Fazendo um concerto com Deus -Jeremias 33:3



Mesa de concerto

"Lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade,
porque Ele tem cuidado de vós".
1 Pedro 5:7

João Cruzué

Por que será que Deus sabe de tudo e ainda quer que oremos? Se Deus conhece o passado, o presente e o futuro, porque não intervêm em nosso favor sem necessidade de orarmos? Por que sou induzido a praticar a oração se já orei tanto que não tenho mais vontade de orar? Essas são questões muito comuns que provavelmente já fizeram ou fazem parte de seus pensamentos. Não tenho respostas na ponta da língua para todas essas questões, mas uma coisa sei: que Deus nos ama e deseja que tenhamos intimidade com Ele.

Jesus orava bastante. E por que Ele orava? Porque gostava de conversar, dialogar com o Pai. Ele não tomava nenhuma decisão difícil sem compartilhá-la em oração com o Deus Pai, ou Paizinho, como costumam orar os judeus. Na realidade, conversar sozinho com uma pessoa sem que ela esteja visível por perto parece maluquice, ainda mais nos dias de hoje, eu diria que seríamos taxados de esquizofrênicos. O detalhe é que o próprio Senhor Jesus ensinou-nos a escolher um lugar reservado e que fechemos a porta para ficar a sós com o Pai.

Quando reservamos um tempo especial para falar com Jesus a sós, estamos orando com sabedoria e objetividade. Deus é Espírito e ele promete nos ouvir. Saindo do teórico em partindo para o lado prático do assunto. Dias atrás, lembrei-me de alguns móveis de minha casa, entre eles o sofá, precisavam ser trocados. Também tinha uma dívida a receber de 14 meses. Ano passado, gastei vários fins de semanas para fazer determinado serviço.
Eram meus dias de descanso e eu precisava mesmo daquele dinheiro para custear parte das despesas do casamento de minha filha. O serviço fora feito, mas não recebi o combinado. Então com muita educação e paciência fui tratando do caso - sem nunca deixar a porta se fechar - e como disse no começo do parágrafo, fiquei olhando aqueles móveis, e como estava sozinho, disse para Jesus: Senhor está vendo esses móveis velhos? Eu preciso trocá-los. Mas eu somente posso fazer isso, depois de receber aquela dívida que já fez 14 meses." O fato é que na mesma semana recebi, de surpresa, um comunicado de que o dinheiro estava a caminho.

Há coisas que recebemos na hora. Outro dia no escritório procurei por um processo por dois dias, quando percebi que não poderia dar seqüência a um trabalho sem aquilo, fui orar e no outro dia o encontrei - debaixo do nariz de quem estava me pressionando! Outras coisas demoram um mês; outras ainda 14 meses. Eu Já esperei 11 anos por um emprego que nunca vinha, mas ele veio.


Tudo que pedimos ao Pai em oração - crendo - receberemos. Estou falando de coisas justas, necessárias e moralmente cristãs. Já testemunhei o resultado da oração de uma dirigiente de Círculo de Oração, repetida mais de 40 anos - e foi exitosa. Seu esposo incrédulo e duro de coração se converteu, batizou-se frequentou a Igreja ainda por dois anos, para só depois enfrentar um câncer e falecer.

Para alcançar uma bênção, uma vitória, é preciso dialogar com Deus. Conversar, argumentar com Ele. Separe um tempo para falar com Deus. Se a oração é a chave que move a mão de Deus e abre a porta do céu, não pode ser diferente - é preciso dialogar. Bater. Procurar. Esperar. Insistir. Deus quer que oremos e esperemos para depois aprendermos o significado da palavra gratidão. Como agradecer o que não pedimos?

Vou repetir um caso real. Pastor David Wilkerson, o homem que Deus usou para iniciar os "Desafios Jovens" ou casas de recuperação de drogados, nos Estados Unidos, conta esta experiência. No início de seu ministério, recebia reposta para todas as suas orações. Ele orava e pimba! Deus respondia; era uma maravilha. Mas esse tempo passou e ele foi "promovido" a uma nova fase de relacionamento com Deus. 
Agora, ele orava, mas Deus ficava completamente em silêncio e nada acontecia. Até que certo dia isto o levou a uma crise. Com o coração entristecido ele orou assim: Pai como é que o Senhor quer que minha fé cresça, se não tem respondido a mais nenhuma de minhas orações? Olha pai o tamanho da vergonha que tenho passado diante da Igreja, me sinto um terrível fracassado. E falou e reclamou demais perante Deus. 

Um belo dia, veio a resposta de Deus: Filho, qualquer um pode dizer que tem fé, se recebe a resposta de suas orações imediatamente depois de orar. A fé não cresce desse modo: ela cresce à medida que você confia e espera com paciência até o tempo da vitória."

Leitor, você não sabe como nosso relacionamento com o Senhor fica diferente quando a bênção vem, não importa quanto tempo leve. Depois de uma, duas três vitórias, você sabe que o Senhor não vai falhar. Sabe que ao tempo certo ela virá e não tardará. É assim que Deus quer. Que haja uma oração firme e importunante da sua boca. Não murmurando, mas pedindo e confiando. Vai chegar o dia, em que você vai abrir o seu coração e molhar com seus olhos os pés do Senhor. E neste dia aproveite para agradecer pela chegada da bênção - antes mesmo dela vir.

Hoje é o dia aceitável de você voltar a falar com Deus e romper com silêncio. Há algum pecado escondido em seu coração? Você tem murmurado da situação? Sugiro que faça as pazes com Deus; um novo concerto.

Então, sem esticar mais o texto: Em que situação você se encontra? Vá pois, hoje ainda, entre no seu quarto, feche a porta (Eu prefiro o sofá da sala) e converse com Deus. Firme um compromisso SINCERO e HONESTO com Ele, e peça aquilo que precisa. Ah! irmã(o), depois desse novo concerto com Deus, todo impedimento maligno vai embora.

Jeremias 33:3 " Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes , que nãos sabes."

3 comentários:

CRISTINA MACIEL disse...

OBRIGADO SENHOR POR EXISTE ANJOS NA TERRA PRA PASSAR TUA MENSAGEM A TEUS FILHOS...HOJE ATRAVEIS DESSA POSTAGEM SENTIR QUE O SENHOR FALÇOU COMIGO DE UMA FORMA LINDA E MUITO CARINHOSA .QUE DEUS TE ABENÇOE !!!

silva CS disse...

Glória a Deus por essas experiencias tão abençoadoras e edificantes,são palavras assim que nos faz aumentar a fé e perseverar na presença do PAI.Obrigada irmão por compartilhar essas boas palavras. Deus te abençoe grandemente.

Unknown disse...

Na biblia, em João 13 vers. 23: " Ora, ali estava conchegado a Jesus um dos seus discípulos, aquele a quem Ele amava.
Nesse versiculo temos uma épica cena, na qual provavelmente João, (Aquele a quem Ele amava) deita sua cabeça sobre o peito de Jesus, mostrando assim sua intimidade com o Mestre, sendo João o que mais andava e conhecia os passos do Mestre, já que foi o único discípulo a ficar diante da cruz durante a crucificação e o primeiro discípulo a crer na ressureição de Jesus.
Naquele momento João ouvia os batimentos de Jesus, naquele momento João, ouvia a voz de Jesus de uma maneira mais íntima no qual o levou a ser o mais chegado de Jesus e também o levou a ver o que ninguém viu, dada sua atitude de ser amigo intimo de Jesus.
Não sei como está a sua vida, não sei o que você passa, muitas veses a angústia nos cerca sobremaneira que não sabemos o que fazer, o desespero toma conta nos fazendo perder o rumo e o controle pois há situações da vida que causam uma perda de sentido da vida, nos levando muitas veses a duvidar que Deus nos vê, nos levando a não crer em sua palavra e aumentando a carga emocional, pois simplesmente não vemos saída.
Mas, nesse momento quero te convidar a se aconchegar à Jesus, a encostar sua cabeça em seu peito, e ouvir como uma espécie de sussurro, o que Ele tem a te dizer. Pois quando nos atentamos intimamente à sua voz, nós podemos ouvir o som do Seu coração, ouvir sua respiração e assim saber qual saída Deus nos dá. Sendo intimos dEle veremos o que ninguém mais viu e assim seremos aquele a quem Ele ama. João foi a diferença entre os outros, João foi a diferença entre andar com Jesus e sentir Jesus, quebrando um protocolo e recostando sua cabeça no peito do Mestre. Se há preconceito hoje, quanto mais naquela época!!! Mas João não se importou e quebrou o protocolo, pois Jesus ama "atrevidos", Jesus ama quem tem atitude, como por exemplo Pedro quando Jesus andava por sobre às aguas e todos os discípulos se atemorizaram com medo e com duvidas sobre quem era, mas naquele momento Pedro grita: Mestre se és Tu, manda-me ir ao teu encontro. Quando Jesus o chama, imagino eu por ser Pedro um homem muito ousado, que ele do barco pulou por sobre o mar, nem se preocupou em descer pela borda com cuidado. E foi/é isso que acantou e encanta à Jesus, Você pode me dizer que Pedro afundou. Mas o fato e que ele experimentou o que mais nenhum deles experimentaram dada a sua ousadia e intimidade com o Mestre.
E é isso que nos faz vencer e ter esperança, a intimidade com Deus, "No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo"
Tome uma atitude nesse momento de ousadia, pule em cima dos problemas e corra para se aconchegar ao peito de Jesus, e experimentaras o que mais ninguém experimentou, Jesus te espera!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...