Coisas que Deus me ensinou




Mateus Machado

O Deus que não habita templos visitou meu coração. Anulou todo meu esforço religioso para agradá-lO, jogou fora todos os megaeventos que sonhei em ir e até mesmo ministrar e me deixou a sós com Cristo, no meu quarto secreto.

O Deus que não habita templos visitou meu coração e escancarou meu orgulho, minha arrogância evangélica, meus sonhos que não condizem com a simplicidade da vida de um discípulo e me deixou com um único caminho, que é vivo, Cristo.

O Deus que não habita templos visitou meu coração e me constrangeu com seu amor pela humanidade, indistintamente, e me mostrou que não devo escolher a quem amar, apenas fazê-lO por seu Espírito e me transformar em alguém mais parecido com Ele, o Cristo.

O Deus que não habita templos visitou meu coração e anulou todo falso saber conquistado por muita teoria conhecida e pouca história de vida. Anulou todo o conhecimento para que eu conhecesse a Ele, o Cristo.

O Deus que não habita templos visitou meu coração e anulou toda culpa por não poder entregar o dízimo e me ensinou que todos os meus bens são, na verdade, dEle, e como mordomo, cuido do que é do meu mestre, ampliando minha consciência de consumo e investimento em meus irmãos. Tirou de mim projetos de investimento e me mostrou a administração do reino, segundo o padrão dele, o Cristo.

O Deus que não habita templos visitou meu coração e tirou de mim todos os livros de oração, todas as biografias, todos os ídolos, mesmo que fossem pessoas maravilhosas e servissem de inspiração, me mostrou que Ele deseja a minha sinceridade e que existe uma única inspiração, Ele, o Cristo.

O Deus que não habita templos visitou meu coração e tirou de mim a minha alienação religiosa, mostrando-me que não, não está tudo bem. O mundo precisa ser restaurado, não destruído. O mundo precisa enxergar o reino que já está aqui e se consumará além. Esse Deus me tirou da alienação e me ensinou o engajamento, ensinado e orientado por Ele, o Cristo.

O Deus que não habita templos visitou meu coração e tirou de mim a alienação cultural. Sim, me mostrou que Ele não está só em músicas que rimam, “Jesus, luz e Cruz”, mas posso ter mais dEle em tantas outras facetas da cultura, que, no Brasil, é tão rica. A cultura manifesta sim a criatividade dEle, do Cristo, o Criador.

O Deus que não habita templos visitou meu coração e tirou de mim a alienação política. É, me ensinou que além de oração, posso estudar, entender, discutir e me envolver em política, quebrando meus paradigmas e preconceitos pessoais (político tudo corrupto, PT é do diabo, PSDB é coxinha, etc.), e me ensinou que a vida e a morte de Cristo foram também um evento político no seu contexto histórico. Assim, me empenharei nisso a exemplo dEle, o Cristo.

O Deus que não habita templos visitou meu coração e tirou de mim a alienação intelectual. Assim, não tenho medo dos estudos, tenho medo é da ignorância. Ele é a verdade, o Cristo, nosso Deus.

O Deus que não habita templos visitou meu coração e decidiu fazer nele morada, habitando em mim e transformando-me por completo. Ele me mostrou que o evangelho todo é para o homem todo e para todos os homens. A exemplo dEle, o Cristo.

Em amor e pelo amor.

Um comentário:

rosana disse...

ola querida... que lindo post ... Deus te abençõe e boa semana ... bjus com saudades de vc ...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...