A constante esperança de Jó

Ao cheiro das águas brotará...Jó 14:9



Wilma Rejane


O livro de Jó traz um dado curioso, a palavra esperança aparece mais do que em qualquer outro livro da Bíblia. Quais seriam as esperanças de um homem arrasado por um turbilhão de acontecimentos catastróficos? Morte dos filhos, perda dos bens e da saúde. Solidão e dor. Como olhar para um futuro próspero, com o presente destruído? Jó fora consolado por sua esperança, uma expectativa cultivada por ele mesmo, porque ninguém mais foi capaz de lhe proporcionar tal consolo.

Jó tinha convicção de que apesar dos dias de luto, e da incompreensão do sofrimento que lhe sobreveio, Deus poderia mudar sua sorte. Assim, ele apela para o tribunal Divino, quer ouvir de Deus uma sentença de libertação da dor, e mesmo quando fala na morte mantém a esperança na misericórdia Divina. Ele retira forças da dor e declara que a morte não o vencerá,  sua esperança se cumprirá:

" Quem dera que as minhas palavras fossem escritas! Que fossem gravadas num livro! Que, com pena de ferro, e com chumbo, fossem para sempre esculpidas na rocha! Pois eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra . E depois de consumida esta minha pele, então fora da minha carne verei a Deus; vê-lo-ei ao meu lado, e os meus olhos o contemplarão, e não mais como adversário. O meu coração desfalece dentro de mim!" Jó 19:23-27

Um coração despedaçado, contudo em oração constante, regado por esperança. E por que conhecemos a história desse servo valoroso de Deus? Porque suas palavras, foram escritas no livro Sagrado de Deus, na Bíblia. O Redentor se apresentou para Jó, o levantou do pó e o reergueu. E ele viu a Deus com os próprios olhos, O contemplou em vida : "Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te veem os meus olhos." Jó 42:5. Deus ouvia a Jó e cumpriu suas petições.

Os ecos do mundo

De forma explicita a palavra esperança, aparece pelo menos oito vezes nos relatos de Jó, de forma implícita, podemos dizer que a esperança é constante nas palavras de Jó, nos diálogos com os amigos Elifaz, Bildade, Zofar e Eliú. Estes procuravam a causa do sofrimento de Jó, acusando-o de pecador. Buscavam de todas as formas desfalecer a esperança de Jó, porque não conseguiam ver outro desfecho para ele, além da morte:


Bildade: “ São assim as veredas de todos quantos se esquecem de Deus; a esperança perecerá” (8:13).

Jó: “Onde está a minha esperança? Quem poderá ver alguma esperança para mim? (17:15).

Quantas pessoas hoje não vivem ou já viveram situações semelhantes a de Jó? De sofrimento profundo, perdas de pessoas amadas, status social, amigos, bens. Deus deixou que a história de Jó fosse escrita e conhecida para devolver ânimos e esperança aos que atravessam vales escuros. Jó se agarrou a esperança, como um náufrago se agarra ao bote salva vidas. Ele conservou a fé na fidelidade Divina, mesmo quando os martelos da sentença de morte ecoavam em seus ouvidos.

Palavras de vida

A crise existencial que envolve Jó, é também marcada e agravada por seus conselheiros . Um exemplo claro e real do que acontece entre nós. Aguardamos palavras de amor , conforto, queremos ouvir Deus através das pessoas mais próximas, mas nos frustramos. Passei por isso quando estive muito enferma e os médicos não conseguiam me curar. Foi quando encontrei Jesus e Ele consolou minha alma e sarou todas as feridas.

Depois disso já vivi outras tribulações e ávida por respostas, não as encontrava nos lábios de homens. Contudo, na Bíblia, sempre encontrei consolo:

"Quando andar em trevas, e não tiver luz nenhuma, confie no nome do Senhor, e firme-se sobre o seu Deus." Isaías 50:10

E por que conto essas coisas? Não para me exaltar, pois não há exaltação no sofrimento humano, ele é uma escola de vida ou morte através do qual todos nos tornamos semelhantes. Conto para lhes transmitir esperança. A esperança invocada por Jó. A esperança que estava em seu coração, mas era invisível ao olhar humano. Não desanimemos nas tribulações.

“Pois tudo o que foi escrito no passado foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança.” Romanos 15:4

Os montes Lhe pertencem

O livro de Jó foi escrito, inclusive, para nos ensinar sobre esperança. Olhe através das frestas de luz desse cortiço escuro e apertado e enxergue o futuro no horizonte. Firme-se em Deus e confie em Sua Palavra que é Bálsamo para os humilhados. Há um Salmo que diz: “ Nas Suas mãos estão as profundezas da terra, e as alturas dos montes lhe pertencem” Salmo 95:4. Deus está nos lugares altos e baixos, conosco na alegria e na tristeza.

No livro de Jó podemos encontrar respostas para o que não temos respostas. Jó não compreendia que estava sob ataque de Satanás, nem que Deus o guardava da morte. Também não sabia que naquele redemoinho, estava Deus, poderoso para trazer de volta, porção dobrada do que havia perdido. Mas nós sabemos de todas essas coisas, porque estão escritas. E para quem foram escritas? Para os que sofrem, e que a exemplo de Jó, procuram ser fies e obedientes a Deus. Para estes a esperança não deve morrer.

Deus o abençoe

Sugestão de artigos relacionados:

Aprendendo com a solidão de Jó
Esperança em tempo de angústia
Perguntas e respostas que movem o mundo
O complexo de Jó
Três significados Bíblicos para esperança
Deus no meio do redemoinho

7 comentários:

Liza Louzada Ribeiro disse...

Wilma, gosto muito de suas meditações, esta por exemplo, sobre esperança,veio na hora! É o que nós brasileiro estamos precisando nestes dias onde tantas coisas estranhas vêem acontecendo, a saúde pública tirando da mulher o direito de se precaver do câncer de mama...e tantas outras coisas, que nós causam medo. oque você tem a dizer sobre todas essas noticias que nos pegam de surpresa?

Waldryano RJ disse...

atraves dos personagens da biblia podemos aprender muito

Wilma Rejane disse...



Oi Liza!

Vivemos em um país onde os governos não sabem, ou não querem, priorizar o priorizável.

Todos sabemos que saúde e educação, princípios básicos e necessários para vida do cidadão, são negados, sonegados, relegados. Enquanto isso: milhões para copa do mundo, carnaval, regalias ministeriais e por ai.

Quanto a esse estado de coisas, a esperança de mudanças fica nos planos pessoais, de cada um que trabalha e persevera por vencer as limitações do sistema. No uso da força politica de cada um.

E mesmo colhendo tantas decepções com os sistemas, a esperança dos que vivem em Cristo, deve prevalecer. Pois, por meio da oração e do testemunho vamos sendo sal e luz para nação.

Porque nossa força e alegria vem do Senhor, e benditos todos aqueles que põem sua confiança Nele.

Obrigada irmã,

Deus a abençoe.

valber Rangel disse...


Olá Wilma,

Que mensagem tão linda e inspiradora, minha irmã.

Deus é nossa eterna certeza e esperança.

Bem aventurados os que choram como Jó, sem abandonar a fé.

Paz.

Liza Louzada Ribeiro disse...

Wilma, querida, fiquei muito feliz por ter me respondido.
Sou grata a Deus por sua vida, em meio a tantas coisa que só nos traz desilusão, encontrar um deleite para a alma, como o seu blog,é realmente a certeza de que o amor existe e de que vale a pena continuar a esperar mesmo contra a esperança.
Obrigada!
sua irmã em Cristo
Liza.

Wilma Rejane disse...



Amém, Valber e Liza.

" Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.
Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares.Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo."

Salmos 46:1-4

Pr. Edvar Ferreira disse...

Olá, Wilma, tenho fico muito feliz em encontrar pessoas que ainda priorizam pregar o evangelho integral, e não somente o evangelho açucarado que tem sido oferecido em muitos púlpitos, que incentivam uma fé circunstancial, baseada nos resultados humanos e efêmeros obtidos com o exercício dessa fé medíocre. Jo, com certeza é um dos grandes exemplos de uma fé consistente e que pode sobreviver em qualquer terreno inóspito pelo qual muitas vezes somos direcionados, não para morrer, mas para crescer.
Continue vivendo seu chamado para influenciar e abençoar de forma significativa e coerente àqueles que o Senhor tem conduzido até suas postagens.
Com muito carinho e respeito,
Pr. Edvar Ferreira.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...