Ainda que os montes se transportem para os mares.



Wilma Rejane

"Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares." Salmos 46:1,2

O Salmo 46 foi entoado por um coral de vozes soprano. É uma canção de louvor a Deus por Sua fidelidade em meio aos abalos da natureza: a terra está mudando de lugar, os montes sendo transportados para os mares, porém, há uma confiança inabalável de que Deus permanece como Refúgio e Fortaleza mesmo quando tudo está sendo desestruturado. A visão de natureza sendo abalada pode perfeitamente caber em nossa vida cotidiana de homens que por motivos diversos vêm seus planos, suas certezas serem desestruturadas. Os montes,os lugares seguros da vida vão sendo lançados no mar, na água, se dissolvendo: é a família que não está mais lá,o emprego, a igreja, o amigo... Porém se Deus sempre foi e continua sendo seu Refúgio, o temor não irá paralisar sua fé, seu amor por Deus, pois é Ele que tem todo poder para mudar situações.

Consideremos que a desestruturação na vida pode ser fruto de uma reorganização, por exemplo: Deus transportando montes como forma de abrir caminhos para novas conquistas. Alguém que precisa renunciar as suas certezas e seguranças para abraçar coisas novas em virtude de uma vida direcionada pelo Espírito Santo de Deus. Rei Davi, precisou deixar o trabalho de cuidador de ovelhas para ser auxiliar do Rei Saul. Ele não tinha ideia de como Deus iria transformar seu viver, em todas as áreas. Porém,precisou acreditar, renunciar e manter o coração refugiado em Deus, mesmo sem a capacidade de ver o futuro. Podemos citar ainda: Pedro, Paulo, Tiago e outros discípulos que admiramos. Homens cheios de fé , certamente, mas não nos é dito muito sobre suas vidas de pais de família, trabalhadores, pessoas com obrigações sociais comuns. Eles tiveram que renunciar a toda uma estrutura de vida para seguir a Cristo que lhes fez abraçar coisas novas. 


Consideremos que a desestruturação pode vir por meio do pecado: a família não está mais lá por causa do adultério de um dos cônjuges. O trabalho não está mais lá por causa da imprudência, do roubo, da mentira, da improbidade. A igreja continua lá, mas para você ela deixou de existir. Os amigos verdadeiros, aqueles que lhes fala sobre arrependimento e renúncia do pecado,já não estão mais lá porque você não quis ouvi-los, rejeitou-os em detrimento das ofertas do pecado. Nestes casos, os montes se abalam, os lugares altos de adoração, de esperança, de certezas que se esvaem deixando lugares vazios que serão habitados por espinheiros ou serão assolados pela seca até que venha chuva do alto para regá-los. Há solução, sempre haverá quando há arrependimento e quebrantamento. Um exemplo Bíblico de alguém que foi totalmente desestruturado e conseguiu se reerguer é o do filho prodigo, a volta por cima foi possível porque ele agiu na direção de Deus: "Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho. Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, e veste lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alparcas nos pés" Lucas 15:21,22. E Deus moveu os montes novamente  cercando-o de paz e cuidados.

A desestruturação pode não ter motivo aparente: você está andando com Deus e se desviando do pecado, porém e de repente os montes ruíram para o meio dos mares e nos mares eles se perdem. Exemplo: Jó. A Bíblia o descreve como "íntegro e justo; temia a Deus e evitava fazer o mal" Jó 1:1. Mas, este homem viu os montes serem abalados, removidos em sua vida. Tudo se desestruturou: a família já não estava lá, todos os filhos morreram. O trabalho já não estava lá, pois perderá todos os seus bens,ovelhas e bois que eram sua ocupação. Os amigos também já não estavam mais lá, apenas uns poucos que lhe acusava dia e noite. As pessoas não conheciam o coração de Jó e julgavam que sua desestruturação era fruto do pecado. Mas não era. Ele estava sob a mira do inimigo, do diabo. E Deus permitiu a provação de Jó que foi dura, mas  lhe promoveu crescimento espiritual ímpar. Deus também restitui seus bens e família. Mas enquanto sofria, Jó se encontrava impotente, sua visão não alcançava o futuro, não havia monte para o qual pudesse se voltar em busca de sombra, de refúgio, de esconderijo da calamidade. Jó sofreu, mas se negou a abandonar sua fé. Aleluia!.

Amados irmãos, se nossa vida está sendo desestruturada por qualquer destes motivos mencionados, saibamos que maior é Deus. Da mesma forma que os montes se abalam para os mares, Ele torna a edificá-los.  Deus é Deus nos montes, nas planícies e nos vales. Não há geografia que lhe seja estranha. Um dos mais belos Salmos diz: Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, pois sei que estás comigo" (Salmo 23:4). Não perca a fé, não deixe de adorar ao ver os montes sendo abalados para o meio dos mares, um lugar imenso, inacessível, distante como a perder de vista. Mesmo sem ver nem montes, nem amanhã, Deus continua sendo o mesmo Deus que tudo pode e tudo transforma.


Deus o abençoe.

5 comentários:

Vanderleia disse...

Graça e paz amada, um belo Salmos!
Desejo uma semana de vitórias pra vc, bjos!

António Jesus Batalha disse...

Quantas montanhas Deus tem derrubado por amor dos seus eleitos quantos caminhos Ele tem aberto quantas portas tem escancarado para que seu filho possa passar, gozar da liberdade ou poder seguir em frente.
Decerto que não o vai fazer à nossa maneira mas Ele contempla o futuro e sabe o caminho melhor, por vezes podemos ficar decepcionados porque queríamos um caminho de recta e Ele nos dá um caminho cheio de curvas serras e vales, florestas e desertos.
Belo texto.
Bjinho.
António.

sandra mayworm disse...

Amada,
Meu blog onde levo a palavra do Senhor é VOZ DO QUE CLAMA NO DESERTO, cujo end é: http://05denovembrode1987.blogspot.com/ Levei o banner de A TENDA NA ROCHA pois gosto muito desse blog. Caso queira ver se ficou bom, me visite. Não necessáriamente precisa publicar esse comentário; faça-o, se quiser...é que eu pensei ser importante comunicar.
Um abraço e a paz de nosso Deus, em nome de Jesus.

Regina Célia Morais dos Santos Verde disse...

Prezados,

Que mensagem abençoada. Que o Senhor nos sustente em meio as transformações da vida. Minha oração por mim e todos os filhos de Deus é de esperança e perseverança em meio as muitas lutas da vida.

Graça e paz a todos!"

Anônimo disse...

Palavra abençoada. .nunca olhei por este lado..

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...