Deus esqueceu de mim?




Por Victor Cárdenas
Tradução de João Cruzué

Alguma vez já esteve pensando porque todo desejo, sonho ou para tudo o que mais se deseja na vida é preciso tempo para conquistar? Por que um Deus onipotente e onisciente não usa seu poder sobrenatural para dar já a seus filhos tudo o que querem?

Estou convencido de que "Tudo tem seu tempo e tudo o que se quer debaixo do céu tem sua hora"(Ecle.3:1). Vivemos na geração do "microwave", do micro-ondas. Queremos tudo instantaneamente e para já! Pensamos que a vida é como macarrão instantâneo que em cinco minutos já está pronto.

Tenho muitos sonhos e metas pessoais que gostaria que já se cumprissem e a cada dia que passa, trabalho para que isto se leve a cabo. Há dias que me pergunto se Deus se esqueceu do que me prometeu. Porém me anima saber que tudo tem seu tempo. Não posso desesperar-me ainda que tarde a promessa, ainda que venham dias que digam tudo ao contrário. Deus é fiel e não é homem para arrepender-se daquilo que Ele prometeu que fará.

Por alguma razão existe o tempo e Deus é o Deus do tempo. Vejamos algumas das coisas que podemos aprender na Bíblia que envolva tempo, paciência e espera. Depois do tempo vem o resultado e a promessa.

O extraordinário agir de Deus no resgate dos meninos da Tailândia



Wilma Rejane

O caso dos jovens presos na caverna na Tailândia comoveu pessoas em todo o mundo formando uma enorme corrente de oração. Orei constantemente por eles e sei que muitas pessoas fizeram o mesmo. Lá mesmo, bem próximo ao local, precisamente do lado de fora da caverna,  existiam pessoas cheias de fé e esperança orando diuturnamente pelos jovens. E Deus agiu, de um modo formidável! 

Ao acompanhar uma reportagem sobre o caso, havia lido nos comentários: "Deus não existe, de outra forma teria enviado anjos reluzentes para resgatar esses meninos!". Digo: mas os anjos estavam ali! Eram bombeiros, mergulhadores que arriscaram suas vidas na difícil operação. Os anjos estavam ali, invisíveis guardando-os com saúde mesmo após dias de fome, frio e riscos. Deus estava ali, em todo o tempo, e estava falando com o mundo: em um momento em que acontecia a copa, e os olhares se voltavam para seleções milionárias disputando o torneio, um time de futebol estava preso em uma caverna, em situação de extremo perigo. 

Assim, pude ouvir Deus no silêncio dos dias de expectativa do resgate:  "Lembrai-vos dos oprimidos, orem pelos que sofrem, cuidem de si mesmo para não serem prisioneiros do pecado, este que vos ronda e quer vos destruir.  Orai, sem cessar. Andem por caminhos retos e não tortuosos" (Deuteronômio 28:9). Outra coisa para aprender com o fato: para que haja agir de deus não é necessário vermos anjos reluzentes, faíscas vindo do céu, trovões e essas coisas. Deus age extraordinariamente de modo natural: você pode nem ver, mas Ele está agindo.

Louvado seja Deus pelo resgate bem sucedido, pela história com final feliz na Tailândia! 

Recebi o texto a seguir de meu esposo e incluo nesse artigo, pois, é maravilhoso! Ele está disponível no Facebook do Tiago Gomides que traduziu de BenandKiesha Jones:


Os detalhes desconhecidos e extraordinários do milagre que Jesus fez na Tailândia nos últimos dias:

1º - Eles foram encontrados e resgatados através de situações impossíveis.

2º - A corda do mergulhador britânico estava usando para guiá-los na caverna acabou, então ele subiu para pegar ar e nesse momento ele encontrou os meninos sentados na frente dele! Ele disse que se a corda fosse mais longa, teria passado direto debaixo d'água e não os encontrado!

3º - Apenas um dos meninos sabia inglês e pode comunicar com o mergulhador britânico. Ele é o único cristão do grupo, e aprendeu o idioma no projeto missionário que acontece em sua pequena igreja.

4º - A chuva se manteve discreta durante a missão de resgate por 3 dias e não afetou a operação ... choveu em áreas ao redor.

5º - Assim que o último mergulhador saiu da caverna ontem (depois de todos os garotos estarem seguros) a bomba que retirava água da caverna quebra (Teria sido um desastre!!!)

6º - Choveu a manhã toda e hoje (11/07) ao meio-dia a caverna está completamente inundada!

7º - Todos os meninos foram resgatados e em condições surpreendentes de saúde, que nem os médicos budistas "sabem como" explicar

8º - A unidade envolvida na ação de resgate: pessoas trabalhando juntas através de barreiras linguísticas e culturais. Decisões e escolhas importantes foram tomadas em consenso até a execução dos planos. O trabalho excelente e determinação de uma equipe com tantas pessoas e nacionalidades diferentes. 
A única brasileira voluntária na operação foi a missionária Tati Araújo, que traduziu para os mergulhadores, autoridades e militares estrangeiros inglês-tailandês!

9º - A igreja de Cristo em todo o mundo, se uniu para clamar a Deus por Sua intervenção. Discípulos de todos os cantos da terra oravam, na esperança que o Senhor podia fazer o impossível acontecer... e aconteceu!!!!

Sem dúvidas, Deus fez este milagre que o mundo presenciou e se comoveu!

Agora é hora de celebrar o poder e graça de Deus, que diferente dos ritos budistas, não precisou de oferendas nem sacrifícios, mas em amor, se lançou mais uma vez na história para resgatar os que estavam perdidos. 

Que a nossa resposta seja gratidão e adoração ao único Deus tem quem todo o poder em suas cravejadas e ressurretas mãos. 


Família Gomides: https://www.facebook.com/tiago.gomides?ref=br_rs

https://www.facebook.com/tiago.gomides/posts/10155333288082352

Texto traduzido e adaptado da família Ben and Kiesha Jones  que serve no norte da Tailândia.


Fé para os dias de angústia



Wallace Sousa

"Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo."João 16:33

Aquela segunda, dia 6 do mês 6 de 2016, havia começado como outra qualquer, às 6 horas da manhã. Mas, quando você acha que tudo continua igual, a vida vem e surpreende você. E, às vezes, a vida lhe prega peças e também lhe pega de jeito. E assim foi comigo, o destino me pregou uma peça na encruzilhada da vida. 

Eu não sei o que você está passando, pelo que já passou o pelo que ainda irá passar, mas escrevo isso justamente para que minha experiência possa, de algum modo, ajudar você que enfrenta lutas, dissabores e angústias, sejam elas inesperadas, programadas ou totalmente imprevisíveis.

Fazia alguns dias que meu pai me visitava e nos dava o prazer de sua agradável presença em sua companhia, visto que moramos quase 2.000km distantes um do outro, sempre aprecio suas visitas, ainda que breves, quando ele passa aqui por Brasília. Não são as coisas que ele traz na bagagem, as guloseimas e delícias da culinária nordestina que me cativam desde o nascimento, mas sua presença e seu carinho que nos abençoa é o que torna sua vinda tão agradável e desejada.

Todavia, como de costume, ele vem e vai, passa e parte. Como filho, sei que assim é a vida, e é assim que a vida é. Não mais questiono, apenas aceito e sigo vivendo, vou andando, e continuo vivendo, aproveitando cada instante, principalmente aqueles bons momentos que gostamos de guardar na memória.

Mas, como já disse, aquela segunda que havia começado como todas as outras, não findaria da mesma forma. Eu precisava atravessar por uma encruzilhada e passar por uma difícil experiência.

Sabe, às vezes nós pensamos que estamos preparados para tudo, mas quando as coisas acontecem e pegam a gente de surpresa, nós nos damos conta de que nada é como pensávamos e tudo é diferente do que nós prevíamos. A vida nos prega peças e, muitas vezes, descobrimos que não estamos preparados quando a circunstância chega de supetão.


Jesus não se apressou



  
Wilma Rejane

"Ora, Jesus amava a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro. Ouvindo, pois, que Lázaro estava enfermo, ficou ainda dois dias no lugar onde estava."João 11:5,6.


Jesus estava para além do Jordão, próximo ao local onde João batizava (João 10:40), quando chegam mensageiros com a notícia de que Lázaro adoecera gravemente. Apesar de amar Lázaro e toda sua família, Ele permanece por mais dois dias onde estava para em seguida partir em direção a Betânia, uma pequena aldeia situada cerca de 3 km a leste de Jerusalém. Qual seria o motivo da demora, por que Jesus não se apressa em socorrer aquela família tão próxima que costumava abrigá-Lo? 

Para os discípulos, Jesus justifica:

" Lázaro dorme, mas vou despertá-lo do sono e folgo, por amor de vós de que eu lá não estivesse, para que acrediteis". (João 11:15)

O foco da mensagem aqui não será especificamente a ressurreição de Lázaro após quatro dias na sepultura. Este fato que fez Jesus chorar e demonstrar Seu poder sobre a vida e a morte. Este fato que abalou de uma vez por todas a estrutura dos religiosos da época que intensificaram a perseguição culminando na crucificação. O destaque aqui será  esmiuçar a atitude "demorada" de Jesus por acudir e atender as orações por cura daquela família. Jesus não curou Lázaro: ele adoeceu, morreu e por fim ressuscitou. Ninguém aguardava tal desfecho, nem mesmo a mais pura fé das irmãs Marta e Maria que em conversa particular com Jesus comentaram: "Se Tu estivesses aqui meu irmão não teria morrido" (Marta em João 11:21 e Maria em João 11:32).

No tempo de Deus:

É só uma questão de tempo


Pouco a pouco, ainda que contra a nossa vontade, acostumamo-nos a conviver com os vendavais que ameaçam nossa vida. Na medida do possível, adaptamo-nos à fúria dos ventos contrários e também à força das águas turbulentas. Tudo não passa de uma necessidade de sobrevivência. Afinal, viver é o que realmente importa.

Nosso passado registra uma história de lutas, algumas profundamente dolorosas, diante das quais achávamos que não sobreviveríamos, tamanha era a desproporção entre a nossa força e as forças que se levantavam contra nós.

Eram como rios violentos, ventos destruidores e noites escuras, a fúria das pessoas que nos enganaram, dos poderes que nos oprimiram, das circunstâncias adversas. E apesar de tudo, aqui estamos nós. Passaram os ventos, o mar se acalmou, as águas foram acariciadas pela brisa da paz, e nós sobrevivemos. Afinal de contas, depois da tempestade vem sempre uma brisa que nos faz sonhar e continuar vivendo.

Koinonia



Wilma Rejane

“ Quando Abraão tinha noventa e nove anos, o Senhor Deus apareceu para ele e disse: Eu sou o Deus todo poderoso. Viva uma vida de comunhão comigo e seja obediente a mim em tudo” Gênesis 17:1.

Comunhão. Qual seria o significado dessa palavra? 

No idioma grego comunhão é Koinonia (uma referência muito presente no Evangelho) e se traduz em: compartilhamento, uniformidade, associação, parceria, sociedade, companheirismo, intimidade, união (Strong 2842)

Abraão viveu em comunhão com Deus ou seja: “  Ele se aproximou, fez uma parceria, se tornou íntimo, companheiro, unido, próximo de Deus”, por isso, vamos ler lá na epístola de Tiago: “...E Abraão foi chamado amigo de Deus” (Tg 2:23)

Podemos olhar para Abraão e pensar que Deus o escolheu para ser seu amigo e por esta razão não houve nenhuma dificuldade para tal. Não é verdade. A condição humana de Abraão era de fraqueza, fragilidade. Um homem comum com lacunas sentimentais, um anseio latente por ser pai e limitado quanto a capacidade de realizar esse anseio. E não apenas isso, Abraão falha em alguns momentos de sua caminhada com Deus. O diferencial existente no homem Abraão era: ele tinha fé. Vivia por meio da fé, a comunhão com Deus era sua força, pois por meio dela era transformado.

Assim, aprendo que comunhão não é capacidade, habilidade, mérito. É um relacionamento que se torna possível quando o homem reconhece a impossibilidade de viver sem Deus. Essa questão de comunhão pode não parecer tão simples quando está aliada a outras questões como: mérito e predestinação:

Os cegos e o elefante, uma parábola hindu adaptada para o cristianismo

Ilustração de Barbara McClintock, para o livro “Leave your sleep”.
Wilma Rejane

Os cegos e o elefante faz parte do folclore hindu,  é um clássico que mostra como cada indivíduo  vê as coisas somente do seu ponto de vista pensando estar certo, no entanto, pode concluir estar errado quando vê as coisas sob outro ponto de vista.

O poeta norte-americano John Godfrey Saxe (1816-1887)  ficou conhecido por recontar a fábula em poesia,  canal Mórmon por sua vez  adaptou o conto para falar da Verdade salvadora que é Cristo Jesus. Vi o vídeo e considerei um modo criativo de propagar as Boas Novas do Evangelho, afinal, Jesus também usava parábolas para se fazer entender.

Convido-o para assistir esse curta metragem Bíblico alegrando-se por saber que existe um Caminho de Luz e esperança para todas as nações ( Salmo72:11).

Uma abençoada semana para você, na paz de Cristo!🙏




Olha lá o time de Cristo na copa do mundo!





Wallace Sousa

“Não sabeis que aqueles que correm no estádio, todos, na verdade correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.” I Coríntios 9.24.
Se a Igreja disputasse a Copa do Mundo de futebol, ela ganharia porque…

… mesmo o diabo sendo o pai da mentira e ladrão desde o princípio, o Juiz está do seu lado;

… se o diabo quiser jogar sujo e partir para a violência, ela pode simplesmente expulsá-lo;

… temos na nossa torcida o melhor camisa 12, Jesus, que prometeu estar conosco em todos os jogos;

… quando a Igreja entra em campo, está fazendo aquilo para o qual foi chamada;

… tem um uniforme especial para qualquer partida, o capacete da salvação, a couraça da justiça, o calçado do evangelho da paz;

… seu uniforme tem as cores mais bonitas, o vermelho do sangue de Jesus, o amarelo do ouro da coroa da justiça, o azul da pátria celeste, o verde da esperança da volta de Jesus, o branco da santidade e justiça;

… seus atletas dão o sangue quando entram em campo;

… maior é O que está com ela do que o que está contra ela;

… como existem dois anjos para cada demônio, mais são os que estão ao seu lado, ou seja, tem a maior torcida;

… os jogadores mais fortes do time adversário estão com o passe preso até ela sair de campo (só sairão do abismo após o arrebatamento);

… o seu técnico, Jesus, já venceu o diabo, o mundo, a carne e até a morte;


A renovação da existência e o sentimento de Asafe



Wilma Rejane


“O que é já foi, e o que há de ser também já foi, Deus fará renovar o que se passou” Eclesiastes 3:15

Há uma sucessão natural na vida, circunstâncias que são frutos de ações e reações intermináveis na rotina do tempo. Todas essas coisas obedecem a uma ordem estabelecida por Deus.  O futuro poderá ser uma reprodução do passado e esse passado já foi presente um dia e a mesma coisa se diz do futuro.  Deus criou esse tempo, para Ele eterno, para nós limitado a contagem de horas, dias,anos. Há leis que regulam a existência.

O céu tem o direito de oferecer dias planos de luz e depois fazê-los desaparecer nas trevas da noite. O ano tem o direito de cobrir por um período a terra de flores e frutos, e depois torná-la irreconhecível enviando chuvas, secas e geadas. O mar tem o direito de um dia ser amável, apresentando uma superfície calma, e noutro agitar as ondas sublevadas pela tempestade” ( BOÉCIO pg.6).

Quem poderia mover toda essa roda do tempo no universo sem abalar ou eliminar a existência? Deus. Há uma perfeita harmonia no tempo em que se vive e até em que se morre. Não há acasos ou circunstâncias desconhecidas para Deus. Para nós humanos é que sempre há expectativas e tempos com boas e más surpresas. Insuficientes e frágeis quanto ao poder para alterar essa ordem natural, o que nos cabe é viver. E viver de modo a tornar nossa rotina um lugar de renovos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...