Bem e mal a distância de um clique!








 Wilma Rejane


A internet chegou mudando a rotina de muitas pessoas. Somente no Brasil, já são 82,4 milhões de  usuários  e aproximadamente 2 bilhões de usuários em todo o mundo. A invenção revolucionária surgida na década de 70 e 80, serviu inicialmente de estratégia às forças armadas americanas, e foi se espalhando, crescendo quando começou a ser usada por estudantes e professores universitários. Atualmente se encontra de absolutamente tudo na internet e é possível se perder e também se achar através de um clique no mouse, de um toque na tela e de um avançado mecanismo de pesquisas que te leva a conhecer lugares nunca vistos antes em apenas alguns minutos. Milagres da tecnologia.

O problema para o usuário da rede mundial de computadores, é que bem e mal andam bem próximos de seus olhos, mente e coração.  Se os dedos passeiam rápida ou lentamente sobre um teclado, com eles as opções de escolher entre  perdição e salvação. Tudo está a distância de um clique. Esse mundo virtual é muito real, não tem como separar essa tênue linha entre abismo e terra firme. Ninguém se engane por pensar que as coisas funcionam de forma diferente apenas por estar do outro lado da tela.  Aqui mora um tremendo perigo! A internet acaba por dar vazão a vícios pecaminosos por alimentar o anonimato e com ele a mentira e toda sorte de coisas ruins que funcionam à base de máscaras.


Para o filósofo Aristóteles vicio é tudo que excede o bem, corrompendo o espírito humano. Virtude é o bem que se promove a si e a sociedade ao se fazer escolhas prudentes. Vícios em Aristóteles são também denominados de “paixões”.  Uma paixão que não diz respeito a relacionamentos amorosos, mas a vontades humanas que contradizem a ética e a virtude. É interessante que esse conceito de paixões está presente na Bíblia, ele é a vontade humana que se contrasta a vontade Divina : “ Foge outrossim, das paixões da mocidade. Segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam ao Senhor” II Tm 2:22.

A virtude de servir ao Senhor deve ser uma constante também através do uso da internet. Porém, quero aqui abrir um parêntese para destacar que muitas são as pessoas que têm caído diante das armadilhas apresentadas na rede, inclusive cristãos.  Vejo alertas constantes que atribuem às mulheres a culpa de tornar o ambiente virtual em tentação onde sensualidade e traição se tornam laços para solteiros e casados, são as “piriguetes”  que tanto ódio despertam em suas compatriotas do mesmo sexo. Paralela a essa  realidade existe uma outra de proporções igualmente drásticas:  a  dos “homens lobos” isso mesmo. Tome cuidado!



Homens lobos estão por toda parte na internet e têm um objetivo comum: aventura! Eles farão qualquer coisa para que você caia em “sua rede” e depois que você cair, ele te lançará fora para ir “pescar  (ou pecar)” em outro mar, afinal a oferta é abundante! Mulheres, cuidado!  Tenho alguns anos como usuária de internet e nesse tempo, mesmo sendo casada e cristã, tenho recebido ataques de toda natureza, propostas indecentes e recados sutis, disfarçados de piedade, mas cheios de malícia. Se você fizer uma busca no Google irá encontrar uma infinidade de artigos sobre: “Como conquistar mulheres via internet, transforme a amiga virtual em amante, seja um Don Juan no mundo virtual “ e por ai vai ( e esse vai quer te levar para o inferno).

“Cuidado com os lobos disfarçados de cordeiros” Mt 7:15

Redes sociais como o Facebook já são citadas como responsável por cerca de 28 milhões de divórcio em todo o mundo! Na verdade, o responsável não é o Facebook, mas o mal uso que se faz dele, a permissividade de se bater papo em secreto, de se fazer sexo virtualmente sem ser visto por outras pessoas a não ser você e o outro. São as paixões incontroláveis dando vazão aos vícios, porque tudo começa em nosso coração. Ou, ou!! Para se plantar no coração, a mente já viu, gostou, pensou, sonhou e realizou. Homens lobos têm muita experiência em trabalhar o inconsciente feminino com  o PNL ( programação neurolinguística)  e a  “engenharia social” que é   conhecer aspectos e detalhes sobre a vida pessoal de quem se quer conquistar. Por isso, o conselho é:

  • Não converse por muito tempo  (ou de modo algum) com alguém via internet  que não seja seu marido, confidências só devem ser feitas para seu cônjuge.
  • Não retorne recados deixados em sua caixa de mensagens tipo: “ precisamos nos conhecer melhor, vamos trocar experiências”.
  • Não responda a elogios (mentirosos ou verdadeiros) eles servem de “isca”
  • Se alguém te parecer interessante, não cometa a erro de ficar olhando por horas coisas sobre essa pessoa. Eva arrodeou, olhou e olhou para o fruto proibido até que se encantou e trocou conversa com a serpente enroscada na árvore, foi o seu fim.
  • Compartilhe suas senhas com seu marido e vice-versa, isso irá evitar conflitos e tratá mais segurança sobre uso de redes sociais , afinal vida de casados não deve ter segredos.
  • Fuja do assédio virtual. 
  • Também é aconselhável não publicar detalhes de sua vida cotidiana. Seja reservada. Aniversários, fotos de parentes, tudo bem, mas transformar sua página pessoal em diário é algo que te deixará suscetível.


" E serão os dois uma só carne e, assim, já não serão dois, mas uma só carne" Mc 10:8

Procurei por um artigo como esse na internet: que alertasse as mulheres sobre as investidas dos homens lobos e como não encontrei, resolvi escrever sobre o tema.  Tenho visto homens solteiros e casados em busca de aventuras com mulheres casadas. De fato a rede mundial de computadores tem proporcionado encontros, namoros, noivados e casamentos em todo o mundo, porém o que não podemos negligenciar é o fato de que o mal se disfarça em todo lugar, porque sua essência é a mentira, e na internet isso ganha proporções gigantescas!  Já há estudos comprovando que relacionamentos iniciados no virtual e continuados no real duram menos porque a fantasia     não pode ser sustentada por muito tempo. Olho no olho, convivência, ainda são regras necessárias para   quem quer encontrar a pessoa certa. É claro, exceções sempre vão existir. Vigiemos e oremos. Aquilo que Deus nos deu é precioso demais para deixarmos “descer pelo ralo” por conta de um descuido, de alimentarmos em nosso coração as paixões citadas por apóstolo Paulo em carta a Timóteo.

 

3 comentários:

Luciana. disse...

Oi Wilma! Maravilhosa postagem, vigiar e orar sempre.
Bjos, Lú.

Wilma Rejane disse...


Oi Luciana!


Um alerta é sempre bom, né?

Obrigada tché!

Deus a abençoe.

Raíssa Bomtempo disse...

Uau!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...