aqueles dias” II Sm 13:37-39. Por três anos, o homem segundo o coração de Deus chorou a distância do filho.

Um recente artigo, divulgado pelo jornal CNN aponta que as universidades americanas estão lotadas de jovens saudosos de suas casas e de tudo o mais que deixaram para trás, ao partirem ao encontro do sonho de concluir os estudos e terem uma carreira estável. Os entrevistados descreveram com detalhes as lembranças que circulavam em suas memórias:






Keila Pena - Hernandez : “Lagos ou rios do centro oeste, não se comparam com o mar do caribe, tenho saudades das frutas tropicais e da brisa fresca do mar”. A estudante estava tal qual o exilado na Babilônia, desejando sua terra. Acima Keila na Universidade de Missouri, a família ficou em Porto Rico.


Curando a dor da Saudade


A Palavra de Deus é um alto refúgio em todos os tempos. Ela conforta, dá ânimo e restaura as forças. É através dessa fórmula que missionários e imigrantes cristãos, conseguem superar a dor da distância: “Orações aliviam meu coração dolorido, confio a Deus tudo o que está acontecendo comigo e com meu filho que está distante de mim” Homesik (imigrante).A exemplo de Homesik costumo entregar todos os cuidados a Deus, e   de maneira sobrenatural, Ele envia o refrigério. Imagem à esquerda: Imigrantes reunidos em estudo da Bíblia para superar saudades de casa.


Saudade na Era do Twitter

Vivemos em um mundo repleto de novas tecnologias e é possível uma comunicação rápida e eficaz com todas as partes do globo terrestre. Estes recursos têm possibilitado que familiares curem (em parte) a dor da saudade.  Minha sogra tem 68 anos. Aprendeu  usar Orkut, email , Skype e webcam para se comunicar com filhos e netos que moram em outro estado. É possível vê-la dando boas risadas  nessa interatividade virtual. E pensar que o Rei Davi chorou por três anos a distância de seu filho...

Saudade em Verso

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade: aquela que nunca amou. 
E esse é o maior dos sofrimentos: não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver. O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.
Pablo Neruda         

Ao sentir apertar a dor da saudade, lembre-se: você não está sozinho. Neste exato momento em  algum lugar, ou em muitos lugares do planeta, lembranças estão circulando no memória de quem ama.  Mas como tudo na vida, essa dor há de passar.

Deus te abençoe.

Fontes:
Biblia Sagrada
suite101
cnn

4 comentários:

Denise Malafaia Cerqueira disse...

Temos na Bíblia muitos exemplos de personagens saudosos de algo ou de alguém. Aqui você fala de Davi com saudades de seu filho e o povo exilado com saudades de sua Terra.
Fico pensando na saudade que Jacó sentiu de José e do próprio José de seu pai e de sua casa/ também em como os mais velhos do povo de Israel, ao voltarem à Jerusalém e vendo o novo templo erguido, eles sentiram saudades do antigo e belíssimo tempo de Salomão, e choraram com saudades; assim, foi com os discípulos, após a morte de Jesus. Aqueles dois discípulos no caminho de Emaús estavam tristes e sem saber o que seria de suas vidas, era a saudade que apertara; Paulo era um saudosista, que tinha saudades dos seus discípulos e das igrejas que organizava quando demorava a voltar até eles.
Têm muitos outros casos de pessoas saudosas na Bíblia, mas ficaria muito grande este comentário, quase uma postagem.
Só para acabar que tal imaginarmos a dor saudosa do coração daquele pai da parábola do filho pródigo? Podemos pensar em quantas vezes aquele pai ia e voltava do portão de sua casa para ver se seu filho querido estava voltando. Embora fosse uma história fictícia, mas verdadeira. Acontece todos os dias enquanto o Pai Eterno espera ansioso a volta dos filhos queridos, que o deixaram por outras experiências, por outro pai; ou por aqueles filhos que nunca vieram a Ele, mas o Pai aguarda que eles o encontrem.
O profeta disse que, queria trazer à memoria aquilo que pudesse lhe dar esperança; uma saudade esperançosa é algo que alimenta a nossa fé.
Obrigada, querida, por ter me permitido pensar um pouco mais a respeito de uma coisa que tenho frequentemente, saudade!
Perdoe-me se quase postei aqui, mas este assunto é irresistível...
Bjs neste seu coração de poeta!

Wilma Rejane disse...

Olá Denise!

Seu comentário enriqueceu o artigo,

Muito obrigada,

Deus a abençoe.

Pr.Vanelli disse...

Minha cara Mestra, saudades. Este texto mexeu comigo, estou atrasado na leitura do seu blog porque estava com problemas de saude. Mas hoje consegui atualizar setembro. Lindo texto, comovente e animador "para quem estava com a harpa quase pendurada também".
Benção, saude e paz sobre sua Casa.

Wilma Rejane disse...

Olá Pr. Vanelli!

estamos quites porque também estou afastada mestre. Ainda não fui liberada pela médica para escrever artigos,mas poucas linhas posso,

Saudade faz doer, né? O bom é quando acabamos com os efeitos dela por abraçar a causa.

Obrigada Vanelli. És sempre bem vindo, te desejo saúde e bençãos, em nome de Jesus.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...