Ai das grávidas e das que amamentam - Mateus 24


Traduzido por Wilma Rejane
Blog em inglês: Alegria de uma jovem mãe

Ai das que estão grávidas e das que amamentam naqueles dias; pois haverá grande angústia sobre a terra e ira para este povo ”; Lucas 21:2

Pois eis que virão os dias em que dirão 'Bem-aventuradas as estéreis e os ventres que nunca geraram e os seios que nunca amamentaram.' Lucas 23:29

À primeira vista, podemos ficar um pouco confusos, o que Jesus está dizendo, por que Ele está destacando mulheres grávidas e que amamentam especificamente? Precisamos entender o contexto dessas escrituras.

Jesus está falando sobre os últimos dias,  na Grande Tribulação ... pois Ele diz que haverá grande angústia sobre a terra. É quando Jerusalém será tomada pelos exércitos do anticristo. No versículo 24 de Lucas 21 está escrito que "eles cairão ao fio da espada e serão levados cativos ..."

Mas por que Jesus menciona as mulheres grávidas e lactantes? Ele poderia ter dito ai dos idosos, ou dos enfermos. Ele poderia ter destacado vários grupos de pessoas diferentes, mas fala das mulheres, grávidas ou amamentando.

E Ele diz "ai delas". Ele até profetizou que naquela época as pessoas diriam "bem-aventuradas os estéreis e os seios que nunca amamentaram" (Lucas 23;29) .Eu me pergunto se, enquanto Jesus estava dizendo essas coisas, Ele viu em Sua mente a visão de uma mulher segurando seu filho recém-nascido com força contra o peito, uma expressão de horror e desespero em seus olhos quando ela viu os exércitos descendo sobre Jerusalém. 

Teria Jesus sentido o pavor das mães, ouvido seus corações batendo forte de medo do que aconteceria com ela e seu filho? Acredito que Ele tenha como alvo específico esse grupo de mulheres porque conhece o coração de uma mãe e é esse grupo que provavelmente terá a maior dor durante este tempo.

Você consegue imaginar a sensação que se abateria sobre uma mãe naquele momento de grande sofrimento? Mesmo se ela pudesse escapar, seu escape seria extremamente difícil se estivesse grávida ou carregando uma criança amamentando. Quão difícil seria para uma mãe de sustentar uma criança em seu útero durante esse tempo, se não tivesse comida ou se fosse levada em cativeiro? E se ela fosse condenada à morte e seu filho fosse tirado dela? E se ela testemunhasse outras mulheres grávidas sendo mortas pela espada?

Certa vez, ouvi o relato de um judeu que viveu durante o holocausto. Ele recebeu a tarefa horrível de coletar os cadáveres da câmara de gás. Ele falou que uma vez viu uma mãe e seu bebê na câmara de gás, a mãe morrera com o bebê ainda mamando em seu seio, mas o bebê ainda estava vivo. Embora ele implorasse aos guardas alemães para poupar a vida da criança, eles não quiseram.

Quando eu ouvi esse relato ... isso tocou meu coração profundamente. Já ouvi muitas histórias sobre o holocausto - mas isso! Isso parecia me prender de uma maneira que não acontecia com muitas outras histórias horríveis, porque sou uma mãe que amamenta.

Eu sei o que é carregar uma criança por 9 meses e dar à luz, e ter essa responsabilidade maravilhosa de sustentar aquela pequena vida. Parece não haver maior segurança para um bebê do que estar ao seio da mãe. E também, para a mãe, é um momento muito precioso de cuidar do bebê.

Portanto, quando leio as palavras de Jesus falando sobre as mulheres grávidas e lactantes, acho que posso sentir Seu coração por elas. Ele está chamando a atenção para mulheres cujo sofrimento será grande porque a profundidade do amor de uma mãe por seu filho, dentro ou fora do útero, é muito grande. Jesus está dizendo ai delas, haverá tristeza, haverá sofrimento, haverá uma dilaceração de seus corações durante aqueles dias.

Também poderia mostrar a profundidade do mal que haverá naquele dia, quando o homem não olhará para a mulher grávida ou o bebê que está amamentando. Uma mulher grávida hoje em dia, embora nem sempre,  freqüentemente desperta um certo nível de consideração pela maioria da sociedade. Mas durante esses tempos de tribulação, não haverá misericórdia, nenhuma preocupação com a grávida ou amamentando. O Inimigo odeia a vida. Ele odeia aquele que leva e sustenta a vida. Vemos evidências disso por meio do aborto.

Esses dias serão tão escuros, tão difíceis. Uma mãe será capaz de suportar isso?

É uma palavra difícil, mas é claro que devemos amar nosso Salvador, mais do que qualquer pessoa neste mundo. Devemos amar nosso doador de presentes mais do que os presentes que Ele dá.

Talvez seja por isso que Paulo fala sobre permanecer solteiro, considerado a era atual em que vivia. Muitos estavam perdendo suas vidas e seus entes queridos por causa de Cristo. Talvez Paulo esteja dizendo que a tristeza e o sofrimento seriam muito maiores para um jovem casal, especialmente se eles tivessem filhos.

Quando penso sobre os tempos difíceis que virão, meu maior medo é recuar na descrença por causa dos meus filhos. E se eu os ver sofrer? Serei capaz de permanecer forte em minha fé no meio de sua tribulação, assim como na minha?

Essas são coisas que as mães não gostam  de pensar ... mas devem! Devemos estar preparados tanto espiritual quanto mentalmente para o tempo que está chegando e que está se aproximando. Mesmo que nossos filhos já estejam crescidos, devemos prepará-los também.

Deus os abençoe

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...