quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Desvendando o Jardim do Éden

 Sempre que leio o capitulo referente à formação do jardim do Éden, no livro de Genesis, me encho de perguntas, não de incredulidade, é claro. Através da fé, creio em toda a Bíblia e em Deus como Criador. Minhas dúvidas dizem respeito à interpretação do texto. Por exemplo:

  •  “E plantou o Senhor Deus um jardim no Éden, do lado Oriental, e pôs ali o homem que tinha formado” Gn 2:8

O jardim foi plantado no Éden, e onde fica o Éden? Se foi plantado na terra, foi destruído depois? Se foi destruído, por que não há referência a este aspecto? Há um local terreno onde se possa afirmar com convicção: Aqui jaz o Éden?

  • -“E o Senhor Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável a vista, e boa para comida; e a árvore da vida do meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal” Gn 2:9.

As duas árvores (da Vida e do conhecimento), Deus as plantou na terra e depois as levou para o céu? Por que elas aparecem no livro de Apocalipse (2:7 e 22:2) relatadas como estando no “Paraíso de Deus”? O Paraíso de Deus é o mesmo Éden?

Encontrei um artigo, que muito me ajudou na compreensão dessas questões, transcrevo-o aqui para quem sabe, contribuir com o crescimento de muitos. Foi o que de mais completo encontrei sobre o assunto.


Qualquer pessoa que desejar estudar o atual mapa do Iraque, poderá, sem nenhuma dificuldade, identificar o território da Mesopotâmia, entre os rios Tigre e Eufrates. Ali, segundo as Escrituras, o homem foi formado por Deus, há cerca de seis mil anos atrás. Porém, ao lermos as Escrituras, a Bíblia, tomamos conhecimento da existência de um jardim plantado no Éden. Que jardim era este? E onde está o Éden narrado na Bíblia?

O primeiro Livro da Bíblia, o Gênesis, narra a criação dos céus e da terra, a criação do homem, a comunhão do homem com Deus e a trágica queda do primeiro casal. Para que possamos compreender mais profundamente o Livro de Gênesis, é necessário termos em mente que Deus planejou a criação para nela estabelecer um relacionamento paternal e amoroso com o homem. No princípio, Deus se relacionava íntima e diretamente com o homem, até que este desobedeceu o Criador, introduzindo o pecado no mundo e, como conseqüência, foi rompida a comunhão original entre a criatura e o Criador. E foi, precisamente, a fim de restabelecer esta comunhão perdida que Deus enviou seu Filho Unigênito, o Senhor Jesus Cristo.

Sobre o Éden

Durante a narrativa da criação dos céus e da terra, vemos na Bíblia que Deus criou toda a vegetação da terra no terceiro dia: “E disse: Produza a terra relva, ervas que dêem semente e árvores frutíferas que dêem fruto segundo a sua espécie, cuja semente esteja nele, sobre a terra. E assim se fez. A terra, pois, produziu relva, ervas que davam semente segundo a sua espécie e árvores que davam fruto, cuja semente estava nele, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. Houve tarde e manhã, o terceiro dia.” Gênesis 1:11-13

Notemos que o trecho bíblico acima mostra que a relva, as árvores frutíferas e as sementes estavam sobre a terra. Mais a seguir na narrativa bíblica encontramos o seguinte:


“E disse Deus ainda: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão semente e se acham na superfície de toda a terra e todas as árvores em que há fruto que dê semente; isso vos será para mantimento.” Gênesis 1:29 Novamente, a afirmação de que as ervas estavam na superfície da terra.

 “Não havia ainda nenhuma planta do campo na terra, pois ainda nenhuma erva do campo havia brotado; porque o SENHOR Deus não fizera chover sobre a terra, e também não havia homem para lavrar o solo. Mas uma neblina subia da terra e regava toda a superfície do solo.” Gênesis 2:5, 6

Vemos, pois que a erva da terra ainda não havia brotado e que ainda aguardava que Deus fizesse chover sobre a terra e, ainda, que o homem lavrasse o solo. O texto bíblico diz que não havia ainda nenhuma planta do campo na terra. Imediatamente após esta narrativa, vemos na Bíblia, nos dois versículos seguintes ao anterior, o que se segue:

“Então, formou o SENHOR Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente. E plantou o SENHOR Deus um jardim no Éden, na direção do Oriente, e pôs nele o homem que havia formado.” Gênesis 2:7, 8

A Bíblia diz que Deus plantou um jardim no Éden. A distinção entre as sementes da terra, as quais aguardavam pela chuva, e o jardim plantado por Deus é clara. Enquanto a erva aguardava seu crescimento sobre a terra, um jardim completo foi plantado pelo próprio Deus, no Éden. O texto bíblico prossegue: “Do solo fez o SENHOR Deus brotar toda sorte de árvores agradáveis à vista e boas para alimento; e também a árvore da vida no meio do jardim e a árvore do conhecimento do bem e do mal.” Gênesis 2:9

O trecho acima não diz “do solo da terra”, mas, simplesmente, do solo. O solo do Éden. Diz ainda a Bíblia que do solo do Éden Deus fez brotar a Árvore da Vida, a qual se encontrava no meio do jardim. No Livro do Apocalipse vemos quatro  referências a esta mesma Árvore da Vida, a qual Deus fez brotar do solo do Éden. Eis duas referências: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao vencedor, dar-lhe-hei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus.” Apocalipse 2:7

“No meio da sua praça, de uma e outra margem do rio, está a árvore da vida, que produz doze frutos, dando o seu fruto de mês em mês, e as folhas da árvore são para a cura dos povos.” Apocalipse 22:2

Agora vejamos: A Bíblia, em Gênesis,  diz que a Árvore da Vida brotou do solo do Éden e que a Árvore da Vida se encontrava no meio do jardim. E no Livro do Apocalipse vemos que esta mesma Árvore da Vida se encontra no meio da praça da Nova Jerusalém, e no Paraíso de Deus. Vejamos um pouco mais sobre a glória da cidade eterna, a Jerusalém celestial:

“A praça da cidade é de ouro puro, como vidro transparente. Nela, não vi santuário, porque o seu santuário é o Senhor, o Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro.” Apocalipse 21:21,22

É, pois, evidente, que a Bíblia está afirmando que a Nova Jerusalém é o lugar da habitação de Deus, pois a Nova Jerusalém desce do céu, da parte de Deus:

“E levou-me em espírito a um grande e alto monte, e mostrou-me a grande cidade, a santa Jerusalém, que de Deus descia do céu. E tinha a glória de Deus; e a sua luz era semelhante a uma pedra preciosíssima, como a pedra de jaspe, como o cristal resplandecente.” Apocalipse 21:10,11

Pois bem, é justamente nessa cidade celestial e eterna que a Bíblia diz estar a Árvore da Vida, a mesma Árvore da Vida que Deus fez brotar do solo do Jardim do Éden. Diante do que foi exposto, podemos entender que o Éden era, e continua sendo, um lugar distinto da terra, pois a Árvore da Vida sempre esteve no solo do Éden, e que o jardim do Éden foi plantado pelo próprio Deus no solo do Éden e não sobre o solo da terra.

Vemos ainda, em um belíssimo relato bíblico, que Deus passeava no jardim do Éden durante o período quando era a tarde sobre a terra, e que Adão podia ouví-lo: “Quando ouviram a voz do SENHOR Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do SENHOR Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim.” Gênesis 3:8

E aqui, precisamente neste versículo, vemos que o homem tinha acesso ao Éden, onde está a Árvore da Vida, e nele caminhava. Porém, após a queda, o homem foi expulso do Éden: “O SENHOR Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado.” Gênesis 3:23

Ora, se o homem foi expulso do Éden e posto para lavrar a terra de que fora tomado, é claro que o Éden e a terra nunca foram o mesmo lugar. Pelas Escrituras, vemos que o Éden é o lugar da habitação de Deus, o lugar onde está o Senhor, e que este lugar era aberto ao acesso do homem, porém, este último perdeu o acesso ao lugar da habitação de Deus, em conseqüência da queda.

“E havendo lançado fora o homem, pós querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida.” Gênesis 3:24

Não somente ao homem foi vedado o acesso ao Éden, bem como lhe foi bloqueado o acesso à Árvore da Vida, a qual brotou do solo do Éden e que se encontra no Paraíso de Deus. O acesso ao Paraíso de Deus e à Árvore da Vida foram restabelecidos pela obra do Senhor Jesus Cristo, o qual desceu do céu a fim de reconciliar consigo o mundo: “a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação.” 2 Coríntios 5:19

“Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus.” Apocalipse 2:7

Conclusão:

Embora tendo sido feito do pó da terra, ie, material, o homem possuía acesso ao mundo espiritual e com ele interagia, pois o homem tinha acesso ao mesmo jardim onde Deus passeava na viração do dia, o Jardim do Éden. O Éden não ficava na terra, porém, da terra o homem podia adentrar nesse Jardim. Esta observação é comprovada pelo fato do homem ter se escondido de Deus (após a desobediência) por entre as árvores do Jardim do Éden, tendo sido, posteriormente, de lá expulso. O Éden era o local de comunhão da criatura com o Criador, o entrelaçamento do ambiente original da criação (material) com Deus (espiritual). A mesma Árvore da Vida que brotou do solo do Éden, para a qual o homem perdeu o acesso, se encontra no Paraíso de Deus, lugar da eterna e gloriosa habitação do Criador e onde viverão com Ele todos os que adentrarem pela Porta:

“Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo” Senhor Jesus Cristo. João 10:9

9 comentários:

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Minha amada irmã em Cristo,

Essa sua postagem mexe comigo. Já viu o nome do meu blog: "Vivendo no éden".

Tenho convicções claríssimas a esse respeito extraídas do âmago das Escrituras e confirmadas pelo Santo Espírito do Senhor, mas o tema é vasto e muito longo, com muitas revelações.

Em poucas palavras posso lhe afirmar o seguinte:

1 - Adão foi expulso da PreseNça de Deus e não de um espaço físico;

2 -A Árvore da vída é Jesus Cristo e a Árvore da Ciência do bem e do mal é Satanáz;

3 - Jamais existiu um espaço físico, separado em nosso planeta ou em qualquer outro lugar chamado Jardim do Éden, porque esse maravilhoso lugar é a Presença de Deus, da qual o homeM foi expulso ao pecar;

4 - Jardim do Éden fisicamente é a Terra como um todo e espiritualmente é a presença de Deus;

etc.

Já tenho algumas postagens tratando desse assunto, a primeira "O FICTÍCIO JARDIM DO ÉDEN" e ainda ontem postei: "O VERDADEIRO FRUTO PROIBIDO".

Em meu livro trato amplamente desse assunto. Quando tiver a próxima edição, lhe enviarei um exemplar, por que infelizmente não tenho mais nem um só exemplar.

Desculpe me alongar tanto..

Deus abençoe a vc e ao seu ministério

Um forte abraço

Anselmo Melo disse...

Minha irmã. Gostaria de pedir seu apoio no sentido de divulgar em seu blog a Petição Publica com o respectivo abaixo assinado onde nos posicionamos contra a distribuição do "kit gay". Essa afronta contra a família esta sendo promovida pelo MEC, com o nosso dinheiro. Assine e divulgue por favor.Segue o link da matéria e da Petição Publica.Não precisa atribuir créditos, meu objetivo não é de auto promoção e sim de mobilizar a família brasileira. Paz!
http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=PROL
http://pranselmomelo.blogspot.com/

Jefferson disse...

Olá, a paz do Senhor Jesus!

Gostaria que você fizesse parceria com o meu blog, o Blog Gospel IMPD

www.gospelimpd.blogspot.com

Visite, espero que goste!

Mayra disse...

Parabéns pelo blog!
passa no meu blog e pega o seu selo de qualidade.
Bjus e fica na paz
http://mmay1405.blogspot.com/

Wilma Rejane disse...

Graça e paz, irmão Joaquim.

Fico feliz por reconhecer no irmão um pesquisador e amante da Palavra de Deus, esse Instrumento sem O qual, não haveria salvação nem vida para a humanidade. E tudo, está ligado a esse começo no Éden.

Olha, já estou ansiosa por ler seu livro e reafirmando o que disse anteriormente, lá na UBE: Me proponho a divulgar.

Obrigada e volte sempre, tá? Fique a vontade para expor suas opiniões.

Deus o abençoe.

Laiza Almeida disse...

Olá, dá uma passadinha lá no http://declarandomeuamor.blospot.com e vê o selo que deixei para o seu blog.

Wilma Rejane disse...

Mayra e Laísa,

Agradeço demais o carinho e reconhecimento, vou guardar estas premiações em meu coração. No entanto, ano passado fiz um propósito de não mais publica-las em meu blog. Prometem não ficarem chateadas por isso?

Amo-as no amor de Cristo Jesus.

Bjs!

amembrother disse...

Oi, Parabéns por seu blog, quero dizer que indiquei seu blog para o selo de qualidade, passe no meu e pegue http://amembrother.blogspot.com/.
Que Deus te abençõe cada vez mais.

Wilma Rejane disse...

Oi Marcelo Mioto!

Obrigada pela premiação.

Deus o abençoe.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...