O Cristianismo Crescente Na China


Fontes oficiais de pesquisa mostram que quase um em cada três chineses descrevem a si mesmo como religiosos. Um número surpreendente para um país oficialmente ateu, onde a religião era proibida até três décadas atrás. O governo chinês reconhece oficialmente cinco religiões: Protestantismo, catolicismo, budismo, Islamismo e Taoísmo.Nos ultimos 30 anos de reformas econômicas, a China viveu uma explosão de fé. O maior crescimento foi registrado no cristianismo, mesmo com a luta do governo para controlá-lo.

Esta igreja ao leste do País é um reduto protestante. Centenas de cristãos se reúnem em torno de mesas circulares para almoçar. Enquanto o pastor dá graças pelo alimento, todos permanecem de cabeça baixa.



A igreja reserva uma data especial para aconselhar casais. É uma celebração anual da fé e da comunidade. Milhares de pessoas de dezenas de aldeias próximas, se dirigem ao templo localizado cerca de 300 Km de 
Xangai. Entre eles está Yao Hong, uma mulher de 38 anos de idade, que se tornou cristã há quase duas décadas, buscando conforto depois que seu marido a traiu. Ela acredita que é patriótico ser cristão. "Deus está agindo aqui na China", diz ela, apontando para o simples lugar de reuniões, em uma caverna. "As igrejas dos E.U e da Inglaterra são ricas, o Evangelho é avançado, então eu oro para a China", e completa: " Aqui se você tem problemas, eles ajudam com dinheiro, material ou ajuda espiritual, sua igreja é como sua família".
Yao Hong

Pastor Ni, é lider de uma igreja que congrega muitas anciãs que se acomodam nos bancos duros: "Elas contam histórias das recompensas da fé e da oração como curas de doenças que terminaram com surras de seus maridos".
Zonas Cinzentas.

Ninguém sabe exatamente quantos cristãos existem na população chinesa de 1,3 bilhão de pessoas. Há uma estimativa de 21 milhões, sancionadas pelo governo como auto-movimento-patriótico, mas ninguém sabe porque existem muitos protestantes em igrejas não registradas. Algumas pesquisas recentes têm calculado que poderia haver mais de 100 milhões de chinese protestantes. Isso significa que a China tem mais cristãos do que membros do partido comunista, que agora alcançou o número de 75 milhões. A constituição da China protege a liberdade religiosa, mas o proselitismo em locais públicos é proibido. No entanto, as zonas cinzentas estão crescendo cada vez mais.


Jerusalém da China

A cidade costeira de  Wenzhou, na província de Zhejiang é conhecida como "Jerusalém da China". Possui mais de 1.000 igrejas e pelo menos 12% da população é cristã. É também uma das cidades mais ricas na China, onde as empresas privadas estão crescendo. Estes dois fatores representam uma tendência recente: O empresário cristão ou, como são chamados em Wenzhou, o "patrão cristão".



O maior "patrão cristão" de Wenzhou é um homem chamado Zheng Shengtao. Para ele, a prosperidade foi uma benção vinda de Deus. seu começo de vida foi humilde: Entregando mercadorias em uma moto de três rodas. Naquela época, as empresas privadas eram proibidas, e em 1983 suas tentativas de ganhar dinheiro o levaram a prisão."Naquela época eu comecei a pensar em Jesus o dia inteiro e orava para Ele vir me buscar o mais rapidamente". A experiência convenceu-o a se tornar um devoto cristão.

Ele foi classificado pela revista Forbes como um dos homens mais ricos da China, com lucros estimados em 400 milhões. O milionário cristão credita a Deus seu sucesso: "temos que ser o sal da terra, não subornar funcionários, nem fazer produtos falsificados, não prejudicar clientes ou fazer fraudes fiscais. A riqueza não pertence a nós. Nós somos apenas como bancários. É Deus que dá a você a carreira e a riqueza e pede para gerenciá-los"

Jovens cristãos




 Em um sermão, um jovem missionário faz referências oblíquas ao materialismo desenfreado, a corrupção e as disparidades de riqueza imensa entre ricos e pobres. "Na China, um monte de ateus  tratam o dinheiro como seu Deus,  Mas, na verdade, só em Deus podemos encontrar a verdadeira liberdade."  Antigamente podia se ver jovens chineses espalhados por todo o campo do comunismo. Agora eles estão espalhando a Palavra de Deus.

Parte de Documentário: "In The Land Of Mao, Uma Crescente Onda de Cristianismo, organizado por:Ariana Lindquist, Louisa Lim e Dukehart Coburn para o npr


Por:Wilma Rejane

3 comentários:

Nayara disse...

DEUS abençoa a China PAI!!!!
Muda essa nação, quebanta corações, envia mensageiros das Boas Novas para os chineses. Firma os teus novos na fé.
Em nome de Jesus, amém.
Biejos mana, bom dia!

NICODEMOS disse...

PAZ SEJA COM TODOS

ESTA PERSPECTIVA DE UMA CHINA "ATÉIA" QUE ABRAÇA A UM EVANGELHO SIMPLES E EFICAZ E SE CONVERTE A CRISTO CONTRASTA COM O MUNDO OCIDENTAL QUE É MUITO RELIGIOSO COM O SEU CATOLICISMO E PROTESTANTISMO CUJAS BASES FIRMES DA PALAVRA POR VEZES TEM SE ESTREMECIDO PELA TEOLOGIA DA PROSPERIDADE.

FICA ESTES TESTEMUNHOS PARA ESTA IMPORTANTE REFLEXÃO NOSSA ACERCA DE SER GENUÍNOS CRISTÃOS

moiano disse...

Rejane Deus continue te abençoando,muito boa a matéria.
Este crescimento do evangelho na china com certeza é resultado do trabalho de pessoas como o missionario Hudson Taylor, que deu a sua vida pela china. lendo a sua matéria me lembrei de uma de suas frases A obra de Deus começa difícil torna se impossivel e é realizada.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...