Quando desistir é necessário

 


Wilma Rejane

Desistir significa: abrir mão de algo, não prosseguir, abdicar, renunciar. É um sentimento comum, pois lidamos diariamente com escolhas e a partir do momento que selecionamos uma ação em detrimento de muitas outras; prosseguimos com algo e desistimos de algo. Há momentos na vida em que desistir representa um ato heroico, isto acontece quando abandonarmos situações ou pessoas que nos fazem mal. Por exemplo: desistir do álcool em detrimento de uma vida física e espiritualmente saudável. Sob este aspecto - e outros semelhantes- desistir significa vencer.

Agora, existem momentos em nossas vidas que somos pressionados a desistir de coisas que sabemos ser preciosas no sentido de proporcionar benefícios de todas as ordens: viver uma vida cristã, estudar com afinco para conseguir a tão sonhada vaga naquele emprego formidável, concluir um projeto profissional. Persistir em caminhar sozinho em uma longa estrada por acreditar que Deus dará a recompensa pela escolha de renuncia, de caminho árduo é um oportuno exemplo sobre "não desistir". Foi o que aconteceu com José, filho de Jacó. Suas escolhas corretas produziram resultados árduos e uma vida de sonhador solitário, contudo, ao persistir no caminhar com Deus, o tempo e todas as sementes entregues ao Senhor do tempo vingaram.

Medicina na Bíblia

 

Wilma Rejane

Existiria na Bíblia o ensinamento de que é pecado recorrer a medicina para curar doenças? O uso da ciência médica seria indicação de falta de fé? Esses são dilemas constantes no meio cristão (evangélico ou não), visto que há religiões que proíbem sua comunidade de recorrer a procedimentos médicos como por exemplo: transfusão de sangue, transplantes e outros.

Sei que o assunto exige extenso debate, mas quero tão somente que esse artigo sirva de suporte para ajudar pessoas que procuram referencias Bíblicas para o uso da medicina: Deus condena essa prática? 

Há inúmeras passagens Bíblicas sobre a ciência médica, a primeira referência está no livro de Gênesis quando Deus realiza um corte na costela de Adão com o objetivo de originar Eva. Por que Deus escolhe fazer Eva de Adão? Ele não poderia fazê-la de modo independente como fez com Adão? Nessa operação cirúrgica de Deus está presente o papel social de homens e mulheres, mas também e de forma esplêndida, o papel da medicina na origem de todos os seres humanos;  química, biologia, genética e outros. Observemos:

Gênesis nos diz que Deus criou Eva usando material retirado do lado de Adão. (Gênesis 2:21-22) A palavra hebraica para o que foi tirado de Adão é tsela = costela (H6763 de Strong). 


Os componentes necessários para fazer Eva já estavam nas células de Adão, ou seja, os cromossomos humanos que carregam o material genético para fazer o corpo humano. Todos os seres humanos têm 46 cromossomos, mas o sexo é determinado por apenas dois deles - chamados X e Y. Os machos têm um X e um Y. As fêmeas têm dois Xs.

Portanto, para tornar células femininas a partir de células masculinas Deus teve todos os diferentes tipos de cromossomos que precisava. Ele tirou o Y e duplicou o X, mas Ele não teve que inventar qualquer novo  cromossomo. Adão e Eva foram, criações únicas e separadas, produtos de um Deus que sabia manipular coerentemente os dados científicos que tinha em mãos.

No livro de Levítico, Deus orienta a congregação de Israel a fazer uso de práticas sanitárias e de higiene pessoal em prol da saúde.

Após oração, médico cristão obtém tratamento 100% eficaz contra Covid19


Um médico Texano com 28 anos de profissão e que serviu na força-tarefa de saúde do ex-governador Perry e é médico especialista de uma afiliada da CBS no oeste do Texas, tem aplicado um tratamento contra covid19 com 100% de eficácia. Dr Richard Bartlett contou a uma emissora de Tv como descobriu o Protocolo medicamentoso que tem salvado centenas de pessoas. 

“Em Março, eu estava trabalhando em um turno de 48 horas na sala de emergência e fiquei perturbado”, disse o Dr. Richard P. Bartlett, MD, a Debbie Georgatos em seu programa, “America Can We Talk. As tensões emocionais geradas pela explosão da pandemia já estavam me afetando. Sou cristão e fiquei orando durante todo aquele turno de 48 horas, conversei com Deus sobre o que fazer para salvar as pessoas da morte por Covid. As pessoas vão ao hospital confiantes de que o médico tenha a solução certa para sua doença.

Permaneci em oração até tirar uma soneca entre os atendimentos quando algo notável aconteceu. Deus me inspirou sobrenaturalmente e acordei com um protocolo de tratamento que provou ser 100% eficaz com todos os meus pacientes com Covid-19.Acordei convencido de que Deus havia me dado uma estratégia vitoriosa. Uma semana depois, tive que experimentá-lo em meus dois primeiros pacientes e funcionou!"

Seu plano de tratamento inspirado por Deus emprega um esteróide inalado, freqüentemente usado por pacientes asmáticos chamado Budesonida, administrado por meio de um nebulizador, um dispositivo que fornece uma névoa medicamentosa inalada para os pulmões. Ele também usa o antibiótico claritromicina para combater a pneumonia bacteriana secundária. Para garantir, ele dá zinco aos seus pacientes, porque interfere na multiplicação do vírus.

Aquietando o coração na paz de Deus com Filipenses 4



Wallace Sousa


"Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus." Filipenses 4:6,7

A ansiedade é uma das grandes vilãs deste século. Aliás, para ser mais preciso, já no séc. XX a ansiedade, juntamente com a depressão, era considerada um mal bem presente na vida das pessoas. Eu já fui muito ansioso, então posso dizer que sei como esse sentimento é desagradável e difícil de se lidar.

A despeito de muitas tentativas que fiz de lidar com isso e, pra variar, quebrei a cara, a melhor e mais eficaz forma que eu encontrei de lidar com a ansiedade foi através da meditação e da confiança na Palavra de Deus.

Esse versículo que abre o post foi o melhor remédio que encontrei quando passei por situações onde a ansiedade ultrapassava os limites e vencia todas as minhas resistências, a despeito de meus melhores esforços. Outro versículo que também foi muito importante nessa luta contra a ansiedade foi este aqui:

Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra. Salmos 46:10

Entretanto, deixe-me dizer-lhe algo: tal como um remédio que, para fazer efeito, ele deve ser tomado conforme a prescrição médica, ou seja: nas doses recomendadas, nos horários prescritos e durante o período determinado, a Palavra de Deus também precisa ser observada segundo os mesmos critérios.

Por isso, não basta apenas você ler e não crer, ler e não praticar, ler e não observar, assimilar e viver de acordo. Imagine comigo: e se o médico lhe prescrever algo, você ler e não comprar o remédio, ou comprar e não tomar, não fazer uso dele, o que vai acontecer? De quem será a culpa se você não ficar curado daquela enfermidade? Do médico ou sua?

Cavalos, peixes e o profeta Jeremias na adversidade

                                 

Wilma Rejane


Se te fatigas correndo com homens que vão a pé, como poderás competir com os cavalos? Se tão-somente numa terra de paz estás confiado, como farás na enchente do Jordão? Jeremias 12:5

Como está seu coração hoje? Ansioso, preocupado, atribulado? Assim estava o profeta Jeremias quando Deus lhe dirigiu as palavras acima. Penso que não era bem o que ele queria ouvir, mas o que precisava ouvir. Deus diz para ele ser forte e enfrentar as adversidades com ânimo. A metáfora de "competir em corrida com os cavalos" indica uma disposição sobrenatural possível apenas por meio de auxilio Divino. Jeremias precisava parar de se lamentar e confiar na providência de Deus. Jeremias precisava "esticar"  suas medidas de crente e manter o olhar firme em Deus.

Claro que Jeremias é um de nós. Grandes homens e mulheres da Bíblia foram exatamente como um de nós: sofreram, ganharam, perderam, passaram tempos difíceis e também de bonança. Quem não sabe o que é sofrer não aprende a viver, não é mesmo? Deus estava a dizer para Jeremias que ele tinha capacidade de correr mais que um cavalo, a comparação parece absurda, mas era uma revelação que tinha por objetivo despertar o profeta para enfrentar as adversidades que forçam uma mudança de rotina, de estabilidade. 

Essa é uma palavra maravilhosa, especialmente ao considerarmos que vivemos tempos trabalhosos! além das adversidades pessoais, atualmente, enfrentamos problemas globais que têm desestruturado a saúde, economia, entre outros. A "enchente do Jordão" não está distante, como um pesadelo contado, essas águas nos açoitam. É tempo de "correr com os cavalos" e vencê-los! Não por nossa força, mas com auxílio de Deus. Essa metáfora em Jeremias fala de poder sobrenatural! 

As respostas que não encontramos nos homens está disponível em Deus. Tudo é possível para Ele. E esse "possível" não significa que Ele irá resolver o que precisamos, da maneira que queremos, mas que Ele irá fazer o que precisamos, do modo que nem sempre imaginamos. Jeremias, provavelmente não queria sofrer mais, já estava sendo rejeitado, perseguido, humilhado, desacreditado. Apesar de suas orações, a situação chegou a extremos, mas ele foi capaz de superar tudo sem desfalecer porque descansou em Deus.

A esperança não está perdida

 

Wilma Rejane


" Pois eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra " Jó 19:25

O livro de Jó traz um dado curioso, a palavra esperança aparece mais do que em qualquer outro livro da Bíblia. Quais seriam as esperanças de um homem arrasado por um turbilhão de acontecimentos catastróficos? Morte dos filhos, perda dos bens e da saúde. Solidão e dor. Como olhar para um futuro próspero com o presente destruído? Jó fora consolado por sua esperança, uma expectativa cultivada por ele mesmo, porque ninguém mais foi capaz de lhe proporcionar tal consolo.

Jó tinha convicção de que apesar dos dias de luto e da incompreensão do sofrimento que lhe sobreveio, Deus poderia mudar sua sorte. Assim, ele apela para o tribunal Divino, quer ouvir de Deus uma sentença de libertação da dor e mesmo quando fala na morte, mantém a esperança na misericórdia Divina. Ele retira forças da dor e declara que a morte não o vencerá, sua esperança se cumprirá.

Os ecos do mundo

Jó: “Onde está a minha esperança? Quem poderá ver alguma esperança para mim? (17:15).


A Espantosa verdade sobre o arrebatamento da Igreja

 


Autor: 
Pastor Jefferson Netto

Sabemos que os sinais do “fim dos tempos” estão cada vez mais presentes nos dias atuais: são guerras, terremotos em número cada vez maior, pestes, a humanidade adotando comportamento cada vez mais anticristão, enfim, os juízos descritos no Apocalipse estão cada vez mais fazendo parte do cotidiano. Isto é a preparação para um período de muitas dores e sofrimentos, o qual o Livro do Apocalipse denomina de a Grande Tribulação (Apocalipse 2:22 e Ap 7:14).

Ocorre que, antes de se iniciar a Grande Tribulação, acontecerá um grande livramento para os cristãos fiéis, chamado de: o Arrebatamento. Este evento ocorrerá no mesmo momento em todo o mundo, num abrir e fechar de olhos (I Coríntios 15:51-52), os mortos (os que morreram crendo) em Cristo ressuscitarão primeiro e, depois, os fiéis (que creem em Jesus) que estiverem vivos serão arrebatados juntamente com aqueles, a encontrar o Senhor nos ares (I Tessalonicenses 4:16-17).

A Bíblia nos revela que este evento é antes da Grande Tribulação e, como esta já se aproxima, muito mais próximo ainda está o Arrebatamento. Veja alguns versículos da Bíblia que provam que o arrebatamento será antes da grande tribulação.

1) Isaías 57:1 “Perece o justo, e não há quem considere isso em seu coração, e os homens compassivos são recolhidos, sem que alguém considere que o justo é levado antes do mal.”

Isto é, os homens misericordiosos (compassivos) são arrebatados (recolhidos), sem que alguém perceba (considere)  – não percebe pois o arrebatamento é num abrir e fechar de olhos – que o justo é levado (arrebatado) antes  do mal (Grande Tribulação);

2) Sofonias 2:3 “Buscai ao SENHOR, vós todos os mansos da terra, que tendes posto por obra o seu juízo; buscai a justiça, buscai a mansidão; pode ser que sejais escondidos no dia da ira do SENHOR.”

Ser escondido da ira do Senhor significa NÃO passar pelo tempo de ira do Senhor (Grande Tribulação). Os mansos serão arrebatados pelo Senhor e não passarão pelo dia da ira do Senhor, não passarão pela Grande Tribulação, pois o Arrebatamento será ANTES do tempo da ira.

3)  Lc 17:26-27 (Jesus adverte que como foi nos dias de Noé assim será nos dias do Filho do Homem) “E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do homem. Comiam, bebiam, casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos.” (Lucas 17:26-27). A ordem dos acontecimentos é fundamental: Primeiro Noé entrou na arca, Depois o dilúvio consumiu a todos. Primeiro o Filho do Homem vem para arrebatar sua Noiva, Depois virá sobre o mundo a Grande Tribulação.

4) Lc 17:28-29 (Jesus adverte que como foi nos dias de Ló assim será nos dias do Filho do Homem)  “Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos.” (Lucas 17:28-29).  Novamente, a ordem dos acontecimentos é fundamental: Primeiro Ló saiu de Sodoma, Depois choveu do céu fogo e enxofre e os consumiu a todos. Novamente também  se confirma: Primeiro o Filho do Homem vem para arrebatar sua Noiva, Depois virá sobre o mundo a Grande Tribulação.

5) I Ts 5:1-4,9 (O apóstolo Paulo ao responder as questões da igreja de Tessalônica sobre o arrebatamento no cap 4 e sobre a época do arrebatamento no cap. 5, revelando claramente que Deus não nos destinou para ira, ou seja, que a igreja do Senhor certamente escapará da Grande Tribulação). “Mas, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo,” (1 Tessalonicenses 5:1-4,9).

Quem é Siló nas profecias Bíblicas?




Que venha Siló, e a Ele se congregarão os povos. Gn 49:10


Wilma Rejane

Estudar sobre o significado de Siló, me encheu de alegria e gratidão a Deus. Lembrei das tantas vezes em que a vida me fez pensar que a derrota havia me alcançado de uma vez por todas e passados dias, meses ou mesmo anos, pude compreender que na “casa do luto” existe e reside novos começos possíveis aos que jamais perdem a fé e a esperança na fidelidade de Deus.

Siló é citado pela primeira vez no livro de Gênesis. No começo da história de amor, entre Deus e o homem. Siló está no principio como uma profecia de Jacó (Israel) para Judá, para seu filho Judá e toda a tribo de mesmo nome e ainda para todos os povos:“ O cetro não se arredará de Judá, nem o legislador dentre seus pés, até que venha Siló, e a Ele se congregarão os povos” Gn 49:10

Quem é Siló? O que esta palavra significa? É quase impossível decifrar o significado de Siló se não fizermos um estudo detalhado incluindo Antigo e Novo Testamento. No verso de Gênesis, Siló está como nome próprio, uma palavra composta da reunião de dois vocábulos: shel e loh, significando “a quem alguma coisa pertence, a quem pertence o domínio, o que tem o reino” ( Strong 07886). Porém, e por muito tempo, Siló foi a denominação dada a uma região de Israel.

“ E toda a congregação dos filhos de Israel, se ajuntou em Siló, e ali armaram a tenda da congregação, depois que a terra foi sujeita diante deles” Js 18:1

“ Subia, pois, este homem da sua cidade, de ano em ano a adorar e a sacrificar ao Senhor dos exércitos em Siló, e estavam ali os sacerdotes em Siló” I Sm 1:3

Siló era o mais importante local de culto de toda a Palestina, ficava a 38 quilômetros ao Norte de Jerusalém, na região de Efraim. Multidões concorriam a Siló para adorar, sacrificar a Deus e consultar os sacerdotes, dentre eles Eli e também ao profeta Samuel. A arca da Aliança permaneceu nessa cidade por mais de um século. No talmude está escrito que foram 369 anos de permanência da Arca da Aliança em Siló.

Desvendando as visões do profeta Ezequiel


Do Instituto Bíblico de Israel
Parceiro do Tenda na Rocha

O livro de Ezequiel é o terceiro dos principais livros proféticos da Bíblia hebraica, seguindo os livros de Isaías e Jeremias. Ezequiel é uma figura única, ao contrário da maioria dos profetas,  ele entregou todos os seus oráculos fora da terra de Israel. Ele esteve ativo por aproximadamente 25 anos (593-571 a.C) como parte da comunidade dos Judahitas exilados na Babilônia. Embora ele não tenha sido testemunha de primeira mão, Ezequiel viveu até o maior desastre da história dos israelitas naquele tempo: a destruição total da cidade de Jerusalém em 586 a.C. Nós não sabemos nada sobre sua vida antes dos 30 anos quando ele recebeu sua primeira visão pelo rio Quebar no exílio babilônico. No ano de 593 a.C, ele recebeu sua primeira visão: a Visão da Carruagem, também chamada de Visão do Trono Divino. Esta é uma das passagens mais intrigantes da Bíblia e serviu de base para muitas tradições místicas sobre a aparição do trono de Deus, como a visão de João em Apocalipse 4 e a literatura merkavah medieval judaica. A teofania começa com este versículo:

Quando olhei, um vento tempestuoso saiu do norte: uma grande nuvem com brilho ao redor e fogo flamejando continuamente, e no meio do fogo, algo como âmbar reluzente. (Ezequiel 1: 4)

Tudo ainda é muito nebuloso neste momento. O vento, nuvem, fogo são característicos de outras aparições de Deus na Bíblia, por exemplo, a revelação no Monte Sinai (Êxodo 19: 16-20) bem como o Salmo 18. Ezequiel não pode ver a carruagem claramente ainda devido a todas as nuvens e a luz brilhante. Esta é uma razão pela qual este capítulo usa as palavras “algo parecido” (hebraico: demut) tantas vezes. Progressivamente, a visão se torna mais clara nos versos subsequentes. A primeira coisa que o profeta identifica através da neblina são quatro criaturas:

No meio disso, havia algo como quatro criaturas vivas. Essa era a aparência deles: eles eram de forma humana. (Ezequiel 1: 5)

Note que Ezequiel tem o cuidado de não rotular essas figuras sagradas como animais reais, apenas semelhanças de animais. Ele usa o termo “algo parecido” ou no rebuscado hebraico, que significa “semelhança” ou “aparência”. Essa palavra é usada dez vezes nesta visão. Em hebraico, os “quatro seres viventes” são arba chayot. A palavra chaya vem da raiz toיה “para viver”, que é também a fonte do nome hebraico חוה Chavah = Eva (Gênesis 3:20). Estes são parcialmente humanos, em parte animais, tendo muito em comum com ambos os serafins (Is 6: 2) e os querubins (1 Rs 6: 23-28) encarregados de guardar o Santo dos Santos dentro do Templo. Muitos estudiosos têm apontado que, como Ezequiel estava morando na Babilônia, sua visão poderia ser baseada em uma estátua chamada shedu ou lamassu. Esta é uma divindade protetora, muitas vezes descrita como uma fantástica criatura híbrida com cabeça de humano, corpo de boi ou leão e asas de pássaro. Arqueólogos descobriram muitos exemplos de tais estátuas como parte das portas do palácio de antigas cidades da Mesopotâmia, como Nínive, Persépolis e Khorsabad (Dur-Sharrukin).

Ezequiel prossegue descrevendo essas criaturas apavorantes em mais detalhes:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...