Grandes mulheres evangélicas: Angela Merkel

Filha de Pastor Protestante
governa a Alemanha há mais de 10 anos

Photobucket
Angela Dorothea Merkel
João Cruzué
.
Angela Dorothea
 Merkel nasceu em 17 de julho de 1954 em Hamburgo, Alemanha, como Angela Dorothea Kasner. Filha do Pastor Luterano Horst Kasner e de sua esposa, a professora de inglês e latin, Herlind Jentzsch. Seus avós maternos vivem em Elbing, na Prússia Oriental e ela tem mais dois irmãos: Marcos e Irene.

O Pastor Kasner estudou teologia em Heidelber, concluindo o curso em Hamburgo. Em 1954 foi consagrado Pastor da Igreja Luterana de Quitzow, próximo a Perleberg, em Brandenburgo, foi quando a família mudou-se para Templin. Por isso, Angela cresceu no Interior, a 80km de Berlin, na antiga República Democrática da Alemanha – a ex-Alemanha comunista. Devido ao respeito e ao bom relacionamento com as autoridades locais, o Pastor podia viajar livremente entre as duas Alemanhas.

Igual a muitos estudantes, Angela foi membro oficial do movimento jovem de tendência socialista, a Juventude por uma Alemanha Livre. Mas tarde, tornou-se membro do Comitê do Distrito e secretaria da “Agitprop”- Agitação e Propaganda - junto à Academia de Ciências da organização. Entretanto, ela não participou da cerimônia de de entrada da Jugendweihe na sua época, como era comum.




Angela Merkel estudou na Universidade de Leipzig, em Templin, entre 1973 a 1978, onde se graduou em Física. Ela trabalhou e estudou no Instituto Central de Física e Química da Academia de Ciências em Adlershof-Berlin de 1978 a 1990. Fala russo fluentemente, e por isso ganhou um prêmio do estado por sua proficiência. Depois de defender com êxito uma tese de doutorado sobre Química quântica, ela foi trabalhar na área de pesquisa.

Em 1989, envolveu-se no crescente movimento pela democracia depois da queda do Muro de Berlin, filiando-se ao novo Party Demokratischer Aufbruch. Na primeira (e única) eleição da antiga Alemanha Oriental ela se tornou deputada e porta-voz do novo governo de Lothar de Maiziére para assuntos de pré-unificação.

Como político feminino de um partido de centro-direita e cientista, Merkel é comparada por muitos, tanto na imprensa inglesa, bem como a imprensa alemã, à antiga Primeira Ministra Britânica - Margaret Thatcher. Alguns a chamam de "Senhora de Ferro" em alusão à Thatcher, cujo apelido era "A Senhora de Ferro". 

Além de ser a primeira Chanceler na história da Alemanha, ela é o chanceler mais jovem depois da Guerra, também a primeira nascida na antiga Alemanha Oriental, a primeira nascida depois da Segunda Guerra Mundial, e a primeira com formação acadêmica em Ciências Naturais. Ela graduou-se em Física enquanto seus predecessores, emDireito, Negócios e História.


Angela Merkel é considerada pela imprensa mundial uma das três pessoas mais poderosas do mundo. É a terceira a mulher a ter assento entre o G-8, o grupo das nações mais importantes e ricas do planeta. Antes dela, apenas Margareth Tatcher e Kim Campbell.

Em setembro de 2005, dois meses após sua eleição para o Bundestag - o poderoso parlamento alemão - Angela Merkel foi escolhida pelos representantes dos três maiores partidos - CDP, CSU e SPD para ser a primeira Chanceler Federal na História da República Federal da Alemanha.

Site pessoal:
http://www.angela-merkel.de/page/28.htm

Site da Chancelaria Alemã
http://www.bundeskanzlerin.de/Webs/BK/DE/Homepage/home.html

Fonte: WEB


João Cruzué - Blog Olhar Cristão
cruzue@gmail.com








.

Um comentário:

Sandra Neri disse...

Boa noite, Querida amiga, sei que muitas vezes nos esquecemos o quanto somos responsáveis pelas escolhas que fazemos no âmbito político. Esse texto biográfico, permita-me chama-lo assim, me fez ver que na maioria dos casos não sabemos ou pouco nos importa quanto aos valores espirituais daqueles em quem votamos. Como podemos está de acordo e votar em pessoas que se quer defendem valores que são imprescindíveis para nós? E aqueles que se dizem cristãos, se comportam como um seguidor de Cristo quando estão exercendo o cargo para o qual foram eleitos? Não devemos julgar ninguém mas, devemos ser criteriosos quanto a quem deve nos representar e não esquecer de orar por nossos políticos e pelo nosso país. Confesso que só agora estou me dando conta da necessidade de orar por eles. Grande abraço e A Paz do Senhor seja contigo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...