Os calçados de Boaz, Moisés e Josué.





Wilma Rejane


"Antigamente, em Israel, para que o resgate e a transferência de propriedade fossem válidos, a pessoa tirava a sandália e a dava ao outro. Assim oficializavam os negócios em Israel." Rute 4:7.


E através desse acordo público de descalçar os pés, entregar a propriedade do sapato a outro, eram firmados contratos de ordem comercial, conjugal e outros. Não havia cartórios, advogados, meios jurídicos que validassem e defendessem a causa da população, então em Israel, era comum se recorrer ao costume dos sapatos para solucionar pendências. Moisés chegou a instruir o povo a se organizar na porta da cidade e com ajuda dos anciãos, firmar contrato envolvendo os calçados. Aquele que rejeitasse o sapato do outro, estaria renunciando a um dever, por isso, se chamaria: “o descalçado”. Deuteronômio 25:5-10.

Era apenas um costume e que não deve ser lembrado ou considerado para nossos dias, dirão alguns. Vivemos em uma sociedade totalmente diferente do Israel no Antigo Testamento.  É verdade, mas o que está escrito na Palavra de Deus, é para nosso crescimento espiritual, coisas antigas e novas, nada se despreza.  Jesus nos falou algo sobre escrever para o Reino de Deus utilizando o Antigo e o Novo Testamento, vejamos:  E ele disse-lhes: “Por isso, todo o escriba instruído acerca do reino dos céus é semelhante a um pai de família, que tira do seu tesouro coisas novas e velhas. ” Mateus. 13:52. Gosto de mexer nesse Tesouro que é a Palavra de Deus e encher as mãos e o coração com riquezas que apenas Deus pode nos oferecer.

O costume dos sapatos em Israel, nos chega com lições aplicáveis em qualquer tempo da vida, para glória de Deus. Do mesmo Deus que prosperou a Rute e a Boaz ao fazerem o acordo público de casamento. Na ocasião, Boaz recebe os sapatos de  um parente que estaria renunciando ao direito de casar com Rute. O sapato em posse de Boaz significava a posse de Rute.E dessa união se tem a descendência de Davi, de Jesus. Deus não rejeitou ou anulou o acordo dos calçados realizados nas portas da cidade de Belém, antes o honrou.


“ A vida pública de uma aldeia israelita se concentrava em sua porta principal. Era ali que os assuntos legais eram apresentados perante a comunidade de anciãos para julgamento. Em ocasião como esta, Boaz recebeu os sapatos de um parente que renunciou casar com Rute. A partir de então nenhum impedimento havia para casar e suscitar descendência a Rute. Posse dos sapatos, posse dos direitos.” Great people of the Bible p. 133.


As sandálias de Moisés

Depois dos sapatos de Boaz, vamos dar alguns passos em direção A Terra Prometida? De lá nos chega a lição dos pés de Moisés. Ele estava apascentando um rebanho no Monte Horebe quando vê uma sarça ardente, acesa, e o fogo não consumia nada da planta, uma visão maravilhosa e intrigante! E quando Moisés olha para aquilo, escuta: “  Então disse Deus: "Não se aproxime. Tire as sandálias dos pés, pois o lugar em que você está é terra santa". Êxodo 3:5. Naquele dia, Moisés recebe de Deus um ministério, uma missão de apascentar as “ovelhas de israel”, o povo da Antiga Aliança.


As sandálias de Moisés são retiradas dos pés para que ele fale com Deus. Descalço, o servo de Deus demostra reverência a Deus, ao lugar que se torna santo pela presença do Santo. Entendo também que as sandálias de Moisés fora de seus pés, representava um acordo entre ele e Deus: “Vá, pois, agora; eu o envio ao faraó para tirar do Egito o meu povo, os israelitas". Êxodo 3:10. Moisés  deveria se entregar ao chamado, renunciando a vida comum de pastor de ovelhas para assumir a vida e aos planos de Deus para ele. Os caminhos que Moisés  seriam dirigidos por Deus. As sandálias de Moisés fora dos pés, repousando na areia do Horebe, percorreriam o deserto, vales e planícies, em total dependência de Deus.

As sandálias de Josué

Josué foi outro que retirou as sandálias dos pés ao contemplar a visão de um anjo:  “O comandante do exército do Senhor respondeu: "Tire as sandálias dos pés, pois o lugar em que você está é santo". E Josué as tirou. “ Josué 5:15 e ele estava prestes a comandar a derrubada dos muros de Jericó. Josué descalço estava confessando que a glória, a honra, o poder e o louvor, seriam de Deus . Sem Ele não haveria conquistas como a de Jericó. E Josué, assim como Moisés, seria líder de seu povo, caminhando com as sandálias de Deus e não com as suas próprias.

Nossa caminhada nessa vida pode ser realizada de muitas formas e com muitas calçados: orgulho, autossuficiência, egoísmo, pecado. Mas Deus nos oferece um acordo de paz, uma Aliança com Ele onde devemos retirar nossos calçados e entregá-Lo. Ao fazermos isso, estaremos renunciando ao nosso “eu” para que em nós habite Deus. Ele nos conduzirá a Terra Prometida, e ainda que passemos por vales, lamas, espinhos, o que for, estaremos guardados porque Ele tem a posse de nossos calçados. Ele sendo nosso remidor,  Aquele que nos recebeu como herança:

Não temas, porque não serás envergonhada; e não te envergonhes, porque não serás humilhada; antes te esquecerás da vergonha da tua mocidade, e não te lembrarás mais do opróbrio da tua viuvez. Porque o teu Criador é o teu marido; o Senhor dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra. Isaías 54:4-5

Sandálias de servos

Como Boaz resgatou a Rute, como Moisés tirou as sandálias no Horebe, como Josué ficou descalço em Jericó, assim seja conosco. Tiremos nossas sandálias, nos aliancemos a Deus para uma caminhada segura nessa terra em direção ao porvir. Jesus também tirou as sandálias dos seus discípulos e lavando-lhes os pés: “Se eu te não lavar, não tens parte comigo. Aquele que está lavado não necessita de lavar senão os pés, pois no mais todo está limpo." João 13:8-10.

Oração: Senhor, eis aqui nossas sandálias, lava nossos pés e nos conduz nessa vida,  para glória de Teu nome. Aonde formos, não nos deixa esquecer que estás conosco todos os dias. Que assim como cuidas de nossos pés, cuidemos também de outros, sabendo que a fé não é vã e que Teu socorro é em tempo oportuno. Obrigada pela herança revelada em Cristo Jesus, Ele que nos torna mais fortes e próximos de Ti. Amém.

Deus nos abençoe.

Artigos relacionados:

A Esperança de Noemi
Rute nos campos de Boaz
Jesus lava os pés dos discípulos
Onde estãos suas sandálias?
Regresso a casa de Pão

2 comentários:

Isabel Mendes disse...

Amém! Que benção!!! Continue irmão!

Isabel Mendes disse...

Irmã*

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...