Entre faróis e afundadores



Wilma Rejane


Os faróis foram criados com a finalidade de orientar os navegantes sobre direção, caminho seguro. São norteadores de que os marujos estão a se aproximar da terra firme, do destino almejado. Antigamente os faróis eram abastecidos com azeites de oliveira ou de baleia, assim podiam ficar acessos durante a noite. Atualmente, possuem eletricidade própria e avançados sistemas de sonorização que avisam sobre perigos de nevoeiro.

Com o intuito de enganar embarcações e atraí-las para zonas de perigo, surgem os afundadores. O que representam? São criadores de falsos faróis que conduzem as embarcações para o fundo do mar e as saqueiam, abandonando-as em destroços.

Faróis sempre me encantaram: A singularidade, a maneira solitária em que se destacam em meio às muitas águas, a utilidade e beleza das luzes que refletem nas águas, como se estrelas passeassem nas ondas. Faróis alegram embarcações, viajantes atribulados, navegantes cansados. Faróis de verdade, são como luz nas trevas, emanam esperança, certeza de novos horizontes, terra firme.


Não pude deixar de ver semelhança entre os faróis em alto mar e a mensagem de Salvação. Jesus disse: "Eu Sou a Luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida" Jo 8:12. O profeta Isaías em inúmeros versos comparou Jesus, O Messias Salvador com uma Luz que nortearia os perdidos: "Te darei por concerto do povo e para Luz dos gentios, para abrir os olhos dos cegos, para tirar da prisão os presos e do cárcere, os que jazem em trevas" Is 42:6,7. Nessa alegoria, o farol é essa Luz que permite aos navegantes, encontrarem o rumo de suas vidas.

Retorno à figura dos afundadores, os que constroem falsos faróis, com o intuito de saquear, destruir. Eles são reais! Estão por toda parte. A cada tempestade, nevoeiro, ou mesmo em tempos de bonança podem ser avistados. São fáceis de serem alcançados. Porém, são teias de morte, armadilhas de destruição.  Comparo os afundadores as escolhas erradas, as ofertas de Satanás. " O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destruir" Jo 10:10.  Eles conduzem as embarcações ao fundo, matam, roubam e depois abandonam os destroços. Quantos navegantes já não foram vitímas dos afundadores?

Entre faróis e afundadores existem muitas diferenças: aqueles, representam vida, estes morte. Um conduz à terra firme, outro, ao mais profundo abismo com fúria de morte, destruição. Para onde ir? O que seguir? O que escolher? A resposta, parece óbvia. Convido-o a refletir. A escolher sempre o Caminho da Vida.


Para ilustrar, sobre " homens e faróis"






 Embarcação americana em alto mar...

- Favor alterar seu curso 15 graus para norte para evitar colisão com nossa embarcação.


Os canadenses responderam prontamente:
- Recomendo mudar o SEU curso 15 graus para sul.


O capitão americano irritou-se:
- Aqui é o capitão de um navio da Marinha Americana. Repito, mude o SEU curso.


Mas o canadense insistiu:
- Não. Mude o SEU curso atual.


A situação foi se agravando. O capitão americano esbravejou ao microfone:

Este é o porta aviões USS Lincoln, o segundo maior navio da frota americana. Estamos acompanhados de três destróieres, três fragatas e numerosos navios de suporte. Eu exijo que vocês mudem seu curso 15 graus para o norte, ou então acabaremos com você para garantir a segurança do navio.

E um silêncio assustador tomou conta da atmosfera quando por todo o ambiente se ouviu em alto som: E aqui é um farol, câmbio! 


Quantas vezes criticamos a ação dos outros, exigimos mudanças de comportamento nas pessoas, até mesmo reclamamos de Deus,  quando na verdade nós é que deveríamos mudar de rumo. Jesus é o farol que conduz a mais segura direção.

A parábola achei Aqui e adaptei.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...