O que a Bíblia diz sobre doação de órgãos?




Wilma Rejane

A questão gera muitas dúvidas: seria licito ser doador ou receptor de órgãos? Qual a recomendação Bíblica para tal procedimento? Na época que compreende o período Bíblico,tanto do Antigo quanto do Novo Testamento, a medicina não estava tão avançada à ponto de utilizar instrumentos e métodos que utiliza hoje. Contudo, vemos Jesus devolver visão aos cegos, fazer paralitico andar, ressuscitar mortos em estado de putrefação (Lázaro) e outros milagres. O poder de Deus está acima da medicina e é adicionado através da fé. Há um mundo superior a este em que vivemos que é governado por um Deus bondoso e misericordioso que age em nós através do Nome e da Pessoa de Jesus Cristo: onipotente, onisciente e onipresente.

Agora, acreditar na medicina não significa não acreditar em Deus e por isso, Deus também opera por meio da medicina. Aliás, entre os discípulos de Jesus existia um médico chamado Lucas que foi muito útil ao ministério. Ele escreveu um livro que leva seu nome (Evangelho de Lucas) e também Atos dos apóstolos tendo sido testemunha viva de muitos milagres. Compreendendo assim que a medicina é propósito de Deus para a humanidade, fica mais fácil aceitar que: quer seja cristão, ateu, budista,o que for, a medicina trabalhará a seu favor.

Podemos relacionar algumas passagens Bíblicas com a doação de órgãos, vejamos:



"E vós sabeis que primeiro vos anunciei o evangelho estando em fraqueza da carne;E não rejeitastes, nem desprezastes isso que era uma tentação na minha carne, antes me recebestes como um anjo de Deus, como Jesus Cristo mesmo. Qual é, logo, a vossa bem-aventurança? Porque vos dou testemunho de que, se possível fora, arrancaríeis os vossos olhos, e mos daríeis."Gálatas 4:13-16.

Apóstolo Paulo sofria de uma enfermidade não especificada na Bíblia. Ele diz que chegou a orar a Deus três vezes para ser curado no que o Senhor o respondeu : "Minha graça te basta visto que o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza" (II coríntios 12:7-9). Pois bem, ao evangelizar entre os Gálatas ele dá demonstrações de ter sentido os efeitos da doença, e por causa dessa passagem muitos arriscam dizer que a enfermidade de Paulo era nos olhos. O certo é que para expressar o amor dos irmãos para com ele, ainda que em forma metafórica,   ele fala de um transplante : "se possível fora, arrancares os vossos olhos e mos daríes". Mas não era possível, a medicina ainda não realizava transplantes naquela época. As palavras de Paulo, no entanto, viriam a refletir o anseio de muitos e também a realidade da doação dos órgãos.

Muitos anos se passaram e o primeiro transplante bem sucedido de órgãos aconteceu em 1954, em Boston (EUA), quando o Dr. Joseph E. Murray realizou um transplante de rins entre dois gêmeos idênticos no Hospital Brigham and Women. O amor à vida fez com que a família dos irmãos se mobilizasse na crença de prolongamento de dias e cura. O que poderia ser condenável nessa história? O fato de que Deus já havia determinado à morte do doente? Não se pode fazer tal afirmação, visto que Deus concedeu que receptor e doador vivessem mais e melhor. 

Interpretando outro verso Bíblico, encontramos no livro de Ezequiel o que também poderíamos afirmar ser um transplante:

"E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne.E porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis."Ezequiel 36:26-27

A profecia de Ezequiel é sobre o novo nascimento, um acontecimento espiritual onde Deus substitui um coração de pedra (insensível) por outro de carne ( temente e obediente a Deus). O novo nascimento é uma realidade para cristãos em todo o mundo que testificam uma mudança de vida e comportamento após receberem um novo coração. O transplante médico também é uma realidade que permite maior tempo e qualidade de vida ao doente é uma dádiva da ciência que só funciona, porque Deus criou doadores compatíveis e também não compatíveis. Deus permite a diferença e a semelhança como meio de salvar vidas.

Não podemos compreender totalmente todos os mistérios que envolvem a vida e a morte, o porque de uns serem salvos de suas enfermidades e outros não. A Deus compete todas essas coisas que serão também reveladas em tempo oportuno, é o que diz Mateus 10:26: " Não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido." E por tudo isso, Deus é Deus e nos somos apenas homens totalmente dependente de Sua glória. Se vivemos pela fé tudo se explica, se por vista: tudo se complica. 

Por último temos a referência de João 15:13: "Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos." 

Jesus entregou a própria vida para nos salvar, para nos fazer viver algo novo e melhor. Através de Sua morte, recebemos perdão e cura, na Sua ressurreição temos a certeza de que também renasceremos em novo corpo para a eternidade: “Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo,que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas." Filipenses 3:20-21.Ser doador é um gesto de amor e generosidade que acredito não ser condenável pelo nosso doador maior que é Jesus.

Minha experiência com doação de órgãos




Em 12 de Setembro de 2011, adentrei na sala de cirurgia do hospital Francisco Vilar em Teresina, para realizar transplante de córnea do olho direito. Havia perdido a visão desse olho  no ano de 2003, após uma grave infecção fúngica, ocasionada por uso de lente de contato. Passei por momentos muito difíceis e foi nessa época que me converti ao Evangelho de Jesus Cristo, Deus realizou o primeiro transplante em mim: recebi um novo coração e apesar de ter a visão carnal reduzida, Deus me alargou a visão espiritual.

O transplante foi um sucesso, com a benção de nosso Deus! Recuperei 80% da visão. Ou seja, estou enxergando bem com o novo olho! Como fazia muito tempo que não utilizava a contento os músculos do olho direito, o pós transplante revelou um leve estrabismo, o que está sendo tratado e com tempo, paciência e benção do amoroso Senhor Jesus, será resolvido. Eu que já estava completamente conformada com a perda da visão,  Deus me deu renovo. 

Foram oito anos sem enxergar do olho direito, mas quando aprouve a Deus me conceder novamente a visão, Ele me fez entender que estaria comigo em todo o processo pelo que não tive receio de me submeter ao transplante. 

"Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti."Isaías 43:2-3.

Sei que existe todo um dilema ético que envolve a doação de órgãos,o tráfico é um exemplo claro que acaba por dificultar o andamento honesto e satisfatório da questão. Eu, contudo, só tenho  a agradecer a Deus e me vejo na obrigação de testemunhar sobre isso para que outras pessoas sejam ajudadas.

Deus o abençoe.

5 comentários:

Celso Silva disse...

Louvado seja Deus

Celso Silva disse...

Shalom Adonai!

Parabéns pelo blog, ele esta sendo muito edificante na minha caminhada co Cristo, sou novo convertido e ele tem me ajudado muito.
Que Deus te Abençoe!

Wilma Rejane disse...



Paz do Senhor, Celso!

Ficamos felizes em saber que estamos contribuindo com seu crescimento espiritual.

Obrigada pelos comentários neste e em outros artigos.

Deus o abençoe.

Anônimo disse...

shalon...sou aCarmem.. q bençao este poster! Obrigada por compartilhar seu testemunho fisico e espiritual....amo passear neste blogger...

Rubenya Mascarenhas disse...

Amém, irmã Wilma Rejane... testemunho lindo e acredite era um tema que eu tinha muitas dúvidas e que graças à Deus foram esclarecidas em palavras alicerçada na bíblia e no Espírito Santo de Deus. Amo os estudos do seu site... que Deus continue te abençoando grandemente.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...