Por que Deus insistia tanto com Jacó?

É Deus quem nos dá um novo e diferente destino...



João Cruzué

O quanto você é fiel ao Senhor? Esta é uma pergunta que pode passar pela sua mente sem trazer nenhuma pertubação. Até o dia que você começa a descobrir que as coisas não continuam do mesmo jeito, com o mesmo sossego que antes. Neste inicio de ano, quando as grandes universidades recebem milhares de candidatos aprovados no Enem, é um tempo muito apropriado para uma boa reflexão. Foi Carlos Drummond de Andrade mesmo quem fez esta pergunta de certo modo surpreendente: E se o Céu for uma realidade e a vida um Vestibular? Deixando de lado a pergunta do poeta, vamos fechar a proposta deste texto: Você está preparado para se graduar na Universidade de Deus? Que o mesmo Espírito que fala comigo também possa falar também ao seu coração.

A vida cristã nunca é monótona para quem anda na presença de Deus. Se você tem alguma sinceridade interior saiba que Ele não desiste daqueles que têm uma chamada com propósitos. A Bíblia não conta se Jacó chorou quando foi embora de casa para uma terra desconhecida. Minha experiência dá-me certeza de que ele estava muito atribulado. Por isso Deus lhe apareceu em sonho no caminho de Padã-Arã. Com uma idade em torno de 70 anos, pela primeira vez Jacó tinha saído debaixo das "saias" da mamãe, do controle de Rebeca. Sua vida iria mudar para sempre. Em casa ele vivia uma vida segura, mas medíocre e dependente; a julgar pela sua oração no ermo, nem crente em Jeová ele era.

Se Deus tem também um propósito em sua vida - e isso Ele tem - seus dias de "moleza", quem sabe, estão  se acabando. Sem meios termos, Ele vai lhe ensinar com quantos paus se faz um barco para cruzar qualquer oceano. Para isso, vai levar você até ao ponto de confissão de um compromisso. Isaías confessou: "Senhor eis me aqui, envia-me a mim! Jonas disse: "Levantai-me e jogai-me ao mar!" E Pedro se rendeu: Senhor tu sabes tudo, tu sabes que eu te amo".


E aí está você, como Jacó - com um coração perturbado diante de tantas coisas novas e difíceis de controlar. Aquela sua vida calma, serena,tranquila ,foi-se. O presente lhe traz angústia; o futuro, insegurança. É Deus quem certamente está lhe dando um novo rumo. Ou você pensa que o propósito dEle para você seja que viva eternamente uma vida cristã medíocre na penumbra? Em meio a tantas pessoas sem propósitos e sem compromissos, as suas tribulações enviadas por Deus são um bom sinal: de que o Senhor tem coisas novas, firmes e gloriosas que voce não sabe. Mas depois que a noite no deserto passar e uma nova manhã surgir, você também terá muito prazer em dizer: Ó Deus maravilhoso! Como foi bom me ter adotado com filho e se preocupado em me afligir para guiar-me pelo caminho da sua graça!

O que vai fazer amanhã, depois de amanhã, no mês seguinte, no próximo ano ninguém sabe. Mas uma coisa posso dizer: enquanto não firmar um concerto, um compromisso de fidelidade com Deus, você continuará sentindo-se sozinho, sozinha, perdido, perdida, em meio às incertezas se é Deus ou se não o é. O que o Senhor espera da sua boca é o mesmo compromisso que esperou ouvir Jacó: "SENHOR, se a sua presença for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer e vestes para vestir, e em paz me tornar à casa de meu pai, o SENHOR será o meu Deus, e esta pedra que tenho posto por coluna, será a Casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo."

Por que Deus insistia tanto com Jacó?

Porque os olhos do Senhor não procuram, primeiramente, pelos nossos defeitos. Deus olhou e amou Jacó pelo pouco que possuía de bom, pelo valor que dava ao sagrado.  Jacó valorizava o que vinha de Deus, a começar pelo desejo da bênção da primogenitura. Comprou-a por um prato de lentilhas, não foi uma aquisição honesta, mas quem a vendeu (Esaú) foi muito mais desonesto.

Alguma vez você ao menos já pensou o que Deus pode fazer àquele que apresentar, não uma pedra, mas a própria vida e desejar a presença Dele? Olhe em volta. Olhe para este mundo. Para todos os lados você pode contemplar a miséria humana em seus mais diversos graus de opressão maligna. Pobres morrendo de fome e ricos perdendo a vida na cocaína, no crack... O mundo procura por diversão, por qualquer coisa que não seja Deus, para se divertir e enganar a tristeza. Ela finge que vai embora, para voltar em mais tarde com mais força. O mundo jaz no maligno se morre de tristeza e tédio, porque o que ama o mundo despreza o Caminho e a solução dos próprios problemas. Não há ninguém ali que busque a Deus.

Mas se Deus criou você para um propósito especial, não adianta se esconder ou se omitir ou fugir diante da presença Dele. Em algum tempo o Senhor torna instável o sustento, o chão foge dos pés, você não consegue mais manter o controle da situação por que Ele está alterando a inércia da sua vida. Durante este tempo indesejável, o Senhor vai tratar diretamente com você. Vai mostrar e você vai querer ouvir quais são os planos Dele para sua vida. E quando você se achar dentro da vontade de Deus não vai querer mais sair.

Jacó trocou aquela vida de conforto por um vida cheia de experiências com Deus e deu seu nome a nação de ISRAEL. Vai,não tenha medo, e assuma o que Deus tem para sua vida.


João Cruzué é um dos pioneiros em blogs evangélicos com o blog Olhar Cristão e é colaborador do Tenda na Rocha.
.

3 comentários:

Priscila Grah disse...

Tremenda meditação, glória a Deus! O Creio que o Senhor falou diretamente comigo através desse texto. Obrigada por seres um canal de Deus em minha vida, irmão! Deus abençoe e guarde a todos desse blog!

Wilma Rejane disse...



Amém, Priscila!

Deus a abençoe, irmã.

Nana Ribeiro disse...

linda postagem amiga .... bjus com carinho Nana

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...