Jesus não se apressou



  

Wilma Rejane

"Ora, Jesus amava a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro. Ouvindo, pois, que Lázaro estava enfermo, ficou ainda dois dias no lugar onde estava."João 11:5,6.


Jesus estava para além do Jordão, próximo ao local onde João batizava (João 10:40), quando chegam mensageiros com a notícia de que Lázaro adoecera gravemente. Apesar de amar Lázaro e toda sua família, Ele permanece por mais dois dias onde estava para em seguida partir em direção a Betânia, uma pequena aldeia situada cerca de 3 km a leste de Jerusalém. Qual seria o motivo da demora, por que Jesus não se apressa em socorrer aquela família tão próxima que costumava abrigá-Lo? 

Para os discípulos, Jesus justifica:

" Lázaro dorme, mas vou despertá-lo do sono e folgo, por amor de vós de que eu lá não estivesse, para que acrediteis". (João 11:15)

O foco da mensagem aqui não será especificamente a ressurreição de Lázaro após quatro dias na sepultura. Este fato que fez Jesus chorar e demonstrar Seu poder sobre a vida e a morte. Este fato que abalou de uma vez por todas a estrutura dos religiosos da época que intensificaram a perseguição culminando na crucificação. O destaque aqui será  esmiuçar a atitude "demorada" de Jesus por acudir e atender as orações por cura daquela família. Jesus não curou Lázaro: ele adoeceu, morreu e por fim ressuscitou. Ninguém aguardava tal desfecho, nem mesmo a mais pura fé das irmãs Marta e Maria que em conversa particular com Jesus comentaram: "Se Tu estivesses aqui meu irmão não teria morrido" (Marta em João 11:21 e Maria em João 11:32).

No tempo de Deus:

Jesus não se apressou para ir a Betânia socorrer Lázaro. Não sei o quanto essa atitude de Jesus fala com você, mas tem falado intensamente comigo. Tem sido meu respirar, bálsamo para dores, calmante para dias atribulados, tem sido segurança em meio a orações diárias cujos efeitos ainda não se concretizaram.  Em meio à nossa pressa, à falta de respostas, está a providência Divina agindo, trabalhando de um modo que não imaginamos.

Jesus não se apressou para ir a Betânia, contudo, Ele sabia de tudo quanto estava acontecendo por lá. Sabia até o que ninguém lhe falara: que Lázaro havia morrido.

Jesus não se apressou para ir a Betânia e aqui aprendo lições de Jesus filho de Deus e de um Jesus homem, moldado em carne, ossos e sangue. Significa que a atitude de Jesus fala sobre plano terreno e plano Divino.

Jesus não se apressou, Ele ficou em oração, porque dias antes tentaram apedrejá-lo. Os judeus o espreitavam e Ele orava para que Deus o conduzisse em paz pelo caminho até Betânia. Ele orava para que a glória de Deus se revelasse através do caos. A ordem para partir vinha de Deus, não seria a fúria dos inimigos, nem a necessidade urgente de socorro que determinariam sua partida, mas a Palavra do Pai.

Jesus não se apressou porque conhecia a Deus. 

A pressa, o desespero, a prontidão em seguir os instintos naturais não devem fazer parte da vida dos filhos de Deus. Nas situações que parecem irrelevantes como ultrapassar alguém no trânsito para competir , correr desesperado em direção a uma mesa repleta de comidas, não respeitar filas e etc. há desagravo ao Espírito Santo de Deus, pois em toda pressa há preocupação e ansiedade, mente dividida.

"E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?" Mateus 6:27

Cuidados vem de merimna (Strong 3308) de meiro "dividir" e noos "a mente" = ansiedade, fardos e preocupações com a vida cotidiana.  Tal preocupação é desnecessária, pois, o amor de Deus supre nossas necessidades especiais e também diárias.


Nem mesmo a mais terrível situação conseguia desestruturar Jesus, por que? Porque Ele conhecia a Deus e sabia que todas as coisas estavam sobre Seu controle. 

Foi na casa de Lázaro que Jesus ministrou uma das mais belas lições sobre ansiedade. Ele disse que Marta não precisava estar ansiosa, mas deveria agir como Maria que procurava ouvi-Lo. Maria empreendia seu tempo em conhecer Jesus. E naquela hora da morte do irmão, Marta e Maria também precisavam praticar o que lhes fora ensinado: "Não se desesperar, não estar ansiosas, mas aguardar em Deus, ouvi-Lo".


Há pessoas que diante da morte se perguntam: "Onde está Deus? Se Ele existisse, isso não aconteceria". Contudo, devemos lembrar que se a morte levanta questionamentos sobre a existência de Deus, a vida deveria ser uma prova irrefutável de sua existência, não? Se morte é ausência, vida é presença. Contudo, e mais uma vez, na morte também está a Presença Soberana de Deus, pois, sem o "Ser", não haveria o "não ser". Por isso, Deus orientou Moisés:


"Então disse Moisés a Deus: Eis que quando eu for aos filhos de Israel, e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me disserem: Qual é o seu nome? Que lhes direi?E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós."Êxodo 3:13,14.

Deus É. E neste "É" não cabe nossa mente limitada. Na tumba que sustentou o corpo morto de Lázaro não coube a ausência, a morte, de modo que o "Eu Sou, o É", de Deus detonou a inexistência.

Deus é vida e Jesus não se apressou para chegar a Betânia porque sabia que Deus também era o Senhor da vida.

Lições praticas.

Não nos apressemos em nossa vida cotidiana. Façamos tudo com prudência e sob a direção do Espírito Santo de Deus. Jesus esteve em oração, aguardando a ordem de Deus para partir em segurança e no tempo certo. Se estivermos em oração constante, confiantes de que Deus é nossa segurança, a ansiedade e preocupação não deve nos dominar.Se a Palavra de Deus está em nosso coração, arraigada, estejamos em paz, ainda que mensageiros nos tragam más notícias. Há um Salmo que diz: 112:7 "Não temerá maus rumores; o seu coração está firme, confiando no Senhor."

É verdade somos de carne e osso, por dentro temores, por fora incertezas. A atitude de Marta e Maria revelam que mesmo quando somos amados por Deus, temos um relacionamento diário com Ele, estamos sujeitos a fraquejar. Nem as irmãs de Lázaro nem os discípulos de Jesus compreenderam sua "demora" em socorrer os amigos.

Há situações que chegam ao extremo em nossas vidas e nos perguntamos: "Deus não me vê, não me ouve, Ele não virá em meu socorro"?. Por vezes nos é permitido enfrentarmos esses extremos a fim de que a glória de Deus seja revelada através de nós, assim como foi com Lázaro. 

Por fim, o que de tão valioso também aprendo é que a ausência de respostas não significa ausência de Deus. Que as "demoras" de Deus não significam abandono. Deus estava trabalhando na vida da família de Lázaro só que de um modo que ninguém imaginava a fim de conduzir ao melhor desfecho. Nem sempre compreenderemos o modo e a intenção de Deus para nós, contudo, a melhor parte é nos mantermos firmes e perseverantes, sustentarmos a fé.

II Tessalonicenses 1:4 diz: De maneira que nós mesmos nos gloriamos de vós nas igrejas de Deus, por causa da vossa paciência e fé, e em todas as vossas perseguições e aflições que suportais". 

Suportais = anechomai, Strong 430. De "ana" para cima e "echo" segurar. Segurar para cima, aguentar firme, não perder a coragem sob pressão.Suportar com paciência e fé mesmo sob pressão.

Aprendo que a paciência de Jesus em relação ao socorro de Lázaro era direcionada por Deus. Nem a pressão dos homens, nem a dor do momento fizeram Jesus perder a calma. Ele suportou, rejeitou a pressa porque tinha em mente um futuro glorioso.

Que assim seja,

Deus o abençoe.

8 comentários:

ivanildo alves da mata disse...

A paz do Senhor.
Mensagem edificante para as nossas vidas.
Deus continue te abençoando.

Maíra disse...

Muito poderosa a palavra, resposta de Deus ao meu coração nesse dia! Gloria a Deus!

Anônimo disse...

Fala Jesus...eu aqui atribulada e aflita; eis que abro esta página e leio esta mensagem tão edificante. Deus me perdoa pela pressa que há em meu coração;
Obrigada por tudo!
Jo.

Karem Feitosa disse...

Linda mensagem como sempre minha querida Wilma! Também aguardo o estrondo na minha copa de amoras. Deus tem o tempo certo não é mesmo? E como você está? Realizou a cirurgia? Um forte abraço! Obrigada por se canal de bênçãos para todos nós!

Wilma Rejane disse...



Oi Karem,tudo bem?

Há um provérbio Bíblico que diz:" Não é bom agir sem refletir; e o que se apressa com seus pés erra o caminho" ( Pv 19:2)

Somente um coração entregue aos cuidados de Deus poderá encontrar paciência e paz para não se apressar diante das pressões, não é mesmo?

Ah, minha cirurgia foi um sucesso! Recuperação rápida e estou me sentindo muito melhor que antes, para glória de Deus!

Obrigada,

Deus a abençoe.

Karem Feitosa disse...

Meu Deus, que notícia maravilhosa. Deus é fiel!! Oh glória! Fico imensamente feliz por você, de coração. Sempre que precisar saiba que tem aqui uma admiradora, leitora, e intercessora do seu Ministério. Que o Senhor nos fortaleça! Um forte abraço!

Wilma Rejane disse...



Amém Karem, obrigada.

Ministério Sidnei Vivente disse...

Olá irmã Vilma, meus sermões continuam enriquecendo através destas poderosas mensagens, que o ETERNO, continue te inspirando.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...