Como evangelizar usando folhetos evangelísticos



Artigo sobre evangelização
Atendendo a pedidos

Folhetos ou panfletos são ferramentas muito importantes na evangelização. A forma escrita foi um maravilhoso presente de Deus e tem sido usada grandemente para a glória de Jesus Cristo. A página impressa pode grandemente multiplicar nossos esforços no serviço do Senhor e folhetos podem freqüentemente ir a lugares onde nós não podemos.


Cuidado com a mensagem contida no folheto

A primeira consideração no uso do folheto evangélico é da certeza do conteúdo das Escrituras.


1 – Muitos folhetos não contêm uma apresentação clara e bíblica do Evangelho. Muitos se referem à salvação de uma maneira confusa e não de acordo com as Escrituras, tais como ¨pedir a Jesus para entrar dentro do meu coração ou ¨dar a minha vida a Cristo.¨ Salvação não é dar a vida da gente a Cristo, mas sim absolutamente crer e confiar na totalmente concluída expiação por Cristo.

2- O segundo inconveniente é que a maioria dos folhetos não tratam de arrependimento. A maioria dos folhetos sequer menciona a palavra ou mesmo menciona o conceito, ainda que o Senhor Jesus Cristo e Seus Apóstolos pregaram pleno arrependimento e exigiam isso daqueles que seriam salvos.

A salvação somente vem pelo arrependimento para com Deus, e fé para com o nosso Senhor Jesus Cristo¨ (Atos 20:21). Qualquer apresentação do evangelho deveria incluir o fato que Deus “... anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam;” (At 17:30 ACF)

Quer ou não a palavra ¨arrependimento¨ seja usada no folheto evangélico, a idéia deveria sê-lo. O que é arrependimento?

É  uma mudança de direção (1 Tes 1:9). Quando eu recebo Jesus Cristo como meu Senhor e Salvador, eu estou dando as costas para a velha vida.


3- Outro problema é que muitos folhetos simplesmente não dão suficiente informação. Grande número de pessoas na América do Norte hoje são como ignorantes na verdade do Deus da Bíblia e das bases do Evangelho do Senhor Jesus Cristo como qualquer Hindu na trevas da Ásia.

É crucial que comecemos com as coisas mais básicas, quando lidamos com essa gente, e que expliquemos a fundo os termos bíblicos, de outro modo, quando eles ouvirem termos como ¨salvo¨, ¨crença¨, ¨Cristo¨, ¨Deus¨, ¨pecado¨, eles não terão a idéia correta do que estamos falando, e qualquer ¨profissão de fé” que eles façam será vazia, ineficaz.

Aspectos a lembrar quando estivermos distribuindo nossos folhetos:




1- Lembre que é responsabilidade de todo crente pregar o Evangelho (veja Mat. 28:19-20; Mar. 16:15; Luc. 24:45-48; Atos 1:8; 2 Cor. 5:17-21; Filip 2:16; 2 Tim. 4:5).

2- Lembre que por pregar o evangelho você está oferecendo o maior presente do mundo. Quando pregamos o evangelho estamos oferecendo vida a pessoas mortas; estamos oferecendo riquezas a pessoas pobres; estamos oferecendo cura a pessoas enfermas; estamos oferecendo salvação a pessoas perdidas.

3-. É sábio você ler os folhetos primeiro, antes de entregar às outras pessoas. Deste modo, você saberá exatamente o que ele diz e você pode mencionar isto quando falar às pessoas. Também, por ler primeiro antes de passá-lo adiante, você pode ver se o folheto contém alguma coisa que não é verdade ou deixou escapar aspectos importantes como arrependimento.

4. Tenha um compromisso de distribuir muitos folhetos a cada semana.

5. Seja sempre agradável e educado. Lembre que você é um completo estranho para a pessoa que você está se aproximando. Peça gentilmente ¨Posso dar-lhe algo especial para ler?¨ ou ¨Eu tenho algo de Boas Notícias para você¨ ou ¨Posso dar algo a você que tem sido uma bênção na minha vida?¨ Se eles estão ocupados, peça para que coloquem o folheto no bolso para o lerem em casa.

6. Tenha em mente que a meta não é meramente distribuir folhetos, mas encontrar oportunidades para dar testemunho a respeito do Senhor Jesus Cristo com o objetivo de conduzir pessoas à salvação. Use os folhetos para iniciar a conversa e quando encontre alguém que está interessado tome o tempo todo com ele e veja se ele ou ela está desejando de encontrar-se consigo de novo. Devemos lembrar que não é suficiente entregar folhetos; o objetivo é ver pessoas virem a Cristo e serem batizadas e discipuladas (Mat 28:19-20).

7. Não fique desapontado ou desencorajado se alguém diz alguma coisa contra Jesus e a Bíblia ou zombarem do que você está fazendo. “Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como também padecer por ele,” (Fp 1:29 ACF) (Ver também Mat. 5:11-12; Joa. 15:20; Luc. 9:26).

8. Entregue folhetos para aqueles que parecem que poderiam estar interessados, e para aqueles que parecem que não estariam interessados. Não podemos olhar através de seus corações de homens e não podemos saber a quem Deus poderia estar conduzindo. Jesus disse para pregar o evangelho a toda criatura (Mar 16:15). “Pela manhã semeia a tua semente, e à tarde não retires a tua mão, porque tu não sabes qual prosperará, se esta, se aquela, ou se ambas serão igualmente boas.” (Ecl 11:6 ACF). Eclesiastes 11:1 diz, “Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás.” (Ec 11:1 ACF) Isto se refere ao costume de lançar semente na terra pantanosa depois que o rio tal como o Nilo tinha transbordado para fora de seu leito, confiando em que a semente terá raiz e trará adiante uma colheita. “Quando as águas retrocederam, o grão no solo molhado floresceu. ‘Águas’ expressa o caráter aparentemente sem esperança dos recebedores da caridosa semente; mas, ao final de tudo, seria provado que a semente não tinha jogada fora e perdida.” (Jamieson, Fausset, Brown).

9. Tenha certeza que há um nome e endereço estampado em cada folheto, de modo que alguém que está interessado tenha um contato para maiores auxílios. Um curso de correspondência evangélica é uma boa forma de acompanhar a distribuição de folhetos. Veja a seção de cursos por correspondências no nosso livro ¨Idéias para Evangelismo¨ para sugestões. Isto parece ser mais efetivo em alguns lugares que noutros, mas temos pessoalmente visto muito fruto por estes meios.

10. Uma das mais importantes coisas sobre distribuição de folhetos é devoção e persistência. Alguns folhetos podem ser jogados fora mas outras pessoas podem encontrá-los. Temos um homem na nossa igreja que começou a ficar interessado em Cristo pela leitura de um folheto que foi dado a um seu amigo. Isto tem acontecido muitas vezes. Deus quer trabalhadores devotos. Não se desencoraje se nada parece estar acontecendo. Devemos fazer este trabalho por fé, não pela visão. Mantenha seus olhos no Senhor e confie Nele para lograr Seu desejo e dar fruto, e siga continuando pregando o evangelho. “E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.” (2Co 9:6 ACF) “Além disso, requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel.” (1Co 4:2 ACF)

11. Lembre que nosso real inimigo na distribuição de folheto não são as pessoas, mas sim o diabo. Ele é o deus deste mundo que está cegando as mentes dos não crentes (2 Cor 4:4). Assim, devemos ter toda a armadura de Deus para esta importante tarefa (Efé 6:11-12).

12. Ore  pela sua distribuição de folheto, tanto antes como depois. Ore que Deus irá abrir os olhos das pessoas de modo que elas O desejarão conhecer e que eles irão ler e entender os folhetos.

Segue alguns modelos de folhetos da ABS Vida para impressão e distribuição.


FOLHETOS PARA JOVENS

Lembre-se do Seu Criador Enquanto Você ainda é Jovem.
Procura-se Jovem com Medo de Morrer

FOLHETOS PARA PESSOAS DE MAIS IDADE
Você Pode Voar como a Águia

PARA CRIANÇAS
Jesus o Amigo Forte
Papai do Céu, não Fique triste.

PARA PESSOAS ANSIOSAS
Olhai para as Aves do Céu

PARA DOENTES
Jesus Cristo de dá Saúde

PARA TODOS
Tem Coisa Boa de Graça?
Não Deixe seu Barco Afundar.
Este Caminho vai prá lá?

Aqui no blog, você pode conferir o testemunho de Ozzy e seu encontro com Jesus depois de ler folheto evangelístico:  O encontro de Ozzy com o folheto

Sobre o texto de evangelizar com folhetos: Fonte: Autoria David Cloud, tradução Mario Fernandes em Solascriptura , e os folhetos para impressão, vi no Preciosidades Gratuitas  

Testemunho do Ozzy, escrito por pastor Vanelli, publicado no Tenda em 30/09/2012

2 comentários:

Presbítero Maurício disse...

Caríssima irmã Wilma, saúde e paz fraterna!

Recebi o exemplar de seu livro "A Primavera de Sara", e sou muito grato por isso. É uma dádiva divina!

Logo na Introdução, chamou-me a atenção, onde a irmã fala de Mo'ed, uma estação, um tempo determinado, época de colheita, de fé e primavera. Foi ai, justamente ai que senti de início, uma alegria tão grande, que meu coração pôs-se a bater aceleradamente, num ritmo só. Já o Espírito Santo estava a falar comigo! Lá no íntimo de minh'alma! Lembrei-me então de uma leitura que havia feito anos atrás, do místico espanhol João da cruz, em seu tratado sobre a fé: "A Noite Escura da Alma". Caríssima, e não é que a sua mensagem fala exatamente o oposto da noite escura? Meu Deus! Isto é fé! Pude contemplar o amor de Deus sobre a minha vida! Minha alma se regozija! Nesse momento de primavera que passamos, devido ao grande amor de Deus, as suas promessas... se realizam como se fossem o desabrochar das flores! Meu Deus! Uma experiência agradável, feliz, incrível (crível, na verdade). Aleluia! Sinto a primavera, o brilho, o fulgor da vida, a alegria de esperar pelas promessas divinas se realizarem. Sim, isso mesmo! Quem sabe esperar pelas promessas, está vivendo esse momento único, inigualável, inesquecível, sublime, fascinante, gostoso e prazeroso de se viver, que é exatamente a primavera da vida do cristão. Caríssima, perdoe-me, não encontro palavras mais concisas... claras, para me expressar melhor. Acho que estou sendo redundante demais!

... E o que me deixa ainda mais extasiado, é saber que li, por enquanto, apenas a Introdução! Oh meu Deus! Sinto-me privilegiado por tão grande momento onde vejo as flores da primavera de minha vida! Não, não há como ser ingrato, ficar entristecido, cabisbaixo, pesaroso, quando caem ao pensamento, as belas e riquíssimas flores de promessas de vida abundante, eterna!

Caríssima, que o Senhor a abençoe grandemente por mais esta consciência de tempo, de fé, esperança e alegria, outorgada a todos nós, onde vemos pelos olhos da fé, as alegrias da salvação. Paz!

Wilma Rejane disse...


Saúde e paz, presbítero Maurício!

Fico feliz em saber que o irmão está gostando do livro A Primavera de Sara.

Seu comentário transmite a alegria por ouvir a mensagem de Deus sobre mo'ed.

Obrigada,

Deus o abençoe por muitas primaveras!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...