terça-feira, 3 de maio de 2016

10 lições de Jesus para toda a vida



Ele lançou um olhar profundo sobre tudo o que o rodeava e, a partir do que à primeira vista podia parecer corriqueiro, estruturou suas ideias. Mais de 2 mil anos depois, suas lições continuam atuais e extremamente valiosas

Passam-se os anos, mudam-se as estruturas, transformam-se as línguas. Mas as razões e objetivos de batalhas e angústias, ou de alegrias e contentamentos, permanecem muito parecidas. Tão similares que as lições proferidas por Jesus há milênios se encaixam na realidade atual.

Sua sabedoria, embora tenha nascido nos primeiros 30 anos da era Cristã, ainda hoje pode ser aplicada. Há quem afirme, inclusive, que este conhecimento está mais atual do que nunca, pois aborda temas de extrema importância do cotidiano de todos nós, transcendendo as questões de fé e religiosidade.

Com simplicidade, as lições de Jesus promovem o resgate das tradições e a manutenção da esperança e da luta. Sua palavra instiga as pessoas para que pensem sobre a realidade na qual vivem e, mais do que isso, sugere uma mudança de atitude.

Se lermos com atenção suas parábolas e sermões, veremos que ainda temos muito a modificar no mundo contemporâneo se quisermos instaurar suas lições de igualdade, justiça, liberdade, solidariedade, partilha e dignidade humana.

E você, está pronto para essa transformação? Confira, a seguir, dez lições para colocar os ensinamentos do Mestre em prática agora mesmo.

Viver com simplicidade


Os ensinamentos de Jesus Cristo são um convite ao retorno da simplicidade. No Reino de Deus, não há lugar para dissimulação e astúcia. Não há lugar para tentar ser o que não somos. Viver essa simplicidade significa abandonar preocupações fúteis e vivenciar o que realmente tem importância. Quem aprende essa lição se mantém sempre em equilíbrio, conhece a si mesmo e respeita as próprias limitações. “A nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que, com simplicidade e sinceridade de Deus, e não com sabedoria carnal, mas com a graça de Deus, nos temos conduzido no mundo, e especialmente para convosco.” (II Coríntios, 1:12). 


sexta-feira, 29 de abril de 2016

Por isso; não se desespere, não desanime.

Continue firme, Deus é fiel

Por Victor Cárdenas
Tradução de João Cruzué

Alguma vez já esteve pensando porque todo desejo, sonho ou para tudo o que mais se deseja na vida é preciso tempo para conquistar? Por que um Deus onipotente e onisciente não usa seu poder sobrenatural para dar já a seus filhos tudo o que querem?

Estou convencido de que "Tudo tem seu tempo e tudo o que se quer debaixo do céu tem sua hora"(Ecle.3:1). Vivemos na geração do "microwave", do micro-ondas. Queremos tudo instantaneamente e para já! Pensamos que a vida é como macarrão instantâneo que em cinco minutos já está pronto.

Tenho muitos sonhos e metas pessoais que gostaria que já se cumprissem e a cada dia que passa, trabalho para que isto se leve a cabo. Há dias que me pergunto se Deus se esqueceu do que me prometeu. Porém me anima saber que tudo tem seu tempo. Não posso desesperar-me ainda que tarde a promessa, ainda que venham dias que digam tudo ao contrário. Deus é fiel e não é homem para arrepender-se daquilo que Ele prometeu que fará.

Por alguma razão existe o tempo e Deus é o Deus do tempo. Vejamos algumas das coisas que podemos aprender na Bíblia que envolva tempo, paciência e espera. Depois do tempo vem o resultado e a promessa.

domingo, 24 de abril de 2016

Estudo Bíblico em vídeo: Quando o vento soprar - Jó 38:24



Wilma Rejane

O vídeo é  ilustração do estudo do blog inspirado no livro de Jó: "Quando o vento Soprar". O vento aparece no inicio da história de sofrimento de Jó e também no momento de restauração, quando Deus fala com Jó do meio de um redemoinho. A verdade é que o vento sopra diariamente em todas as direções, mas haverá um tempo que esse vento virá com fúria arrancando coisas que consideramos vitais. A questão é que Jó e o vento nos ensinam que Deus é soberano e ainda que os ventos não nos pareçam favoráveis ele levará embora e da mesma forma trará coisas que darão outros sentidos a vida. Foi assim com Jó. louvado seja Deus e que Ele nos guarde em fé e crescimento.


Texto e  edição: Wilma Rejane
Narração: Cido Ruiz

Deus o abençoe.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Transtorno de Personalidade Borderline - Uma visão cristã




Wilma Rejane

Me disponho a escrever sobre o tema, não como uma especialista na área, mas como alguém que convive de perto com um familiar diagnosticado recentemente como "Boderline". O diagnóstico, por mais estranho que tenha sido, trouxe certo conforto a família, pois, parecia inexplicável o fato de alguém,  educado com esmero e muito amor, em uma família cristã, acumular um histórico tão instável de relacionamentos e perdas graves ao longo de uma jovem vida: o que estaria errado? Enfim, uma resposta: "Transtorno de Personalidade Boderline". Significa que alguma coisa não funcionava bem no campo das emoções. E com toda esperança e certeza, afirmo : a medicina é uma forte aliada para cura do problema ou superação deste. É possível que um Boderline volte a ter uma vida normal . Pode parecer surreal alguém que vive pela fé em Cristo afirmar que a medicina é a saída para o fato aqui citado. Contudo, quero esclarecer alguns aspectos: 

I- Nada foge ao controle e conhecimento de Deus. (Salmo 139)
II- Muitas vezes não cabe a nós conhecermos os reais motivos das doenças que acometem a nós ou a nossos familiares (Deuteronômio 29:29)
III- Se o cristão recebe de bom grado  as promessas de salvação, também cabe receber de bom grado as tribulações, encontrando propósitos nelas. (Romanos 8:28)
IV- A cura, mesmo que seja por meio da medicina, também pode ser creditada a Deus que permitiu a esse paciente o acesso a um especialista e uma interação positiva aos medicamentos.(João 15:5)
V- Erra-se em afirmar que toda doença é resultado de atuação de espíritos malignos. Jesus, nos Evangelhos, deixou claro que algumas enfermidades acontecem para que através delas seja revelada a graça e a misericórdia Divina (João 9:3)
VI- Por tudo isto, Deus seja louvado, pois, nenhum homem é capaz de decifrar, conhecer, todos os propósitos de Deus. Contudo, a todo homem está disponível o amor e a Graça revelada em Cristo Jesus. Eis o maior presente, conforto, esperança e certeza.(Mateus 5:4)

Após essas considerações, exponho o que aprendi sobre Boderline através de leituras e - como já disse anteriormente- por convívio direto com alguém assim diagnosticado e que atualmente apresenta uma melhora considerável! Cremos, em Deus, que esse diagnóstico ficará para trás, em um passado distante, apagado por uma nova história de milagre, onde o amor inigualável de Deus atuou restaurando o ser, a vida. Aleluia!

O que é Boderline? Quais os sintomas?

É um Transtorno de personalidade, considerado grave, pois, afeta a vida a ponto de desestabilizar o convívio social. Uma pessoa Boderline vive no limite dos sentimentos. Boderline significa "na borda, no limite" Suspeita-se que esse transtorno seja muito antigo, porém, somente na década de 40/50 é que a medicina conseguiu se aproximar do diagnóstico  como ele é hoje. Antigamente- e ainda hoje- o transtorno se confunde com: bipolaridade, esquizofrenia, psicopatia e etc. Um bom especialista saberá distinguir. O Boderline sente ao extremo: ódio, amor, tristeza, alegria e assim sucessivamente. É uma pessoa intensa e instável, pois, muda seu estado em questão de minutos. por conta disso, costuma ter problema nos relacionamentos, tanto em termos de namoro e casamento, como em termos de trabalho e família de modo geral. É aquela pessoa taxada de : "geniosa, difícil". Na verdade, o Boderline é tudo isto, mas não se dá conta, sua visão da realidade é distorcida o que dificulta o aprendizado e a prevenção em cometer novos erros. 

domingo, 17 de abril de 2016

Quando a fé vence o medo: reflexões sobre Jairo





Wilma Rejane


Medo  é  impotência humana diante de situações,é ansiedade, insegurança. O medo nos torna pequenos, acuados, diante de gigantes. Mas esses gigantes nem sempre são reais, podem ser minúsculos como grãos que cabem nas palmas de nossas mãos ou embaixo de nossos pés, porque podem ser abatidos, removidos por meio da fé. Pensamos ser o medo próprio dos covardes, contudo, todos nós sentimos medo em determinados momentos e a coragem consiste não na ausência desse sentimento, mas na superação do medo.

Há ainda segredos reservados ao medo, ele tem suas faces escuras e talvez por isso carregue singularidades a serem desvendadas. Por exemplo: medo é cruel, raiz-de-fel, mas pode ser mel. É mel em seu lado bom, pois ter medo em certas ocasiões protege. O medo de cair em um abismo faz com que fiquemos bem longe dele. Medo de subir em um alto muro, evita a queda. Medo de ser atropelado mantêm a cautela ao atravessar uma rua movimentada.

Em várias situações na Bíblia, Jesus confortou pessoas atemorizadas  dizendo “Não temas”. Uma dessas pessoas chamava-se Jairo, judeu fervoroso e que estava com um “probleminha”: sua única filha de doze anos havia morrido. O velório estava em curso, sua casa estava repleta de pessoas lamentando, chorando, e Jairo então, naquele ambiente tão aterrorizante e triste, ouve falar de Jesus e saí em Sua procura.

Pensemos: Naquelas circunstâncias, Jairo deveria estar apavorado, com fobia, aterrorizado pelo medo de perder sua filha. O dicionário grego do Novo testamento  define medo como: Phobos  = fuga, terror, pavor, fobia. ( Strong 5401)

Um fato curioso a respeito do medo é que se ele é capaz de paralisar alguém deixando-o sem ação, ânimo, é também capaz de provocar mudança de atitude . Jairo havia chegado ao limite, a uma situação extrema que parecia não haver saída, mas ele se moveu e na direção certa. É tão memorável olhar para a atitude desse pai, temos tantas coisas para aprender com ele.

"E eis que chegou um homem de nome Jairo, que era príncipe da sinagoga; e, prostrando-se aos pés de Jesus, rogava-lhe que entrasse em sua casa; Porque tinha uma filha única, quase de doze anos, que estava à morte. E indo ele, apertava-o a multidão." Lucas 8:41-42

sábado, 16 de abril de 2016

Uma dose diária de esperança




Pastor Estevam Fernandes
Primeira Igreja Batista em
Campina Grande - PB


"Que o Deus da esperança os encha de toda alegria e paz, por sua confiança nele, para que vocês transbordem de esperança, pelo poder do Espírito Santo." Romanos 15:13

Tem ocasiões em que a vida nos obriga a passar por situações tão angustiantes, que oprime muito o coração da gente. Parece até que todas as forças negativas do mundo decidiram atuar juntas contra a nossa paz, destruindo nossa saúde emocional. A sensação é de total desmoronamento,  face às pressões das turbulências que nos ameaçam e nos fazem sofrer. Nossa alma logo pede socorro. Ela sabe que corre perigo. Sente-se asfixiada e precisa respirar, para resistir e lutar contra as provações a que está sendo submetida,  ainda mais quando elas se dão dentro de casa.

Todos temos nossos limites, inclusive o de suportar as pressões emocionais. Contudo, quando a nossa dor e angústia nascem nos espaços sagrados da família e envolvem laços de afeto com pessoas que tanto amamos, o sofrimento torna-se ainda maior. Nos sentimos fragilizados diante das lágrimas que brotam dentro do lar, que escorrem do rosto daqueles cujo coração pulsa também em nosso peito, pois as amamos de verdade, sem restrições, porque são parte de quem somos, são pedaços vivos de nós mesmos. 

terça-feira, 12 de abril de 2016

A figueira que falhou e o fruto que não falha



I Pedro 4:8: Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre uma multidão de pecados

Wilma Rejane


Sem fé é impossível agradar a Deus, mas é possível ter fé e não ter amor? O apóstolo Paulo nos afirma que sim: “...e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria" I Cor 13:2. A fé nos faz alcançar o impossível, o amor nos faz fazer o impossível em nome da fé: amar os que nos odeiam e perdoar os “imperdoáveis”.  

Esse estágio de amar se torna real quando o Divino habita em nós.  Quando o que é  Perfeito habita no que é imperfeito, daí nasce a graça, abundante, cobrindo uma multidão de pecados. Somente ela, é capaz de produzir em nós os frutos do Espírito. Fruto não é para apodrecer na árvore, mas  servir de alimento aos famintos.

Meu esposo costuma dizer que não sabe se uma laranja é realmente gostosa até descascá-la. Algumas são grandes e vistosas, mas basta abri-las para descobrir que a aparência enganou. Será que isso acontece conosco? Foi por causa da falsidade da aparência que Jesus decretou morte a uma figueira.

Figueiras são muito comuns na Palestina onde se pode encontrar pelo menos três espécies da planta:


segunda-feira, 11 de abril de 2016

Este seu deserto vai passar


Album: Depois do Culto

Letra,  música e intérprete: Samuel Mariano

Título da canção: VAI PASSAR

Vem surgindo mais um lindo dia
E essa dor insiste em ficar
Eu clamo e reclamo desta vida
Pois minha vida agora é viver a chorar
E aqui ajoelhado neste cantinho
Madrugada inteira a gemer.

Já estou sem argumentos pra pedir
Nem sei o que é que estou fazendo aqui
Parece até que Deus não quer me atender.

Mas a promessa é que vai passar
Eu sei que vai passar
Deserto não é pra toda vida
Deus vai mostrar uma saída
Mas tenha calma por que vai passar.

Mas a promessa é que vai passar
Eu sei que vai passar
Deserto não é pra toda vida
Deus vai mostrar uma saída
É só ter calma que vai, vai, vai passar.

(veja se isto aqui não se parece com você) Declamado:

E aí ajoelhado neste cantinho
Já faz algumas madrugadas
Que você não dorme... E fica a gemer
Tem horas que falta argumentos para você pedir.




(exclua as publicidade estranhas se aparecerem na reprodução do YouTube)


Agora, enquanto escuta a música, 
leia uma parte do meu 
testemunho.
Por João Cruzué
.
Se você me perguntasse porque eu copiaria a letra deste hino? Bem, minha resposta é porque ele mexe bastante com minhas emoções. E uma das razões por que comecei a escrever este blog, lá por volta de 2005, foi para contar a vitória que o Senhor Jesus me deu, depois de ter passado por 11 longos anos desempregado. 

Não me pergunte como foram, porque não mais me lembro dos detalhes, depois que o tempo do deserto passou. Uma coisa, porém, ficou e eu não consegui me esquecer: Do dia que consegui comprar um pacote de meio quilo de café no supermercado.  Quando cheguei em casa, eu chorei quando fui orar pela compra. Esta música, me faz lembrar disso. 

Quando o deserto estava quase no fim, eu estava plantando umas covas de bananeira maçã no sítio da minha mãe, e quando terminei de plantar aquelas 180 covas, choveu. Não uma chuva forte, mas uma "nublina", como se dizia na região do Vale do Rio Caratinga. De noite fui dormir ali pelas 20:00 e, antes de dormir, orei. 

Curiosamente, naquele exato momento que dobrei os joelhos, choveu de novo. Aí, eu fiz uma brincadeira na minha oração, e falei: Senhor, amanhã eu tenho que aguar aquelas 180 covas de bananeiras. Vou fazer isto alegre e satisfeito, mas se o Senhor quer mesmo molhar aquela terra, mande pelo menos uma chuva dez vezes mais forte. 

De madrugada, malhou aquele aguaceiro. Era começo de abril de 2003, mês que não costuma chover por ali. O barulho das águas nas telhas era forte e grossos cordões de água caiam da beirada das telhas lá na calçada de cimento do sobrado. Como eu estava dormindo na cobertura, tive sair depressa para o andar de baixo.

No outro dia, pela manhã, eu vi o barro da enxurrada que desceu pela estrada abaixo. Quando cheguei até as mudas de bananeiras, eu olhei e vi que Deus tinha respondido a minha  atrevida oração. E no momento que eu olhei as folhas de um  pequeno pé de banana, o Senhor Falou assim bem dentro de mim:

--Se Eu me preocupo com tão simples bananeiras, saiba que você vale muito mais que um pé de banana. Isto foi em abril, daí a três meses, Ele me abriu a porta do primeiro emprego, depois de 11 anos de deserto - 29 de julho de 1992 a 14 de julho de 2003. 

A partir de 2003, cada ano que passou, o Senhor foi aumentando a sua bênção.  De 2003 até dezembro de 2009 eu estive trabalhando na Prefeitura de São Paulo.

Ainda não sei porquê fui quebrado e moído durante 11 anos. Deus nunca me revelou, mas o deserto passou. Passou, porque Ele me conduziu todo dia pelo vale sombrio. 

Glória a Deus por meio quilo de café, e glória a Deus, hoje, pelo 6.º ano como servidor efetivo no Tribunal de Contas. 
O deserto foi muito duro, mas, graças ao Senhor, ele passou para mim, e também vai passar para você.

sexta-feira, 8 de abril de 2016

No tempo da tribulação...




Charles Stanley
Traduzido e adaptado
Por: Wilma Rejane


O rei Davi escreveu no Salmo 23 sobre sua passagem pelo vale da  "sombra da morte". Esta é provavelmente uma metáfora para as provações da vida em geral, ainda que também se aplica a uma pessoa que enfrenta sua própria morte ou a morte de um ente querido. Nesta vida enfrentamos provações.Estamos constantemente expostos a uma série de  pressões. No entanto, podemos utilizar várias estratégias para diminuir os efeitos de uma tensa carga emocional. Aqui estão alguns passos eficazes:

•Aprenda com  as provações e sofrimentos, eles podem nos ajudar a adquirir novas habilidades. Jesus Cristo aprendeu pelas circunstâncias difíceis e experiências (Hebreus 5:8), e nós também podemos.

• Conte suas bênçãos. Quando nos concentramos na dor, muitas vezes nos esquecemos de como a vida tem sido boa para nós. Paulo disse que devemos ser sempre gratos (Filipenses 4:6). Ele também explicou que o resultado de dar graças é uma "paz que excede todo entendimento" (vers. 7).

• Não seja um prisioneiro de seu sofrimento, isso pode causar paralisia emocional. Precisamos permanecer ativos porque a inatividade é devastadora. Dr. Paul Brand, um especialista sobre o tema da dor, disse: "Quando eu confronto dor intensa, procuro atividades que irão me absorver totalmente  mentalmente ou fisicamente, eu descobri que a distração consciente e a disciplina da atividade podem ser ferramentas úteis no combate à dor "(Paul Brand e Philip Yancey, O presente que  Ninguém Quer, 1993, p. 254).

segunda-feira, 4 de abril de 2016

O que fazer quando se está em busca de um milagre?




Wallace Sousa

Saindo daquele lugar, Jesus retirou-se para a região de Tiro e de Sidom. Uma mulher cananéia, natural dali, veio a ele, gritando (I): “Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim! Minha filha está endemoninhada e está sofrendo muito” (1). Mas Jesus não lhe respondeu palavra (2). Então seus discípulos se aproximaram dele e pediram: “Manda-a embora, pois vem gritando atrás de nós” (3). Ele respondeu: “Eu fui enviado apenas às ovelhas perdidas de Israel” (4). A mulher veio, adorou-o (5) de joelhos e disse: “Senhor, ajuda-me!” Ele respondeu: “Não (6) é certo tirar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos”. Disse ela, porém: “Sim (7), Senhor, mas até os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos”. Jesus respondeu: “Mulher, grande (8) é a sua fé! Seja conforme você deseja”. E naquele mesmo instante (9) a sua filha foi curada.Mateus 15:21-28 (grifos acrescidos)


Introdução

É bem possível que você esteja, nesse exato momento, precisando urgentemente de um milagre. Acertei? Se a pergunta fosse apenas “precisando de um milagre”, eu arriscaria dizer que quase todos diriam que sim, que precisariam de um.

Agora, dos que precisam de um milagre, nem todos precisam dele agora, pra já. Mas, digamos que você seja dos que precisam de um milagre agora, o que fazer então? Antes de tudo, acho que você fez a coisa certa: buscou ajuda no Senhor. E quero que saiba que Ele está aqui para lhe ajudar.

Aquela mulher de quem não sei sequer seu nome (assim como também não sei o seu) foi buscar em Jesus seu último recurso. Talvez esse seja o seu caso: já buscou em vários lugares, em vária fontes, mas não obteve resultado, não encontrou a solução, e veio parar bem aqui, perguntando-se o que fazer.
Sinceramente, eu não sei se tenho a resposta certa para você, mas tenho algumas palavras que podem ajudar-lhe a descobrir como alcançar o milagre que você precisa.

Vamos lá?

1. Você tem uma necessidade! E quem não tem?

Hoje em dia é mais fácil encontrar quem esteja precisando de alguma coisa do que alguma coisa que esteja precisando de alguém! E olhe que tem muita coisa sobrando no mundo, mas tem muita gente sobrando sem coisas, passando necessidades.

Talvez seja o seu caso. Se isso está acontecendo com você, veja o que aquela mulher siro-fenícia fez: foi atrás de Jesus, em busca de solução. Quando você enfrenta problemas, quem você busca para resolvê-los? Será que você procura as pessoas certas?

Quem sabe aquela mulher tentou resolver o problema da filha dela de outras maneiras, de outras formas, sem sucesso. Quantas vezes você já tentou resolver esse problema, sem resultado? Pode ser que tenha chegado o momento de correr para os pés de Jesus e ouvir o que Ele tem para lhe dizer.

Se você já correu atrás de tanta gente e não deu em nada – ainda – o que custa tentar com Jesus, não é verdade? Certamente Ele tem uma palavra para você hoje.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...