Cristianismo, possessão demoníaca e reconciliação com Deus







Artigo Traduzido e adaptado
Por: Wilma Rejane
Mais conselhos de João Cruzué


Há uma nítida diferença entre ser possuído por um demônio e ser oprimido ou influênciado por ele(s). A possessão demoníaca envolve um demônio tendo controle direito, completo sobre os pensamentos ou ações de uma pessoa (Mateus 17: 14-18, Lucas 4:33-35, 8: 27:33). Opressão ou influência demoníaca envolve um demônio ou demônios atacando uma pessoa espiritualmente e / ou encorajando-a em comportamento pecaminoso. Observe que em todas as passagens do Novo Testamento que lidam com a guerra espiritual, não há instruções para expulsar um demônio de um crente (Efésios 6:10-18). Os crentes são instruídos a resistir ao diabo (Tiago 4:7, 1 Pedro 5:8-9).



Os cristãos são habitados pelo Espírito Santo (Romanos 8:9-11, I Coríntios 3:16, 6:19). Certamente o Espírito Santo não permitiria que um demônio viesse a possuir uma mesma pessoa que é habitação de Deus a quem Ele comprou com o sangue de Cristo (1 Pedro 1:18-19) sendo feito  uma nova criatura(2 Coríntios 5:17). Sim, como crentes, temos uma guerra com Satanás e seus demônios, mas não  dentro de nós mesmos. O apóstolo João declara: "Vocês, queridos filhos, são de Deus e os venceram, porque aquele que está em vós é maior do que aquele que está no mundo" (1 João 4:4). Quem é o Um em nós? O Espírito Santo. Quem é o mundo? Satanás e seus demônios. Portanto, o crente vence o mundo dos demônios, e o caso de possessão demoníaca em  um crente nunca foi visto nas Escrituras. 


Alguns lideres cristãos usam a "demonização" para se referir a um demônio tendo controle sobre um cristão.  Normalmente, a descrição de demonização é praticamente idêntica à descrição de possessão demoníaca. Assim, resultam nos mesmos problemas. Mudar a terminologia não muda o fato de que um demônio não pode habitar ou assumir o controle total de um cristão. Influência demoníaca e opressão são realidades para os cristãos, sem dúvida, mas simplesmente não é Bíblico  dizer que um cristão pode ser possuído por um demônio ou demonizado. 






Grande parte do raciocínio por trás do conceito de demonização é a experiência pessoal de ver alguém que foi "definitivamente" um exemplo de conversão cristã,  exibindo comportamento controverso. É extremamente importante, porém, não permitir que a experiência pessoal influencie a nossa interpretação da Escritura. Pelo contrário, devemos filtrar nossas experiências pessoais através da verdade das Escrituras (2 Timóteo 3:16-17). Ver alguém que pensamos ser um cristão exibindo o comportamento de ser demonizado,  deve levar-nos a questionar a autenticidade de sua fé. Não deve alterar o nosso ponto de vista sobre se um cristão pode ser possuído por demônios ou demonizado. Talvez a pessoa realmente seja um cristão, mas é severamente oprimido  ou  sofre de graves problemas psicológicos. Mas, novamente as nossas experiências devem atender ao teste das Escrituras e não o contrário.

Existe cura para o problema de possessão e opressão demoníaca. O artigo abaixo contém conselhos preciosos e Bíblicos sobre o tema.


João Cruzué


Há 36 anos venho servindo a Jesus Cristo, Senhor da minha vida e Salvador da minha alma. Isto me levou a escrever para você que anda à procura de um Deus, que lhe traga paz e o/a ajude em meio às difilcudades grandes e pequenas, dolorosas e pesadas que a vida em alguns momentos traz para todos. Quero lhe ajudar SUGERINDO como dar alguns passos para uma reconciliação verdadeira com o Senhor. Meu objetivo, é que você encontre o caminho que ainda não achou.


SEIS PASSOS PARA SE RECONCILIAR COM DEUS:

O Primeiro passo para se aproximar-se de Deus é a FÉ. A Fé vem pelo ouvir a palavra de Deus. Diga-me: como ela soa ao s seus ouvidos? Ela é interessante, lhe parece digna de crédito ou é algo que não lhe traz nenhum interesse? O modo como se encara as coisas sagradas é a chave da reconciliação. O modo profano despreza tudo que é Deus e se afasta do caminho. Quando alguém tem interesse pelas coisas santas torna-se agradável a Ele.

Considerando que as coisas santas lhe atraem, saiba que Deus se deixa achar por aqueles que o buscam. Há coincidência de interesses. Tomemos como exemplo bíblico o chefe dos fiscais da cidade de Jericó, em Lucas capítulo 19. Zaqueu queria apenas ver Jesus, mas acabou recebendo o convite Dele para uma visita inesperada, em sua casa. A um desejo sincero da parte humana sempre corresponderá a boa vontade de Deus. Uma coisa está estreitamente ligada à outra.

Religião não é a mesma coisa que Deus.

Saulo de Tarso antes de sua conversão era um jovem religioso de uma formação teológioca máxima. Era zeloso mas, estava na direção errada. Ele pensava estar agradando a Deus, perseguindo e matando os cristãos. Ele tinha interesse em ser fiel a seu Senhor. Mas não sabia que estava no caminho errado, pois estava servindo a uma religião pensado que servia a Deus. Por causa da sua sinceridade de coração, Deus não o deixou no erro, chamando-o de uma maneira singular: O Senhor o derrubou do cavalo em meio à poeira do deserto. Ficou cego para poder ver. Compreendeu sua situação, que ele estava perseguindo o verdadeiro povo de Deus a mando do Judaísmo. Arrependeu-se e buscou a reconciliação com Cristo.

O segundo passo para sua reconciliação é aceitar Jesus como Senhor e suficiente Salvador. Assim diz na Bíblia, a Palavra de Deus, no evangelho segundo João 1; 11 e 12: Ele (Cristo) veio para os seus, mas eles não o receberam. Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o direito de se tornarem filhos adotivos de Deus Pai quando aceitam sinceramente a seu filho Jesus Cristo.

O terceiro passo é o arrependimento. Um lavadeira arrumou um trouxa muito grande de roupas sujas e desceu para o riacho. Lá, muitas outras já estavam trabalhando. Com vergonha de mostrar a sujeira das suas roupas, entrou lá no meio do riacho e afundou a trouxa nas águas. Molhou-se toda ao levantar aquele fardo molhado e pesado, e voltou para sua casa.

As roupas foram lavadas? decerto que não. Ela deveria esfregar cada peça com sabão até não ficar nenhum vestígio de sujeira. Da mesma forma se você quer se reconciliar com Deus, entre no seu quarto ou onde puder ficar a só. Ali, ajoelhe-se como se Deus estivesse presente. Conte a Ele cada mentira, cada mágoa, cada ódio, seus maus costumes, palavrões imundos - não deixe nenhum pecado sem lavar.

O quarto passo é perdoar para ser perdoado- tendo feito a lavagem da confissão das suas iniquidades - peça perdão a Deus por tantas ofensas. Cuidado com as mágoas, elas são como correntes do diabo destruindo a vida. Cada mágoa perdoada é uma corrente quebrada. Livre-se das mágoas, sejam grandes ou pequenas. Ler Mateus 18; 23 ao 35. Um texto bíblico que fala de perdão dos pecados é I Carta de João capítulo 1 versículos 8 e 9.

O quinto passo é escolher uma Igreja para ir regularmente - hoje há muita dificuldade para se escolher uma Igreja. Mas elas são necessárias com são as maternidades. Em ambas nascem pessoas. A Igreja é uma instituição criada pelo próprio Jesus Cristo. Mesmo não sendo bem recebido Ele ia todo ano adorar no templo de Jerusalém. Ninguém nasce sozinho em cima da grama, por consegüinte a Igreja existe para cuidar dos fiéis do Senhor.

Uma boa Igreja tem essas características: prega abertamente contra o pecado, não se mostra avarenta no trato com o dinheiro, seus membros dão bom testemunho perante a sociedade, ela ensina a buscar o batismo com o Espírito Santo. Ensina que a salvação é pela graça ( favor ) de Deus por meio do sangue de Jesus Cristo e que uma vez salvo há que se dar bom testemunho e praticar a justiça.

Ela não deve adorar imagens e esculturas porque isto é abominação a Deus e traz a miséria para dentro da família. Ela usa apenas Bíblia Sagrada como norteador de conduta moral.

O sexto passo é seguir uma vida de oração: orando em todo lugar, seja com palavras ou pensamento. Hoje isto é difícil? É! Às vezes passamos duas horas na net e não temos cinco minutos para o Senhor. É como se você deixasse seu melhor amigo no ostracismo. Sem uma palavra. Analise como está sua comunicação com o Senhor.
.
Orar é se comunicar com Deus: agradecendo, adorando, pedindo para si, pedindo em favor dos outros, orando para que o Senhor salve parentes, vizinhos, colegas de trabalho. Orando pelos missionários, autoridades póliticas. A Bíblia ensina assim.
.
O futuro da sua vida, é você que tem o poder de decidir. Se o seu relaciomento, sua comunicação com Deus for boa - você será muito feliz e abençoado(a). Seu futuro está nas suas própias mãos. Se você for sincero(a) com ele: ele trabalhará para abençoar você, sua casa, seus estudos, ele vai cuidar de você como um(a) filho(a) querido(a). O Salmo 37 você deve ler ainda hoje.

Nas causas mais difíceis - jejuar, isto é deixar de comer alimentos sólidos e tomar líquidos ( não há necessidade de evitar água - a não ser em jejuns curtos). Tanto Paulo como a rainha Ester, diante de uma causa e problema muito difícil praticaram o jejum completo de três dias. Alimentos somente depois de 72 horas. Água pode.

Se nunca jejuou antes, comece apenas com um dia. Pode ter dor de cabeça. Use um medicamento. Nosso corpo reage com mudanças bruscas. Só jejue por causas JUSTAS ( saúde, perseguições, necessidades graves ). Jejum não é mágica. Se não for dentro da vontade do Senhor - não trará resultado algum. Fazer jejum por causas egoístas e malvadas é pecado grave.

Particularmente quando fui orar para certa pessoa com câncer e também para Jesus batizar os crentes da Igreja que cuidava, exercitei o jejum de três dias. Contudo, o jejum só funciona dentro da direção do Espírito Santo. Também já fiz o mesmo tipo de jejum por uma pessoa e não houve cura. Tudo tem que ser da vontade do Senhor. Se jejua por uma necessidade justa. Por costume e desejos egoístas, não!

O sétimo passo é procurar ansiosamente aprender a palavra de Deus. Estudando a Bíblia, freqüentando regularmente todos os cultos da Igreja, indo a Escola Dominical onde há bom ensino. O tempo que passamos aprendendo a palavra de Deus é precioso porque estamos em contado com Deus. Mas que ninguém se tranque 24 horas em seu quarto para estudar a bíblia pois isso é falta de juízo.

O oitavo passo é ofertar a Deus de maneira sábia e com o coração alegre. Há três lugares, que conheço, na bíblia que diz para não comparecer diante de Deus com as mãos vazias. Ele não precisa de dinheiro. Mas sua Igreja sim. Todas outras instituições usam o dinheiro em suas causas. Nossa Igreja não pode, portanto, ser uma casa horrorosa e mal cuidadada. Por outro lado, cuidado com igrejas avarentas que pressionam os crentes com palavras persuasivas e até ofensivas mas, não estão nem aí com a vontade de Deus. Também tem os ímpios em cujo coração habita o maligno que adoram espinafrar os crentes zombando de suas contribuições na Igreja. O diabo e seus enviados não estão preocupados com você. Querem mais é que você seja infeliz e miserável como eles.

O nono passo é dar bom testemunho de fé pregando o evangelho aos não crentes sem se envergonhar de Cristo. Muitos há que ainda não aprenderam a palavra de Deus e já querem ensiná-la. Primeiro, é preciso ter alguma coisa para depois poder dar. Aquilo que se aprendeu corretamente é o que se pode ensinar. Deus chamou a todos para reconciliação. Distribuiu dons a cada um que chamou. É um absurdo ver nos dias de hoje tanto crente ocioso sem ocupação alguma na Igreja do Senhor. Quem não trabalha para Cristo está afastando o Espírito Santo do próprio coração. O desejo do Espírito Santo é que você se ofereça voluntariamente para fazer algo agradável ao Senhor.

Sem o Espírito Santo o cristão está desviado.

O décimo passo é o amor fraternal. Alegrar com os que se alegram mas também chorar com os que choram. Antes de comer, vestir, morar, ter um carro, um sítio, uma empresa, há que se importar com os que nada têm. Somos as mãos generosas de Deus aqui na terra. É vergonhoso ver algumas vezes os ímpios sendo mais cuidadosos do que alguns crirstãos. O amor é o vínculo da presença de Deus na vida do crente.

Muitos outros passos há - queremos finalizar incentivando você que chegou a ler até aqui a não descansar sua alma enquanto não receber a benção da salvação e o genuíno Batismo no Espírito Santo que traz uma alegria indizível a vida do novo cristão além de capacitá-lo para testemunhar do amor do Senhor Jesus Cristo.

Também serviu de fonte:: got.questions

Um comentário:

rosana delova disse...

Oie... lindinhas.... eu não sei o que houve com meu blog.... pq deu um pane geral nele,acho que foi devido eu tentar mudar de endereço do blog... e pra minha sorte eu fiz um Downloads antes das postagens e salvei todas minhas postagens...ufa!!
E daee eu fiz um blog novissimo e graças a Deus coloquei as postagens antigas com os comentarios de todas vcs... mas no final das postagens meu marido fechou sem querer o meu blog e perdi os ultimos comentarios de vcs... por favor amigas... divulguem meu bloguinho... não quero perder vcs... por favor!! snif!! me ajudem e me seguem por favor... vcs são muito especiais pra mim... amo vcs... é aqui que conto tudo,é aqui que choro,e dou risadas com vcs... por isso resolvi colocar o nome do meu blog de (Diario da Rô),pensei repensei no nome,achei bem propicio pra expor minha vida com todos vcs... conto com vcs heim... perdoe me o constrangimento!!..bjs no coração!!
vou seguir vcs com muito carinho!!..
valeu o carinho!!.. segue o link do meu novo blog ok...

http://rodelova.blogspot.com.br/

bjs fik com Deus

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...