Jonas, o profeta que dormiu no porão e acordou no ventre do peixe


 
Wilma Rejane


Porque assim como esteve Jonas três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim o Filho do Homem estará três dias e três noites no coração da terra. Mt 12:39-40



A história do profeta Jonas é bem curta e diferente dos demais profetas do Antigo Testamento. Ele pode ser considerado um missionário, o primeiro a proclamar pessoalmente, arrependimento a uma nação gentia. E essa novidade de chamado assustou o profeta, o aterrorizou a ponto de desejar à morte. Nínive, este era o lugar da missão de Jonas. 1300 Km ao Oriente de Israel, na margem oriental do Rio Tigre, atual Iraque. Uma nação inimiga de Israel, por esta causa Jonas reluta em , por temer que a misericórdia de Deus sobre o lugar, o tornasse ainda mais forte.

Muitas são as especulações sobre a veridicidade do livro de Jonas e sua estadia no ventre de um grande peixe. Jesus confirma a história de Jonas ao citá-la como sinal tanto para judeus como para gentios. Três dias no ventre do grande peixe é uma referência clara a obra salvadora de Cristo, padecendo morte e ressuscitando ao terceiro dia. Isto já seria suficiente para não mais duvidar de que Jonas existiu e de fato, foi tragado por um grande peixe provavelmente uma baleia. Estudos cientificos comprovam a possibilidade de tal feito, inclusive há precedentes.

James Bartley era um marinheiro em expedição as Ilhas Malvinas em uma caça as baleias. Sua história foi cuidadosamente apurada e publicada em jornais e especificamente dois livros "A History of the World in 10 ½ Chapters, de Julians Barnes e Fim da Infância de Clive Cussel". O episódio Viagem ao fundo do Mar, exibido em 1965 também menciona o fato "Jonah and the Whale" (Jonas e a baleia). Por sua experiência no ventre da baleia, James perdeu a visão, os pêlos do corpo e a cor da pele também sofreu alterações. (James Bartley 1856 a 1902). Aqui um vídeo sobre o fato.


O chamado de Jonas

É quase cômica a forma como tudo acontece, até que se torna trágico. Alguém de íntimo relacionamento com Deus, imaginar que pode fugir de Sua presença. Ordenado a ir para Nínive, Jonas paga passagem e ruma pelo mar para Társis na costa sudoeste da Espanha. Em profundo sono no porão do navio, Deus envia uma tempestade que causa desespero. A tripulação lança ao mar seus pertences e roga aos seus deuses, até descobrir que Jonas era a causa da fúria do mar.

E ele lhes disse: Levantai-me, e lançai-me ao mar, e o mar se vos aquietará; porque eu sei que por minha causa vos sobreveio esta grande tempestade. Jonas 1:12



Não pude deixar de comparar a tempestade enfrentada pelo navio de Jonas, com a tempestade vivida por Jesus e seus discipulos no mar da Galiléia. Jesus dormia na proa do barco, porque tinha plena certeza de que Deus estava com todos para os guardar. A tempestade era grande, porém maior era Deus. E Jonas dormia no porão e esse sono significava dormência espiritual. Ele não quis obedecer simplesmente porque não aceitava o fato de Deus ser benigno fora dos limites de Israel.

Que egoísta esse Jonas, não? E quanta semelhança entre nós e ele! Não conseguimos pensar que certas pessoas, de tão pecadoras que são, merecem perdão e salvação. E por esta e outras causas, as ignoramos, “dormimos no porão” enquanto o outro enfrenta os terrores da tempestade.

E levantaram a Jonas, e o lançaram ao mar, e cessou o mar da sua fúria. Temeram, pois, estes homens ao Senhor com grande temor; e ofereceram sacrifício ao Senhor, e fizeram votos. Jonas 1:15-16

Quanta ironia, os navegantes que acompanhavam Jonas eram idolatras, mas foram sensíveis ao agir de Deus e prontos em servir. Procuraram diligentemente pela causa da tempestade e esvaziaram o navio de tudo quanto provocava a irã de Deus. Aqui merece uma pausa maior para refletir. Consideremos a vida como esse navio e o mar sendo a ação de Deus. Quando Ele fala a nossa consciência de que algo está errado, de que o pecado está desagradando, procuremos diligentemente “aliviar o navio”, lançar fora tudo aquilo que não serve, que pode causar morte.

O sono de Jonas era fisico e espiritual. E como cristãos, podemos nos julgar mais justos que os demais e ainda assim estarmos enganados sobre tudo. Insensíveis a voz de Deus, em direção contrária a que Ele ensina ou ordena.

“Não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza. Mas vós não aprendestes assim a Cristo, Efésios 4:17-20.

O “Sem sentimento” no texto de Efésios é a tradução para “parar de vigiar, de se preocupar”, exatamente o que estava acontecendo com Jonas. Quem dorme não vigia, foi isso que Jesus disse aos discipulos em Marcos 13:36. É triste, mas Jonas não demonstrava preocupação por estar indo para Társis ao invés de Nínive. E se o navio tivesse naufragado e Jonas com ele? Os cento e vinte mil habitantes de Nínive iriam perecer em pecado ou Deus comissionaria outro profeta. Mas Deus foi misericordioso com Jonas e com toda Nínive, Ele escolheu falar de maneira mais rude com o profeta, acordá-lo!

Jonas e o grande peixe

Jonas teve uma experiência de quase morte dentro do peixe, ele diz que Deus “fez subir da sepultura a minha vida, quando dentro de mim desfalecia a minha alma, então me lembrei do Senhor e subiu a Ti a minha oração no Teu santo templo, ao Senhor pertence a salvação! Falou pois o Senhor ao peixe e este vomitou Jonas” (Jn 2:6,7,8,9,10). Interessante é ver que o peixe não teve dificuldade alguma para obedecer a Deus.

-->
E jonas sai do peixe diferente de quando entrou. Não fica claro se Jonas se arrependeu de ter menosprezado Nínive já que mesmo após ter entregue a mensagem de Deus para cidade, ele deseja que seja destruída. Porém, no ventre do grande peixe, ele aprende a temer a Deus e compreender Seu dominio sobre todas as coisas. Quem poderá se ocultar do Senhor?

“Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá. Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim. Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa.” Salmos 139:7-12


Jonas dormiu no porão, mas acordou no ventre do peixe, depois de ter descido aos lugares mais baixos da terra, ascende aos céus, após se humilhar e reconhecer que tudo pertence ao Senhor, a vida e pós vida. Pode se dizer que Jonas era um eloquente e apaixonado ministro do Evangelho, mesmo fugindo de Deus, em estado de sono, ainda levou toda tripulação do navio a reconhecer o tamanho do Deus que servia. Nada de longos discursos, poucas palavras, mas carregadas de fé. Ele não negava a Deus, mas a seu chamado. Aprendemos que estar fora da vontade de Deus provoca sofrimento, inquietações e infelicidade, para si e para muitas outras pessoas. Uma alma é muito preciosa para Deus e vale de verdade mais que o mundo inteiro.

Em Nínive


“Levanta-te, e vai à grande cidade de Nínive, e prega contra ela a mensagem que eu te digo. E levantou-se Jonas, e foi a Nínive, segundo a palavra do Senhor. Ora, Nínive era uma cidade muito grande, de três dias de caminho. E começou Jonas a entrar pela cidade caminho de um dia, e pregava, dizendo: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida. E os homens de Nínive creram em Deus;.”Jonas 3:2-5

Em terra Jonas recebe novamente a ordem de ir ministrar o amor de Deus a nação inimiga. O marinheiro James Bartley saiu de dentro da baleia cego, sem pelos pelo corpo e pálido. Não nos é dito o estado físico de Jonas, apenas o espiritual, este estava fortalecido. Alguns estudiosos arriscam em dizer que tão logo entrou em Nínive, Jonas chamou a atenção dos moradores porque estava pálido demais e com a roupa aos trapos, sua experiência no ventre do peixe também fez parte do discurso de julgamento sobre a nação e por esta causa o impacto teria sido imediato e de grande alcance:

-“ Você viu aquele profeta que chegou hoje a cidade, nunca vi nada igual! Parecia reluzir de tanta palidez, vestes aos trapos e pés feridos, três dias dentro de uma baleia para nos advertir sobre a destruição de Nínive!”

-Onde está, vamos, quero ouvi-lo!

Para percorrer toda cidade, era necessário três dias, mas Jonas caminhou apenas um dia, ainda assim toda a cidade se arrependeu, do rei aos mais humildes. Que lição para todos nós! Não desprezemos aqueles a quem Deus nos envia. O mundo pode ser comparado a Nínive e nós somos missionários da causa de Cristo. Cristãos transformados pelo sacrifício de Jesus, do “porão ao peixe”.

 A Abobreira

"Mas isso desagradou extremamente a Jonas, e ele ficou irado."  Jn 4:1

Deveria Jonas ter ficado feliz e não irado. Mas ele acredita que Deus também está irado e vai destruir a cidade, por isso, faz uma pequena cabana e se acampa próximo a Nínive, em um lugar alto. Deus dá sombra para Jonas, fazendo crescer uma planta abobreira, ai sim ele fica radiante de felicidade, mas em seguida Deus seca a planta e a ira de Jonas vem à tona.

"Tiveste tu compaixão da aboboreira, na qual não trabalhaste, nem a fizeste crescer, que numa noite nasceu, e numa noite pereceu;  E não hei de eu ter compaixão da grande cidade de Nínive em que estão mais de cento e vinte mil homens que não sabem discernir entre a sua mão direita e a sua mão esquerda, e também muitos animais?" Jonas 4:9-11

Jonas padeceu no ventre do peixe, mas agora só estava enxergando seu próprio ventre, esqueceu rápido do livramento de morte. Sabe como essa história tem semelhança com a parábola do filho pródigo? Os Ninivitas voltaram para casa do pai e Jonas não se alegrou por isso, antes pensou ter mais direitos que eles, por ser hebreu.

Quantos de nós também amamos plantas, animais, coisas e menosprezamos pessoas? Quantos olham para o outro com preconceito por causa da crença ou do que quer que seja? Deus nos fala através de Jonas, uma lição tão atual e tão magnífica!

Que Deus tenha misericórdia de nós e nos ensine a amar sem fronteiras. Que não precisemos chegar ao extremo do desespero para ouvir e obedecer a Deus. Temos muito a aprender com o chamado de Jonas, este profeta que dormiu no porão e acordou no ventre de um grande peixe.

Deus o abençoe.

5 comentários:

Presbítero Maurício disse...

Caríssima, saudações!

Conheço uma ou talvez duas pessoas, que têm compaixão dos animais e se esquecem de partilhar a dádiva do amor aos homens.Lamentável! Ridículo! Triste!
..................................

Não devemos desobedecer ao Senhor, pois Ele tem um propósito na vida de cada um de nós e devemos confiar Nele e deixar que nos guie pelo seu caminho, não duvidando em nenhum momento.
Paz!

Grazi disse...

Paz do Senhor Wilma!
Realmente essa história nos faz refletir muito a cerca de nosso chamado ao 'Ide do Mestre'.
Podemos até compararmos o navio a nossa vida secular, que pouco tempo nos oferece para lermos as escrituras e evangelizarmos as almas!
Beijão!

"Construindo Minha Casa Clean"

Wilma Rejane disse...


Saudações Pb. Maurício!

Como disse Jesus aos fariseus, sobre o dizimo: "Convêm praticar estas coisas e não esquecer aquelas". Amar os animais, porém e não mais que ao próximo porque aqui está toda a lei e os profetas:

"Amar a Deus e ao próximo como a ti mesmo"

No caso de Jonas, os próximos eram os da mesma nação, estes mereciam compaixão e os demais: castigo!

Jonas não deixa de ser engraçado, mas é trágico também.

Obrigada,

Deus o abençoe.

Wilma Rejane disse...


Paz do Senhor Grazi!

E só com secular esse navio afunda, não é mesmo? Tem que ter Jesus como diz aquele verso: "dormindo no barco" (Mc 4:48) para acalmar as tempestades e nos fazer chegar ao destino certo.

Obrigada, amada.

Deus a abençoe.

Marina dutra freire disse...

Obrigada pelo estudo.Uma bênção!! Me chamou a atenção os tripulantes do navio terem temido ao Senhor por causa das palavras poucas mas com fé. Que maravilha!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...