Nos dias de Ló



Wilma Rejane

Nos dias de Ló é uma expressão usada por Jesus para definir a situação humana no fim dos tempos.

“Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam ; Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos.  Assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar.”Lucas 17:28-30.

Nos dias de Ló, a vida seguia o curso natural e o cotidiano era repleto “de cotidiano”: comer, beber, comprar, vender, tudo era tão necessário e urgente que não havia espaço para Deus. A chuva de enxofre chegou e encontrou em Sodoma e Gomorra homens fazendo coisas iguais ao que faziam todos os dias. Ocupados demais em garantir um lugar na terra, deixam de alcançar lugar no céu.

O pecado de Sodoma é assim definido por Isaías:

“Eis que essa foi à iniquidade de Sodoma, fartura de pão e próspera ociosidade teve elas e suas filhas, mas nunca amparou o pobre e o necessitado”, 16 :49.

E por Ezequiel:

" Ora, este foi o pecado de sua irmã Sodoma: Ela e suas filhas eram arrogantes, tinham fartura de comida e viviam despreocupadas; não ajudavam os pobres e os necessitados. Eram altivas e cometeram práticas repugnantes diante de mim. Por isso eu me desfiz delas conforme você viu.” Ezequiel 16:49,50

Desse modo, de acordo com o contexto Bíblico, nos dias de Ló,  Sodoma e Gomorra eram referência em corrupção humana, agravada pela comodidade,  consequência da fartura de pão e ociosidade. 

Aqui encontram-se lições indispensáveis para aqueles que almejam servir a Deus de modo agradável: é impossível servir a Deus sem importar-se com o próximo. Prosperidade material nem sempre é indicativo de bênção, nos dias de Ló, foi indicativo de maldição. A bênção da prosperidade consiste em ser ela uma bênção para si e também para o próximo, é quando a gratidão a Deus é tão vital quanto o servir ao próximo e este servir não significa dar tudo o que o outro pede, mas o que o outro precisa, assim interpreto. 

É interessante perceber –  isso me chama atenção –  que passados mais de quatro mil anos, milhares de gerações após os dias de Ló, os homens desta época ainda se assemelham aos homens daquela época. Jesus voltará, em um tempo que a ciência estará avançadíssima, a tecnologia terá produzido inventos eficientes e supermodernos, ainda assim haverá homens estagnados em seus cotidianos, fazendo todos os dias as mesmas coisas. O cotidiano estará ainda mais repleto “do cotidiano”, quem sabe, cada um estará absorto, tão dominado pelo fantástico mundo internético e tecnológico que esquecerá de olhar em quem está ao redor, ou pior: esqueçera de olhar para si mesmo. 


Os anos passam, o mundo evolui e os homens permanecem iguais em necessidades e conflitos. Comer, beber, comprar, vender, são coisas corriqueiras e quem haveria de dizer que há mal em realizar tais coisas? Afinal, isso é vida! Não há mal algum, desde que se pense nas coisas do alto. E para pensar nas coisas do alto, será necessário deixar um pouco as coisas da terra. Em Colossenses está escrito:


“Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória. Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.”Colossenses 3:2-6

Quais são as coisas da terra?

“ fornicação,  impureza,  afeição desordenada, a vil concupiscência,  avareza, que é idolatria”.

Não é comer, beber, comprar, vender, casar. O problema é fazer tudo isto e rejeitar a santidade fruto da graça de Deus. Esse era o problema dos dias de Ló e será o problema de todas as épocas, conforme disse Jesus.

Mas, se os dias de Ló reservam lições de juízo sobre o pecado, também reservam lições de livramento, por exemplo: Ló e suas filhas foram salvos por anjos quando Deus destruiu Sodoma e Gomorra (Gênesis 19). Da mesma forma, os crentes em Cristo Jesus serão salvos da destruição que há de vir sobre o mundo e  da morte eterna. Porque Deus está atento, Ele conhece as obras de cada um e ali, no cotidiano, onde se pensa que a vida segue naturalmente sua rotina, Deus está agindo de modo sobrenatural falando ao coração dos homens, na consciência sobre bem e mal, do pecado e da justiça. 

Como está as nossas vidas? Repletas de “cotidiano”? Sem tempo para Deus e para o próximo? Sem tempo para nós mesmos? 

Certa ocasião Jesus falou de um homem que trabalhou duramente dia e noite para encher seus celeiros, porém, não parou para refletir sobre o futuro( ou mesmo o presente) de sua alma:

“Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?”Lucas 12:20

Podemos colocar todo o nosso coração no trabalho, nos estudos ou até mesmo na igreja. Porém, amados de Deus, se não colocarmos tudo o que temos e fazemos nas mãos de Deus, pela fé e esperança no Cristo ressuscitado, não valerá a pena.

Não, nossa salvação independe de obras, mas as obras realizadas por meio da fé estas dizem tudo sobre o destino de nossas almas.

“Portanto, é pela fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa seja firme a toda a posteridade, não somente à que é da lei, mas também à que é da fé que teve Abraão, o qual é pai de todos nós.”Romanos 4:16

Que possamos estar atentos, Jesus voltará e assim como foi nos dias de Ló, será naqueles dias. Muitos estarão desapercebidos, imersos em seus afazeres cotidianos e nas coisas da terra. Que não seja assim conosco.

Com amor e temor,

Que Deus em Sua eterna graça tenha compaixão de nós.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O que fazer para ser salvo?

A salvação está na pessoa de Cristo Jesus:

Atos 4:12 diz: " E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos."

Uma simples oração pode ser feita reconhecendo-se um pecador, arrependendo-se do pecado e entregando a vida para Jesus:

"Senhor Jesus, reconheço que és o único e suficiente Salvador. Perdoa todos os meus pecados, conduz-me em Teus caminhos transformando-me em nova criatura, para glória de Deus. Sustenta-me diariamente e não me deixes ser enganado por coisas que não vêm de Ti. Obrigada pela salvação, é em teu nome que oro, amém".

procure uma igreja que preze pelo ensino da palavra de Deus, frequente-a pelo menos uma vez na semana, leia a Bíblia e o Espírito Santo de Deus te conduzirá.

3 comentários:

Monique Oliveira disse...

Dar honra a quem tem honra, Wilma quero te dizer que sou muito abençoada com as mensagens e que o o espírito santo continue te direcionando e dando mais e mais inspirações.Fica na paz do senhor bjos

Wilma Rejane disse...



Amém, Monique!

Deus a abençoe, querida.

Andersonn Luiz disse...

Meu Deus. Sempre que vou pregar em algum culto, eu faço uma visitinha aqui no seu blog irmã Wilma Rejane. Aqui sempre tem uma riqueza de artigos que me ajudam muito nas minhas mensagens. Deus continue te enriquecendo de graça e conhecimento de DEUS!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...