Quando Deus diz não





Wilma Rejane


Há momentos que não encontramos explicação para alguns acontecimentos de nossas vidas. A morte ou separação de alguém querido, uma doença que não cura, um fracasso financeiro e assim sucessivamente. O devir é imprevisível e se não somos capazes de prever o futuro, tão pouco de decifrá-lo. Para quem crê em um Deus Criador, que rege todas as coisas, é Nele que se encontram as respostas, ora reveladas, ora em segredos permanente. Para conforto nosso, o não de Deus, não significa Sua ausência em nossas vidas, visto que a Bíblia relata que servos amados do Senhor também experimentaram momentos de angústia e de terem não como respostas a orações.


A vida é mistério e muito do que se passa conosco só será esclarecido quando não mais vivermos, essa esperança na eternidade, tanto é motivo de conforto, como de desespero, mas jamais deverá ser  causa de abandonarmos a fé: “Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido.” Lucas 12:2.  Portanto, amados, se neste momento atravessamos o vale da sombra da morte, saibamos que desse mesmo vale ressurgirá a luz e que apesar dos pesares, nossa confiança na soberania de Deus deve ser a causa de toda nossa expectativa de dias e se não houver mais dias, Ele mesmo nos recolherá em Seu Reino para um tempo sem dúvidas, sem trevas e sem choro.


Creio que Deus me chamou para falar sobre fé e às vezes é desafiadora a missão,  porque já vivi (e não estou livre de viver) momentos terríveis em que nada do que pedi ou sonhei acontecia. Porções preciosas da minha vida pareciam desmoronar e tudo acabaria ali. Mas eu procurava não “soltar as sementes" que estavam em minhas mãos e mesmo chorando ia plantando aquilo que estava como Promessa na Palavra de Deus. Não era por minha força ou feitos, mas somente por acreditar que Deus transforma e não abandona seus filhos. Eu olhava ao redor e via a pior circunstância, olhava para a Palavra de Deus e encontrava consolo: não, isso aqui não é utopia, não é mentira, é Real. Aleluia!

“...Quando andar em trevas, e não tiver luz nenhuma, confie no nome do Senhor, e firme-se sobre o seu Deus. “ Isaías 50:10




O não de Deus

Moisés - O que viu o mar se abrir, sinais e maravilhas, na saída do Egito em direção a Terra Prometida. Um dia ele  feriu a rocha , quando deveria ter apenas falado a ela para jorrar água. O Salmo 106: 33 diz: "Deus se indignou com Moisés porque ele falou imprudentemente aos filhos de Israel”. Moisés errou e não mais foi capaz de pisar os pés na Terra Prometida, apesar de ter orado a Deus mais de uma vez para entrar nela. Sabem o que Deus respondeu para ele? “chega Moisés, não me fale mais nesse negócio, não vais entrar lá, se conforme com isso” Deuteronômio 3: 25-26.

Aqui o não de Deus veio como resultado da desobediência de Moisés. Alguns não's, chegam para nós também nessas condições. Ferimos pessoas, desobedecemos ao Espirito Santo, desprezamos Jesus e perdemos de conquistar coisas importantes: "Todavia o meu justo vivera pela fé, se retroceder, nele não se compraz minha alma". (Hb 10:38).

Certa vez Moisés também orou para Deus curar sua irmã Miriã da lepra,  e ouviu como resposta: “ Não Moisés, agora não, ela ficará leprosa por mais um tempo, depois resolvo isso”  Números 12:13-14.

Quantas vezes já oramos pela cura de alguém e a pessoa continuou doente? Quem sabe Deus está a dizer: " agora não, preciso realizar algumas coisas na vida dessa pessoa, resolvo mais tarde, no tempo oportuno”. O que nos cabe é interceder e colocar nas mãos do Senhor,  que poderá curar através de sinais e maravilhas ou via medicina, ou ainda,  Ele pode não curar e a pessoa morrer da enfermidade.

È por isso que a melhor escolha sempre é manter a comunhão e a fé em Deus, em qualquer tempo e para qualquer resposta, sabendo que o possível foi feito por nós, mas o impossível, somente Deus poderia fazer.


Jó – Era integro e fazia holocaustos contínuos a Deus por sua família, tamanho era o cuidado e o amor que tinha para com todos. Ainda assim, seus filhos morreram de forma trágica e Jó padeceu horrores! E aqui sabemos qual a causa de todos os males da vida desse homem: a ação do diabo como forma de desviá-lo do caminho da salvação.

Onde foram parar as orações  de Jó por sua família? Alguma vez você já se perguntou o que acontece com suas orações? Por que parecem não ser ouvidas? Deus estava atento a cada palavra de Jó, as ditas e as não ditas e mesmo com toda desgraça, Deus estava agindo na vida de seu servo para lhe dar o melhor. Jó precisava continuar acreditando, sendo fiel a Deus, mesmo sob a pressão do mundo que lançava julgamentos precipitados e distantes dos de Deus.

 “Clamo a ti, porém, tu não me respondes; estou em pé, porém, para mim não atentas.” Jó 30:20

O estar de pé, significava urgência, pressa, desespero. Mas Deus estava em silêncio a dizer: “Agora não, Jó. Aguarde mais um pouco, estou atento, você não está orando em vão, vou recompensá-lo”.

Orar nunca será vão. Jesus mesmo disse:  "Pedi, e dar-se-vos- a; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe á. E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra?" Mateus 7:7-9

Orando e a situação continua ruim? Ela poderia está muito pior, sem oração. Deus está trabalhando, ainda que não se perceba.

Poderia prosseguir contando muitos outros casos Bíblicos sobre o não de Deus, mas creio que o Espirito Santo de Deus cumprirá o propósito da mensagem na vida daqueles que estão perseverando em servir a Jesus em um modo digno e honrado de vida. E para os que ainda não creem no Evangelho, oro para que o tempo da restauração chegue as vossas vidas em reconhecimento de que em Deus se encontra toda justiça e Salvação.

Em Cristo, Eterno Refúgio.

3 comentários:

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Prezada Wilma Rejane,

Graça & Paz!

Fui muito abençoado com a leitura do seu excelente texto, motivo pelo qual reverberei um link em meu singelo blog.

Deus continue abençoando em tudo a sua vida.

Seu conservo em Cristo,
Pr. Carlos Roberto

Tio Fausto - Apascentar os Pequeninos disse...

Irmã Wilma...Graça e Paz!
Esse evangelho de busca de bens, é muito superficial. Deus nos vê como filho, e muito melhor é aquilo que recebemos quando honramos a Ele. O não de Deus é para nos proteger do mundo e de nós mesmos. Se andamos em seu caminho em amor, antes mesmo que pedimos, ou se nem pedirmos, ele tem prazer em nos abençoar. Que bom seria se Deus se agradasse de nós. Do meu testemunho, do meu amor, da minha obra...
Deus a abençoe!

Wilma Rejane disse...


Graça e paz,

Pastor Carlos Roberto e

Tio Fausto.

Deus abençoe vossas vidas,

Muito obrigada pelos comentários e testemunhos.

Em Cristo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...