Em lugar do espinheiro, uma nova essência.





Wilma Rejane


Em lugar da sarça, crescerá a murta. Isto será como memorial para o Senhor, por sinal eterno, que durará para sempre. Isaías 55:13


Um roteiro sobre plantas que acalenta o coração de quem necessita viver transformações em sua própria vida e na de outros. Isaías fala da ação de Deus chegando para renovar, são sarças que se vão dando lugar a murtas. Um acontecimento fincado como memorial , sinal eterno.

A sarça é bem conhecida na Bíblia por estar associada ao chamado de Moisés. A planta apareceu para ele no monte Horebe, envolvida a um fogo que nunca queimava. A sarça era Israel, um povo obstinado por se desviar do caminho de Deus, mas a misericórdia e amor Divinos cercavam a nação, preservando-a para ser testemunha de Sua glória!

Somos assim como sarças, quando não habita em nós o Espírito Santo de Deus, quando estamos distantes de Sua presença, em lugares ermos, acoados por medos humanos, absortos em nossas fragilidades e doentes de cobiça por felicidade.  Infelizes por dentro, no íntimo desregrado de dores. Mas Deus não desiste de nós, como aquele fogo que nunca queimava, Sua misericórdia insiste em nos chamar para Si.

Jeremias 31:3- O Senhor lhe apareceu no passado, dizendo:"Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atraí."


E enquanto se nega a Seu chamado se é consumido aos poucos, porque distante do Senhor não há como viver a plenitude da paz que é Cristo Jesus, esperança eterna. A imperfeição é a sarça, mas o aperfeiçoamento é descrito como murta. Essa planta escolhida por Isaías para descrever a conversão, a justificação pela graça Divina, tem características sublimes e marcantes.

Murtas são perenes, permanecem verdes e florescem de verão a verão, perfumadas e de beleza tão peculiar que foram escolhidas pelos hebreus como símbolo de amor. Essa planta crescia na região do mediterrâneo , costa do mar negro e sul de Israel. Atualmente é bem comum na Austrália e já tem muitas variáveis de espécie. Mas na época de Isaías, a murta não era tão comum, crescia cerca de 15 metros e dela se extraía precioso óleo usado como anti séptico e bálsamo para doenças respiratórias.

Esses detalhes sobre a murta são para avivar e aproximar a fala do profeta Isaías para realidade de seu sermão. Ele compara os remidos do reino de Deus, com murtas, e convêm conhecer os aspectos dessa planta que lembram a natureza dos que são plantados junto aos Rios de Deus, que florescem no Seu jardim, embora rodeados de espinhos e temporais. A Palavra diz as murtas viverão para o Senhor, eternamente! Há jardins no céu e certeza de transformação e regeneração na terra.

Transformação e regeneração para pais, filhos, esposas, famílias, sarças e sarças...Porque assim Deus anunciou pelos profetas e se cumpre pela graça e fé em Cristo Jesus que regou o solo do mundo com Seu sangue para que os corações dos homens se tornassem férteis.

Esther, a murta.

Esther foi uma rainha judia, sua história é contada no livro Bíblico de mesmo nome. Ela era orfã de pai e mãe, foi criada por um um primo, chamado Mardoqueu. Esther pode ser traduzido no hebraico para "Hadassa" que significa murta - Essa é uma narrativa que está em perfeito acordo com o verso de Isaías de sarças que se transformam em "murtas".

Quais eram as expectativas de vida para alguém como Esther? Que promessas haviam para ela? Poderia ter levado uma vida triste e de lamentos, mas Mardoqueu acreditava em Deus, orava por Esther e agia conforme sua fé. Introduziu a moça no palácio do Rei Assuero e aconselhou-a a ser humilde e solidária ao sofrimento dos perseguidos. E Esther de sarça, se transformou em "murta". Foi eleita Rainha porque agradou o coração do rei.

Cristo é o que nos conduz aos palácios eternos e seja qual for a nossa história passada, Ele tem alegria em transformar e restituir de modo a nos fazer plenos. 

Vivemos em um mundo conturbado de "sarças jogadas ao deserto" para que ali sejam esquecidas e mortas. Mas assim como Moisés, profeta de Deus, recebeu seu chamado junto à sarça ardente e caminhou pelo deserto para ensinar sobre caminhar com Deus,  Cristo ensina que o fogo do Espírito Santo, consome o pecado e o erro e depura a alma para uma nova vida.

Em lugar da sarça, crescerá a murta - Substituição, mudança de essência, de substância. Sarça é uma planta espinhosa, típica de solos áridos. Murtas são verdosas, perenes, de folhas oleosas, se espalham sobre planícies, põem frutos. A órfã Ester era assim, como um espinheiro e em superficial visão humana: fadada ao fracasso, sem condições de mudar a essência. Deus transformou a vida de Ester e através dela, libertou uma nação jurada de morte.

Sua vida está em "espinheiro", sem perspectivas, aparentemente perdida? Confie em Deus, Aquele que muda a essência e depura para um novo amanhã. Entre no Palácio do Rei e entregue seu coração a Ele, sem reservas e verás que haverá um memorial eterno. Um marco entre o caminho da sarça e da murta.

Oração: Amado Deus, me encontro triste, sem perspectivas de presente ou mesmo de futuro. Estou aqui, diante de Ti, porque ouvi e acreditei que o Senhor transforma e muda a essência, a substância. Quero ser mudado, transformado, para viver uma nova vida. Eis-me aqui, recebe a mim,por Tua bondade, Teu amor. Nada sou, mas Tudo És e tudo podes. Perdoa-me, me mantêm contigo, por toda minha vida, em Nome de Jesus Cristo a quem confesso como Senhor e Salvador, amém.


3 comentários:

Nágila Mácia disse...

linda mensagem! Deus falou comigo! Aleluia , glória a Deus,

Sandra Neri disse...

Boa tarde. Graça e Paz! Querida irmã,quão maravilhosa mensagem que me atinge o coração... Sou uma sarça que tem a esperança de tornar-se murta. Me vem à mente uns versos de uma música que gosto muito, não sei quem canta este belo louvor,"O Evangelho muda quem quer ser mudado, O Evangelho transforma quem quer ser transformado..." Um grande abraço e até breve se Deus permitir,

Wilma Rejane disse...


Graça e paz Sandra Neri!

As mais belas rosas têm espinhos e é impossível removê-los sem ferir ou a rosa,ou as mãos. Contudo a beleza e o perfume das rosas superam a infelicidade dos espinhos.

Deus, por meio de Seu poder, transforma espinheiros (sem rosas,sem cheiro, sem cor, sem beleza), em rosas, em "murtas" como disse Isaías.

E se mesmo as belas rosas ainda têm espinhos, significa que a vida transformada também (e ainda) sofrerá dores. Porém,a beleza de viver com Deus e para Deus, supera todo mal que queira nos atingir.

Assim com foi com Ester.

Obrigada, Sandra.

Deus a abençoe.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...