Um breve parecer sobre psicopatas e cristianismo




Wilma Rejane

Esse tema tem sido abordado em vários artigos aqui no blog e sempre é motivo de comentários e controvérsias. A principal questão colocada por aqueles que são afetados direta e indiretamente por psicopatas é: “eles podem se converter a Cristo? Existe de fato, provas cientificas, dados, pesquisas, testemunhos de psicopatas transformados de forma definitiva, sem reincidência?"

A medicina afirma não haver cura para esse transtorno de personalidade, o que pode acontecer é o tratamento à base de medicamentos e terapias, e segundo a especialista Dra. Ana Beatriz Barbosa, o percentual de melhora clinica é desanimador. Em seu livro “Mentes Perigosas”, Dra. Beatriz enfatiza:“É mais sensato falarmos em ajuda e tratamento para vítimas dos psicopatas do que para eles mesmos” (BARBOSA, Pág. 166, 2008)

E a Bíblia, lança alguma luz sobre o tema? 

O termo “psicopata”  (e suas derivações) não é citado na Bíblia. O que existe é um esforço (por parte do leitor) por compreender determinados comportamentos transgressores como sendo ou não derivados de transtornos psicopáticos. Por exemplo, o caso de Amnon, filho de Davi que violentou sexualmente sua irmã Tamar. Uma atitude que denota frieza, ausência de laços afetivos familiares, ausência de arrependimento ou consciência do pecado. Absalão, outro filho de Davi que motivado por cobiça, ganância, poder, tentou usurpar o trono do pai. Tem ainda Herodes, Judas, Saul, Acabe, Jezabel e...Vamos ficando por aqui. Não há qualquer relato de que essas pessoas tenham se arrependido dos crimes que cometeram e tenham mudado seus comportamentos, o que prejudica em absoluto o diagnóstico.

A psicóloga falou:

Li recentemente um artigo sobre psicopatia e cristianismo em que é citado trecho do livro da psicóloga cristã Marisa Lobo. O livro em questão é Psicopatas da Fé que pessoalmente não li. Ela teria afirmado o seguinte: “ pode ocorrer, sim, uma conversão, mas ela é diferente, pois, como eles não têm sentimentos, o que move essa mudança não é algo emocional, mas racional, creio que seja uma mudança motivada pela inteligência de acreditar que existe um Deus e das vantagens de seguir e servi-lo pela obediência, mas não pelo mover espiritual ou emocional.”

Não sou especialista médica. Tenho graduação em Teologia, Filosofia e atualmente curso Ciências Sociais. Bem, essas três áreas não me capacitam para domínio do tema , porém, me permitem fazer abordagens dialéticas com pesquisa de campo ou mesmo bibliográfica. Não estou proibida disto, nem adentro no tema como na ilegalidade. Agora, não sendo médica, claro que deixarei muito a desejar.

Comento, então, o parecer da dra. Marisa Lobo. (com mais ousadia que propriedade):

  • Não existe conversão genuína ao Evangelho por via da mente apenas.
  • Só há um tipo de conversão e não: “vários tipos,tipos diferentes”
  • O “mover emocional” domina emoções que são superficiais (embora reais).
  • A verdadeira conversão não excluí mente e emoção, porém ela se consome, se realiza,de fato, no âmago do ser, no espírito humano. Fora disso não há conversão.

O Evangelho fala:

"Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome;Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus." João 1:12-13

E ainda:

Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. João 4:23-24

Deus é Espírito e os que nascem de Deus só podem nascer de novo pela via do espírito. Não da carne (emoções), não do sangue ( concepção humana parental), não da vontade humana (mente). A conversão acontece no interior. Se compreende com a mente, com a razão. Porém, é preciso ultrapassar todos os sentidos humanos e encontrar a Deus, pela fé, pela certeza do arrependimento, da entrega.

Existe no mundo um número surpreendente de pessoas que se emocionam com o Evangelho. Estas pessoas choram,sorriem, se alegram com a Palavra de Deus, mas não se convertem, de fato. É tudo momentâneo, passageiro, sem raiz, nem ramo, nem frutos. Há também um número considerável de pessoas que compreendem a Palavra de Deus, citam versos, debatem, ouvem, gostam ou não gostam, mas nada de novo acontece. É tudo mental, intelectual, sem transformação alguma. 

Os frutos falam

Essas pessoas são descritas por Jesus na Parábola do Semeador:

"Escutai vós, pois, a parábola do semeador. Ouvindo alguém a palavra do reino, e não a entendendo, vem o maligno, e arrebata o que foi semeado no seu coração; este é o que foi semeado ao pé do caminho. O que foi semeado em pedregais é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria; Mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e, chegada a angústia e a perseguição, por causa da palavra, logo se ofende; E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera;Mas, o que foi semeado em boa terra é o que ouve e compreende a palavra; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta."  Mateus 13:18-23

  • O que não entende de modo algum a palavra, não foi comovido em nenhum aspecto vital: nem mental, nem espiritual.
  • O que fica alegre, feliz, com a Palavra e depois a abandona é o emocional, superficial.
  • O sufocado entre espinhos, compreendeu a Palavra (mentalmente), mas foi vencido pela cobiça. Por que? A Palavra não teve acesso a profundeza do espírito.
  • O que ouve, compreende e frutifica, esse se converteu de verdade. Por que? Seu coração, seu espírito  é como terra fértil que absorve a água, rega as sementes, nasce, cresce reproduz e não morre, antes ressuscita para a vida eterna com Deus.

A Parábola não enfatiza “tipos de conversão, diferentes conversões”,mas diferentes tipos de terreno, corações, pessoas. 

"Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer."  João 15:4-5

Assim, entende-se que o homem em si mesmo, em sua mente, suas emoções, apenas, não tem condição de frutificar. Só é possível frutificar se estiver ligado a Cristo e esta ligação é espiritual, por via do espírito, do bom terreno que vingou as sementes do Evangelho. A Videira e as varas, são figuras de vidas transformadas, aperfeiçoadas pela graça de Deus. 

Quem é quem

Poderíamos dizer que psicopatas são os  cínicos citados na Bíblia?

Cínico= fingido, disfarçado, insensível, inescrupuloso, sem vergonha, amoral.

Se a resposta for sim, talvez possamos elucidar a questão:

"Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. Mas, ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idolatras, e qualquer que ama e comete a mentira."Apocalipse 22:14-15

Tradução para cães = cão no grego =kunikos = cínico.

Os cínicos seriam condenados por não converterem-se a Cristo. Aqui esbarramos em uma solução que desvela ainda outras questão passíveis de respostas: Como podem ser condenados se nasceram psicopatas e não encontraram a cura? Poderiam ser condenados por algo de que também são vitimas? Se eles são citados junto aos feiticeiros, prostitutas, homicidas, idolatras e mentirosos podem ser transformados e salvos porque as classes de pessoas citadas, notadamente, se convertem e são transformadas pelo Evangelho. Quantos feiticeiros, prostitutas, homicidas e mentirosos já não se converteram?

Somente depositando confiança na justiça de Deus é que há conformação por saber que cada um terá o destino que merece. Os psicopatas estão por aí, livres na sociedade, aprisionados no cárcere de suas patologias, fazendo vítimas.  Há motivos para tudo isso, o mundo não é uma redoma particular, mas um universo tão diverso que se torna impossível a limitada mente humana explicar o por que de tudo. Há homens livres e prisioneiros, loucos e sãos e certamente Deus em Sua onisciência conhece as obras de cada um. Há um verso Bíblico que diz:

"Pois não há nada de escondido que não venha a ser revelado, e não existe nada de oculto que não venha a ser conhecido." Mateus 10 26.

Peçamos a Deus que coisas escondidas sejam reveladas a nós em vida, a tempo de nos livrar do mal que os psicopatas e/ou outros possam nos causar.


Deus o abençoe

Sugestão de leitura:

Um comentário:

Joao Cruzue disse...

Oi Irmã Wilma.

A paz de Cristo.

Em primeiro lugar, peço ao Senhor lhe dê pronto restabelecimento da saúde.

Gostei da sua refutação dos argumentos da "doutora" que especulava sobre assuntos bíblicos.


Fico feliz em testemunhar o progresso da editora deste Blog. De blogueira a escritora. Isto é uma coisa que sempre desejei, desde meus primeiros textos sobre blogs, que estão na UBE, a partir de 2007. Para se chegar aos livros, os blogs seriam uma excelente oficina de formação de escritores.

Peço sua oração, pois desejo reunir alguns blogueiros aqui em São Paulo, para fortalecer a publicação de conteúdo cristão. Não importa com quantos vamos começar, o importante é que se Deus estiver neste negócio, podemos ir até aonde o Senhor quiser.

Continue seu belo trabalho. Abraço a seu esposo, filhos e irmãos da Igreja.

Em Cristo,

irmão João Cruzué




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...