Um evangelho segundo a psicologia

.
Psicólogos
POR: JOÃO CRUZUÉ

Depois de 12 anos de intervalo, estou voltando ao ministério de remessa de literatura cristã para as congregações evangélicas do cárcere.  Durante os anos de 2001 a 2003 não havia dificuldades em encher uma caixa de 20 quilos de Bíblias, Lições Bíblicas e outros livros para encaminhá-los pelo Correio até as mãos dos responsáveis por estas igrejas, coisa que hoje é bem mais difícil. Então, nessa semana que passou, estive na Rua Conde de Sarzedas, no Centro de São Paulo, à procura de bons livros para reiniciar meu trabalho. Como sempre, uma boa sugestão são os livros do Pastor chinês Watchman Nee, principalmente, porque esteve preso na China os últimos anos de sua vida (1952 - 1972) e o tipo de Evangelho que ele conhecia e pregava, ao meu sentir, estava livre do fermento da teologia da prosperidade e do uso da psicologia muito comum neste novo milênio.

O que está errado no uso da Psicologia como ferramenta para apregoar o Evangelho nos dias de hoje? Nada! Ou melhor, tudo!

A atual MENSAGEM da geração de pastores-evangelistas está sendo mudada da corrente da teologia da prosperidade para outra corrente sem nome, que vou batizar de Teologia Psicológica. Não sou entendido nisso, mas uma coisa eu posso ver: a VOZ do Espírito Santo está sendo abafada pelo ferramental da psicologia. 

Minha interpretação disso, é assim: O Criador nos criou e o seu Espírito opera na vida daqueles que se reconciliaram com ELE por Jesus Cristo seu único Filho. Quando alguma crise se abate sobre nós, o Espírito do nosso Criador sabe exatamente onde é a nossa dor e pode nos ajudar a resolver ou suportar o problema desde que ouçamos a sua voz. Todavia, quando, a voz do Espírito Santo começa a ser substituída pelo evangelho dos pastores psicólogos ou metidos a psicólogos, é como você pegar um carro zero km, na garantia, para consertar na oficina do Zé da esquina. 

No livro "O Mensageiro da Cruz" do Pastor Watchman Nee     (Editora Vida, 2009, p.26) está escrito que pensamentos, palavras, argumentos e eloquência humanos só conseguem atingir a alma humana, pois só chegam até o intelecto. Eles operam na esfera das emoções, mente e vontade do homem, mas não conseguem atingir o seu espírito. Resumindo, as pessoas ouvem, se emocionam, concordam com o que o pregador fala, racionalizam, mas não acontece uma mudança de vida.

Por que?

A resposta está no capítulo 3 de São João, na conversa de Jesus com Nicodemos. Só o Espírito Santo pode mudar nossa vida, porque ele opera no espírito do homem. Não adianta arranjar um saco de argumentos psicológicos, nem os blá-blá-blás da teologia da prosperidade, nem os sofismas da teologia da libertação, pois tudo isto são coisas que os ouvidos humanos estão super interessados em ouvir. Isto mexe com a vontade, mexe com a mente e principalmente com as emoções. Um pregador só pode dar aquilo que ele tem. Se ele tem psicologia, sua mensagem não alcança o nosso espírito. A mensagem que chega ao nosso espírito só poderá vir de um pregador que anda na presença de Deus e ouve a voz do Espírito Santo. Ele pode até pregar mal, não ter nenhuma eloquência, mas a palavra que o Espírito Santo lhe der, ainda que seja uma, vai e produz o efeito, sobre o qual escreveu o Profeta Isaías:

Citação da BÍBLIA DIGITAL AMÉRICA versão 12.2 Pro
( Isaías 55: 7-11)

7 Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar. 

8 Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR. 

9 Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos. 

10 Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come, 

11 Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei. 

---
"É vão tentarmos salvar pecadores ou edificar os santos usando a psicologia, eloquência e teoria. Embora a aparência exterior do que dizemos possa ser bem atraente, sabemos que o Espírito Santo não opera conosco"(Pastor Watchman Nee, 2009,  Ed. Vida, O mensageiro da Cruz, p.27).

Há uma multidão de pessoas ouvindo pelo Rádio e assistindo pela TV mensagens que seus ouvidos estão muito interessados em ouvir, vindo da boca de pregadores afinados (com pesquisas qualitativas), os mais destacados de nossa geração. E o que isto tem produzido? Pelo barulho e dinheiro aplicado, deveria produzir muito... Se apenas um homem que foi Paulo, sem todos esses recursos modernos, mas na direção do Espírito Santo fez tanto, se a mensagem que se ouve hoje pela TV, rádio e internet tivesse o mesmo fundamento (a voz do Espírito Santo) a terra inteira, há muito, estaria de joelhos perante Cristo. 

E por que é não está acontecendo assim? 

Porque o Espírito de Deus está falando uma coisa, e os a maioria dos pregadores modernos, para manter o "sucesso" (e ganhar dinheiro) estão dizendo OUTRA. Porque seus ouvidos não estão ouvindo o que o Espírito Santo está dizendo. Eles pensam que estão ouvindo, mas o que ouvem não tem sido a voz do Espírito, mas a  voz dos seus próprios egos. Assim, estão tentando substituir a Voz do Espírito Santo pela voz de Freud, Jung, Lacan, Maslow, Piaget, Skinner, Reich ...Misturando literatura científico-filosófica com Bíblia. O resultado é a pregação de uma coisa que parece Evangelho mas não é, que , por sua vez, produz um fiel que parece um crente em cristo, mas que também não o é.

Não há nada, agora, nem nunca, que possa substituir o Espírito do Criador que possa produzir reconciliação, comunhão, paz e alegria com e no SENHOR. O que estão dizendo aí, além de modismos, são apenas palavras eloquentes que são lindas de ouvir, mas que não dão vida - a menos que seus pregadores andem de verdade na presença do SENHOR.  Para registrar que esta crítica não foi feita hoje, fundamentei minha reflexão na primeira parte deste excelente livro do Pastor Watchman Nee - "O Mensageiro da Cruz". Ele tem outros mais, que também gosto: Autoridade Espiritual, Espírito de Sabedoria e Revelação...Todos livros dele são ótimos e a fonte não vem de duas águas.

Para fazer isto, eu creio que eles deveriam fazer a mesma pergunta que o "mancebo de qualidade" fez para Jesus: "Senhor, o que me falta ainda?" Mas, eu acho que eles já sabem qual seria a resposta...





.






Um comentário:

ANA COSTA disse...

Preciso urgente desse livro do Pastor Watchman e tambem queria indicações de livros que seja edificantes obrigada.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...