12 Passos em direção ao extraordinário de Deus para sua Vida



Wallace Sousa

Em dia subsequente dirigia-se Jesus para uma cidade chamada Naim, e iam com ele seus discípulos e uma grande multidão. Ao aproximar-se ele da porta da cidade, eis que levavam para fora um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e vinha com ela muita gente da cidade. Logo que o Senhor a viu, compadeceu-se dela, e disse-lhe: Não chores. Chegando-se, tocou o esquife e, parando os que o conduziam, disse: Moço, eu te mando, levanta-te. Aquele que havia estado morto, sentou-se e começou a falar; e Jesus o entregou à mãe dele. Todos ficaram cheios de medo, e glorificaram a Deus, dizendo: Um grande profeta levantou-se entre nós, e: Deus visitou ao seu povo. Lucas 7:11-16


Quando Jesus entra em cena, sempre acontece algo extraordinário

Se você chegou até aqui porque precisa do agir de Deus em sua vida, quero agradecer por sua visita e pedir que me acompanhe por algumas linhas para que exploremos e descubramos juntos como, quando e porque Jesus faz coisas extraordinárias na vida de certas pessoas. Quem sabe, uma dessas pessoas pode ser você. Quer experimentar o extraordinário de Deus? Vem comigo!

Neste simples post vou citar 12 motivos para você não entregar os pontos ainda, não desistir de lutar e seguir em frente. Espero que, ao final da leitura, você possa dizer a si mesmo que valeu a pena ler este singelo artigo. Caso queira, gostaria de ouvir sua experiência e saber o que sentiu ao ler estas palavras. Se puder – e se tiver gostado, claro – peço que compartilhe o post com seus amigos, ok? Se não quiser, não vai acontecer nada de mal pra você ou seus parentes, não se preocupe: eu também odeio essas correntes de emails… risos

1. Amanhã é um novo dia (v. 11)

Como já disse no post Amanhã Deus vai mudar sua vida por completo, não importa o que você esteja passando hoje – e você pode estar em situação bem difícil -, ou o que aconteceu com você no passado, amanhã é um novo dia. Amanhã, Deus pode fazer algo de novo e extraordinário em sua vida. Os dias anteriores daquela mãe devem ter sido muito tristes, dias de desconsolo e desespero. Mas, no dia seguinte, Jesus foi ao encontro dela e fez algo surpreendente.

E se Jesus fizesse o mesmo em sua vida? Como será o seu amanhã? Eu não sei, talvez nem você saiba, mas Jesus, com certeza, sabe.

2. Jesus chegou mais perto (v. 12)

Muitas vezes, quando estamos em dificuldades, pensamos que estamos sozinhos. Nem sempre é ilusão, mas é o que vemos. É comum lembrarmos daquele ditado que os verdadeiros amigos se conhecem nos momentos de adversidade. Também é muito fácil cair na tentação de pensar que fomos abandonados e que, sozinhos, não vamos conseguir.

Mas, Jesus estava chegando perto daquela mulher desesperada, desconsolada. Se Ele chegou perto dela, quem sabe se Ele também não pode se aproximar de você nessa hora tão difícil, não é verdade? Eu me lembro que o governador do Mato Grosso, quando eu morava lá no interior – e sofri um bocado também –  resolveu empreender uma viagem por terra para conhecer a real situação de quem vivia naquela região. Os moradores se sentiram prestigiados, ouvidos e, algum tempo depois, algumas reivindicações foram atendidas.

Lapidando as pedras dos nossos caminhos...



Wilma Rejane

Pedras no caminho são como obstáculos que ou ferem nossos pés ou nos obrigam a mudar de direção. Pedras são problemas a serem vencidos, e como vencer? Amparando-se em Deus. Ainda assim, de fé em fé, na caminhada da vida, é possível que as pedras permaneçam. Há porém, grande força em caminhar com um coração cheio de paz e confiança, estando no centro da vontade de Deus, servindo- O da forma que Ele nos capacitou para servir.

A vida está difícil? Prossigamos! Jesus disse que "cada dia guarda o seu próprio mal" (Mateus 6:34). Um dia de cada vez, sem se desesperar . Exerçamos com paciência a jornada que Deus reservou para nós, não nos conformando com este mundo (Romanos 12:2), porém, inteiramente confortados nas promessas do Evangelho que é abrigo para todas as horas, em qualquer lugar e circunstâncias.

Jesus Cristo vive e Ele está conosco hoje.

Que todos tenham uma boa semana, com a benção de Deus.


Qual o tamanho de sua dor?




Traduzido e adaptado
Por Wilma Rejane
De: Harieth Peterson

Não podemos saber ao certo como outra pessoa se sente, a profundidade de sua dor, vazio, perda ou medo. Podemos pensar que sabemos ao ver essa pessoa sob a dificuldade, julgamento ou outro tipo de crise. No entanto, a menos que nos coloquemos no lugar da outra pessoa, não podemos conhecer a solidão, tristeza, ansiedade ou dúvida que o outro tem.

Da mesma forma, não podemos saber quão profunda ou rasa é sua fé com base em suas lágrimas ou depressão. Pessoas podem confiar profundamente em Deus, apegarem-se a Ele com todas as suas forças a fim de evitar "cair aos pedaços", escorregar na lama das circunstâncias e ainda assim ficarem abatidas. Não podemos saber o que está no coração do outro. É por isso que às vezes, nossas impulsivas palavras: "Você só precisa acreditar no Senhor", soam tão ocas e banais.

Sim...todos sabemos que "tudo é possível em Cristo Jesus que nos fortalece", mas não sabemos quanta força Cristo designou a pessoa para enfrentar o problema, que às vezes, também enfrentamos. Precisamos ter cuidado e discernimento ao confortamos o outro.

Raquel chora seus filhos em Ramá



Wilma Rejane

Ramá é a abreviação do nome Ramote-Gileade, região citada muitas vezes no Antigo Testamento. Atualmente, atribui-se a localização de Ramá a Ramith situado em uma colina a duas horas de viagem de Jerusalém. O lugar ficou marcado pela tragédia da morte das crianças, por mando de Herodes. De dois anos de idade para baixo, nenhuma criança foi poupada da espada e em apenas um dia  a matança se realizou gerando pranto e grande choro das famílias.

Profecia por Jeremias: "Assim diz o SENHOR: Uma voz  se ouviu em Ramá, o gemido de muito choro amargo: Raquel chorando os seus filhos, recusando ser consolada quanto a seus filhos, porque eles não mais existem." Jeremias 31:15

Cumprimento: "Um som se ouviu em Ramá, o som do choro de tristeza amarga. Raquel estava chorando por seus filhos. Ela não quer ser consolada, porque eles estavam mortos."  Mateus 2:18

Raquel era esposa de Jacó, mãe de José e Benjamim. Por muito tempo Jacó chorou a morte de José, mas ele não estava morto,  havia sido levado por mercadores como escravo para o Egito e por ser um homem valoroso e temente a Deus, tornou-se governador. Benjamim era o mais novo e serviu de instrumento de resgate para a família se livrar da fome, da morte e reencontrar o irmão José.

Os dois filhos de Raquel, representando choro e restauração. E é justamente o que a passagem Bíblica sobre o choro das mães em Ramá pretende nos transmitir. Enquanto Herodes mata as crianças, uma obra de esperança - a maior de todas - acontece nas redondezas: Jesus é dado como salvação para os povos, consolação de toda alma chorosa e amargurada.

No livro do profeta Jeremias, a profecia relacionada a Raquel era uma parábola ao cativeiro Babilônico, quando Ramá havia se transformado em campo de prisioneiros. O território era herança dos filhos de Benjamim (Josué 18:25) e agora abrigava as tribos do norte, chorosas e temerosas pelo destino de cada um. O ano, 722 a.C.

Nos dias de adversidades (Eclesiastes 7:14)



Por Philip Ryken
Em Reforma 21

Confiar na bondade soberana de Deus nos ajuda a saber como responder a todas as alegrias e provações da vida. Quer estejamos tendo um dia bom ou um dia ruim, sempre há um meio de glorificar a Deus. Assim o pregador diz: “No dia da prosperidade, goza do bem; mas, no dia da adversidade, considera em que Deus fez tanto este como aquele, para que o homem nada descubra do que há de vir depois dele.” (Ec 7:14).

Alguns dias são cheios de prosperidade: o sol está brilhando, os pássaros cantando, há comida na mesa e dinheiro no banco. Se há trabalho a fazer, é o tipo de trabalho que você gosta de fazer. Se está tirando o dia de folga, você pode gastá-lo da maneira que deseja, com as pessoas que você ama. Todo dia assim é um presente de Deus que nos chama para nos alegrarmos.

Mas nem todo dia é assim. Alguns dias o sol não está brilhando, os pássaros não estão cantando e nada parece estar certo com o mundo. Pode haver comida na mesa, mas não há dinheiro no banco. O trabalho é uma chatice, as férias são entediantes, e você pode sentir que não tem um amigo no mundo. No entanto, este dia também é um dia que vem da mão de Deus, um dia que está sob seu controle soberano. O Pregador não tem o ânimo para nos dizer para sermos alegres em um dia tão difícil, mas ele nos chama a uma sábia consideração dos caminhos de Deus. Quando a adversidade chegar, reconheça que também este é o dia que o Senhor fez: “temos recebido o bem de Deus”, perguntou Jó no dia de sua adversidade, “e não receberíamos também o mal?” (Jó 2:10). Não, devemos reconhecer que os dias bons e maus vêm das mãos de Deus.

As tragédias da vida...

Bombeiro socorrista em Brumadinho 2019



Wilma Rejane

A vida só existe porque também há morte; inversos que tragicamente se completam para dar continuidade a espécie humana. Como o dia, em que brilha o sol, devolvendo o azul claro do céu, tão somente porque existe a noite. E a alegria só se torna possível porque há tristeza. A vida pode parecer óbvia, mas é indecifrável pela presença do inesperado.  E os inesperados da vida, muitas vezes, são considerados tragédia.

O que de fato é uma tragédia? A palavra " tragoedia" tem origem grega e era aplicada a festas em que o canto, a música, era a principal atração. Porém, e de repente, surgia entre os cantores, um animal chamado bode. "tragos = bode e oedia =canto". Portanto, tragédia se caracteriza como uma grande e alegre festa, de final triste, porque o bode era sacrificado como forma de punição por devastar as videiras dos deuses festivos. Tragédia é tudo que se opõe a alegria. É o elemento inesperado que devasta o riso (simbolizado pelo vinho, videira). É o sacrifício da vida embutido de angústia pela perda; o riso se vai e a tristeza ocupa seu rastro, transpondo um caminho desconhecido.

Brumadinho, uma tragédia anunciada

Bombeiros em resgate, Brumadinho 2019


Por João Cruzué

Análise  do  Blogueiro:

Você sabe quantas barragens prontas para mais um desastre existem na região do Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais? Não é muito difícil contar. Basta abrir o Google Maps e  ver as fotos do satélite.  Em três anos já foram dois desastres. As barragens da SAMARCO em Mariana e as três barragens da VALE DO RIO DOCE que estouraram hoje em Brumadinho. As serras das Alterosas estão cheias de feridas profundas. Dali saem todo dia, toneladas e mais toneladas de minério. O preço de cada tonelada de pelotas com teor de 62% de ferro, exportada em janeiro/2019, colocada lá no porto de Shangai, é de aproximadamente R$ 275,00 (USD 72.97 x R$ 3,77). 

Se você tirar  dessa receita  de R$ 275,00 os custos de:

1. Extração do minério, 
2. Lavagem do cascalho,
3. Transformação em pelotas, 
4. Custo de manutenção das barragens,  
5. Transporte até o porto de Tubarão em Vitória-SP, 
6. Transporte de navio até o porto de Shangai na China.

Acho que resta lucro algum. A não ser que você reduza custos em alguma dessas fases. Por exemplo, na manutenção das barragens. Dessa forma, quem sabe sobre uns 2 centavos! Naturalmente, estou sendo muito otimista.

De estouro em estouro de barragens, de mara de lama em mar de lama, de Bento Rodrigues em Bento Rodrigues, de Pousada Nova Estância em Pousada Nova Estância, a conta da economia  em manutenção de barragens A Companhia Vale do Rio Doce e afins,  vão formando uma reserva que dá e sobra para cobrir eventuais contenciosos.

Homem-Aranha e os conflitos da igreja atual



Deus no Gibi

Em agosto de 1962 chegava às bancas dos Estados Unidos a primeira história em quadrinhos do Homem-Aranha. Criado por Stan Lee e Steve Ditko, o personagem trazia uma nova temática aos gibis: os problemas comuns do ser humano.

Até então, quem lia revistas de quadrinhos nunca havia encontrado histórias nas quais o personagem tivesse a preocupação de pagar as contas no fim do mês. Ou que enfrentasse problemas para conseguir agradar a namorada. Muito menos que tivesse que driblar os valentões da escola, que o humilhavam diariamente.

E o que os criadores do Homem-Aranha fizeram foi justamente explorar esses dilemas com os quais todos vivemos, em aventuras de combate ao crime. O resultado foi tão espantoso que a fórmula se repetiu em diversas revistas. A partir daí, não era mais possível imaginar um super-herói sem crises emocionais, traumas e medos.

O interessante é que em algumas igrejas estamos vivendo um momento absolutamente inverso a tudo que pode explicar o sucesso do Homem-Aranha.

Quando derrotas se tornam em vitória



João Cruzué

Não importa quantas batalhas da vida você perde; o importante é, no final, ganhar a guerra. Conta uma lenda que Einstein certa vez, brincando sobre conceitos da Relatividade, disse mais ou menos isso: Fique uma hora com a pessoa que você ama e vai parecer que foi um minuto, coloque a mão sobre a chama de uma vela por um minuto, e vai parecer que foi uma eternidade. Quero escrever sobre a relatividade das perdas, quando você anda na presença de Deus.

Susan M. Boyle ficou muito deprimida quando perdeu a final do concurso Britain's Got a Talent. Um concurso de calouros realizado pela Rede de Televisão britânica ITV. Ela passou quatro dias internada na psiquiatria, chateada pela divulgação de um número de telefone errado que a produção do programa divulgou. Por causa dessa trapalhada o primeiro lugar do concurso foi para o grupo de dança Diversity.

Alguma vez, nestes últimos três anos, você já ouviu falar do Diversity? Em termos mundiais, do que lhe valeu o primeiro lugar? Foi uma vitória relativa. Já com a divulgação da música " I dreamed a Dream" Susan Boyle, a que ficou em segundo, se tornou conhecida mundialmente da noite para o dia. Mudou-se para os Estados Unidos, gravou pela Sony Music e vendeu 10 milhões de cópias desse álbum de novembro/09 a setembro/10. Em uma semana - de 23 a 30 de novembro de 2009 vendeu mais 8 milhões de cópias, recorde levado para o Guiness Book.

Nelson Piquet, o brasileiro tricampeão mundial de F1, disse uma célebre Frase: "Quem fica em segundo é o primeiro dos perdedores." Mas, quando Deus tem um compromisso com você, isso também é relativo, Susan Margareth Boyle é a exceção mais destoante.

Steve Jobs era o gênio por trás da Apple, a companhia que criou o primeiro microcomputador pessoal. Sua liderança era inegável, mas sua arrogância; insuportável. Foi despedido pelos próprios sócios. Este prejuízo e abandono foram decisivos para que ele reencontrasse o caminho para cima. Foi aceito anos depois na antiga companhia, trabalhou, criou, fez as escolhas certas e, no ano passado, antes de morrer, a Apple era a empresa mais valiosa do mundo, cerca de 391 bilhões de dólares.

Quero dar também dois testemunhos pessoais. Em 1996 eu estava vendendo o ponto de um comércio onde minha esposa e eu não fomos bem sucedidos. Na hora de passar o ponto à frente, porque o tínhamos comprado (e caro) o locador disse assim: "Vocês podem vender, mas na hora de combinar o aluguel com o novo dono eu vou dobrar o preço." Como deu para perceber, ele iria melar todo o negócio. Saímos no prejuízo. Na época, uns R$ 4.500,00. Hoje, 15 anos depois, uns R$15.000,00. Saímos no prejuízo. Uma kombi velha de um amigo retirou nossas mercadorias e móveis e entregamos o ponto ao seu locador. Uma semana depois, surgiu um trabalho para mim. Ganhei R$9.000,00. O dono daquele ponto ficou seis anos sem conseguir locá-lo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...